Nademonogatari – Autoretrato

rsjuykf

Nada mais aterrador do que encarar somente você e você mesmo.

Reflito, principalmente pela fase que estou na vida, sobre as mudanças pelas quais passei. Quem é a pessoa que escreve hoje e no que ela difere do que foi ontem? Nunca cheguei a uma boa conclusão, provavelmente não vou chegar.

Sengoku Nadeko passou por uma experiência semelhante.

A única diferença é que envolve uma série de clones dela mesma tentando matá-la.

Retrato Nadeko

 

cojzqxyviaazjba

Já chega de besteiras, termine a escola de uma vez e arranje um emprego! – Pais de Sengoku Nadeko

É assim que essa grande história começa, com a Nadeko recebendo um esporro dos pais. Aposto que metade dos leitores consegue ter empatia com esse tipo de situação, sem ofensas.

Sengoku Nadeko passou e ainda passa (até esse momento) o tempo todo trancada dentro de casa, o incidente com Araragi Koyomi e o desfecho por Kaiki Deishuu ainda reverberam dentro dela. Sua principal meta no momento é se aperfeiçoar como mangaká e ela tem consciência de que não vai ser útil trabalhando em outra coisa.

[Uma parte não muito clara é a respeito de quem a Nadeko pergunta bem no começo dessa história, pelo o que entendi ela questiona  Yotsugi a respeito de como o Kaiki está atualmente.]

Eu fingi me preocupar com ele para manter as aparências, mas eu sabia que ele estaria bem e não fiquei surpresa quando soube que ele estava.

Eu estou tentando me tornar uma mangaká. Não, não pretendo surtar com ‘kyaa! Eu disse! Eu disse mesmo’. Não. Eu falo muito sério. – Sengoku Nadeko

A cena em questão se passa no quarto da Nadeko, ela está utilizando a Ononoki Yotsugi como modelo. As duas se tornaram amigas depois do caso em Tsukihi Undo (Orokamonogatari), numa conversa amena entre elas a Yotsugi sugere que a Nadeko crie 4 cópias dela mesma e, com a ajuda da boneca, elas serão as assistentes da Nadeko no processo para ela se tornar uma verdadeira mangaká.

Em outras palavras, seus pais ficaram de saco cheio da sua ladainha. Isso merece uma comemoração! – Yotsugi

Nadeko então desenha suas personalidades de Bake, Nise, Otori (aquela que surta com a classe) e a forma deusa. Assim que todas ganham vida, é claro, decidem fugir e seguir com seus próprios objetivos.

A missão de hoje será: Yotsugi e Nadeko, juntas, caçando 4 personalidades desvairadas pela cidade.

A Nadeko por acaso encontra o Ougi-kun (forma masculina), que a avisa sobre o fato de tê-la visto entrando na escola. Quando eles adentram o local para buscá-la, encontram a Nadeko Nise (Encantadora) cercada por alunos com os quais ela conversa animadamente.

Para com isso! Você não sente vergonha? Não existe nada mais embaraçoso do que seguir os seu sonhos! – Nadeko Nise

Ougi, aproveitando a distração dela, aciona o alarme de incêndio, causando o maior alvoroço na escola. A Nadeko consegue então selar sua versão Nise em um pedaço de papel, a fuga dramática de Ougi/Nadeko é feita com ambos em cima da bicicleta do Ougi, atravessando os corredores velozmente.

[Interessante mencionar a sintonia em que o Ougi/Nadeko estão, eles realmente se deram muito bem, seria um deleite ver isso em formato anime. Ah sim, é perceptível (talvez não tanto para quem viu só o anime) que a Yotsugi está ficando mais profunda nos assuntos. Ela parece brincar um pouco menos, quase uma imitação da Gaen Izuko.]

Digo, eu não quero utilizar palavras de baixo calão como a Nadeko Otori (Enfurecida) ou coisa parecida, mas adoraria dar um soco no meio da cara do Ougi-kun – Nadeko (Original)

Nadeko e Ougi se separam logo depois, a jovem descobre que sua versão de Bake (Tímida) está correndo pela cidade quase seminua (usando apenas bloomers, aquela espécie de maio). Ela segue algumas pistas e, ao invés de encontrar seu clone, ela encontra Oikura Sodachi no Parque Shirohebi! A Sodachi está matando aula porque se sente deslocada no ambiente universitário e conhecendo melhor os meandros da vida, resolve dar alguns conselhos sinceros para a Nadeko.

Caramba, Nadeko! Fico feliz que você tenha recuperado suas roupas! – Sodachi

‘…’ – Nadeko inconformada com o que a Sodachi disse

[Com isso fica claro que Nade se passa depois de Oroka, pois ela já está de cabelo curto. A Sodachi foi para Kansai em outubro (Owari é quando ela parte, depois temos o que houve em Oroka), então se formou e voltou em abril para fazer a faculdade. É curioso pensarmos, mas a Sodachi, ao contrário do Araragi, se lembra até que bem da Nadeko. Esse é o primeiro encontro delas em 8 anos.]

Eu conheço um adulto no qual você pode confiar. – Sodachi (juro que se foi o Kaiki a pessoa em quem ela pensou eu vou perder minha merda.)

A Nadeko faz uma comparação muito expressiva sobre como ela entende a Sodachi: feito um automóvel – no sentido em que ele se protege retorcendo toda a sua estrutura.

Oops. – Nadeko (logo depois de sacanear a Sodachi)

Nunca chore até dormir, Nadeko. Falo por experiência própria, nunca chore até dormir. Ok? – Sodachi

‘Não se preocupe, não estou sofrendo bullying.’ ‘Então você estava correndo seminua pela cidade por vontade própria?’

‘S… Sim.’

‘B…. Bem… err… acho que todos temos nossas preferências, eu não deveria ficar julgando você ou algo do gênero.’

[É sensível o crescimento dela, me sinto até orgulhoso. A Sodachi, que sempre sofreu na vida tenta acalentar a Nadeko de alguma forma. Inclusive se oferece para bater em qualquer pessoa que faça mal a ela!]

Durante a nossa longa conversa percebi que nós duas estávamos evitando algo em particular, como se tivéssemos combinado de não mencioná-la.

Nós falamos sobre a Tsukihi e a Karen, mas não sobre o irmão delas, como se o nome dele por si só fosse um tabu. – Nadeko/Sodachi

Encerrada a conversa, Nadeko consegue deduzir que a localização da Nadeko Bake (Tímida) seria a casa do Araragi. Ao chegar no local, percebe que alguém já invadiu a residência. A Nadeko (Tímida) orbitaria em torno da casa do Araragi na mesma intensidade que a Nadeko (Original) tenta evitar o local, a todo instante ela está em conflito (mais do que literal) consigo mesma, é quase a essência da história.

O problema é que ao chegar no quarto do Araragi quem está lá é a Nadeko Otori (Enfurecida) esperando pela sua versão original! Assim que ambas se encontram a Nadeko Otori tenta matá-la usando um cinzel, mas agilmente a Nadeko (Original) esconde o shikigami embaixo da roupa, assim, quando é atacada por sua contraparte, a outra versão acaba sendo felizmente selada no papel.

Com as roupas destruídas, a Nadeko resolve pegar algumas peças emprestadas da Tsukihi e, quando estava saindo, resolve atender o telefone tocando.

Por acaso, claro.

Era Senjyogahara Hitagi do outro lado da linha, o que faz com que a Nadeko (Original) tenha um surto psicótico. Ela arranca o telefone da linha e sai correndo como se sua vida dependesse disso.

É quase poético.

A Nadeko segue para o Templo da Cobra Setentrional procurando por sua versão deusa, mas ao invés disso encontra a Yotsugi desmembrada, a cena parece a de uma carnificina. Aparentemente a Nadeko deusa usou a Nadeko Bake (Tímida) como isca e estraçalhou a boneca. Não restando outra opção, a Nadeko ajuda a Yotsugi e ambas voltam para a casa da Nadeko, é necessária uma nova estratégia nessa caçada.

Yotsugi comenta que ela, sendo a versão original, deveria utilizar as outras 2 (uma de cada vez) que conseguiu capturar, para derrotar as demais; alega também que a situação ficou fora de controle porque ela criou versões demais ao mesmo tempo, mas que agora o plano pode fluir melhor.

É preciso um grande esforço para manter eternamente suas preferências: seja gostando ou odiando essa coisa.

Quando observo minhas estantes, fica nítida a minha falta de continuidade emocional. – Nadeko

O diálogo a seguir/pensamentos se passam com a Nadeko remontando a Yotsugi:

Não se preocupe com o meu cabelo, eu sou o tipo de boneca cujo cabelo cresce sozinho. – Yotsugi

‘Peço desculpas se colocar alguma parte sua ao avesso.’ ‘Pro inferno com as suas desculpas! Eu vou te colocar do avesso se VOCÊ estragar algo.’ – Yotsugi (200% putassa)

Depois de um tempo a Ononoki pareceu dar de ombros. Digo isso figurativamente, eu ainda não coloquei os braços dela no lugar. – Nadeko

Eu agi como se estivesse preocupada com o Ougi-kun, mas não estava. O mundo inteiro poderia desabar sobre seus ombros e eu sei que ele sairia ileso. – Nadeko

[Não sei onde encaixar propriamente, mas a Nadeko acaba comendo macarrão instantâneo e a cena soa interessante. Não questionem. A Yotsugi parece mesmo estar absorvendo os maneirismos da Gaen, até no jeito de falar. E, inferindo por alguns diálogos, fica claro que é a  Kagenui Yodzuru quem veste a Yotsugi.]

O confronto final é no segundo andar da livraria da cidade, essa é a localização da Nadeko deusa. Quando Ononoki e Nadeko chegam na livraria planejam atacar a versão deusa diretamente, mas a Nadeko (Original) acaba notando que a Nadeko Bake (Tímida) está lendo um livro distraída no primeiro andar, acreditando que seria melhor acabar com ela primeiro.

Isso era uma armadilha! No momento em que a versão original tenta capturar a versão tímida, pilhas de estantes cheias de livros começam a desabar, obrigando a Nadeko (original) a utilizar sua versão de Nise, que a ajuda e logo depois é esmagada, desaparecendo de uma vez por todas.

‘Quando eu morrer, quero ser morta esmagada por uma estante de livros.’ soa uma boa frase, não acha? – Nadeko (Original)

Chegando, finalmente (tá pior que JRPG) no segundo andar, elas encontram centenas de Nadekos usando apenas bloomers. Sim, a Nadeko deusa fez uma produção em massa do próprio shikigami ao fotocopiar um dos desenhos da Nadeko (Original). Os shikigamis em si são inúteis, mas ter esse alto número de versões faz com que a Nadeko deusa consiga se esconder facilmente.

A Yotsugi diz que a Nadeko tem de criar um plano e depois de algumas passagens, a Ononoki destrói boa parte desses clones utilizando o Unlimited Rule Book. Nesse momento duas Nadekos idênticas surgem para combater a Nadeko deusa, que em dúvida, decide que vai matar ambas! Nesse instante, por trás, surge uma outra Nadeko que consegue selar a versão deusa.

Essa última Nadeko que surgiu, como fica claro na cena, é a original, que se disfarçou pegando um bloomer e se passou por uma mera cópia. É hora da última versão, a Nadeko Bake (Tímida) e, deduzindo uma nova localização para ela, começa a seguir para o local quando é encontrada pelo Ougi dirigindo um Volkswagen que sim, é o carro do Araragi.

Quer dirigir, Nadeko? O carro nem é meu mesmo, você pode fazer o que quiser com ele. – Ougi-kun (sem muito apreço pelo Araragi)

“Oshino Meme? Quem é esse?”

“…seu tio.”

“Ah, é mesmo! Você tem razão, verdade. E daí?” – Ougi/Nadeko (um diálogo confuso)

O Ougi, alegando que sabe onde a versão bake se encontra, dirige até o apartamento da Senjyogahara, imaginando que a Nadeko Bake (Tímida) foi até lá para matar a namorada do Araragi. A Nadeko, emputecida, xinga ele de todos os nomes possíveis e diz que ele não consegue dar uma dentro nessa vida.

A verdadeira localização (espantem-se: o Ougi errou, seria pelo fato de sua natureza masculina advir de outra pessoa?) da Nadeko era no Colégio Naoetsu, a Nadeko Bake está esperando pelo Araragi na entrada do colégio. A Nadeko (Original) diz a ela que isso está errado e que é preciso seguir seguir em frente na vida, fazendo com que a Nadeko Bake (Tímida) comece a chorar.

Embora eu fosse a vítima, ao continuar desempenhando esse papel, transformei todos em agressores.

Pelo fato de todos estarem ‘errados’ eu não preciso refletir sobre nenhuma de minhas ações anteriores. – Nadeko

A Nadeko (Tímida) grita para a original, perguntando se ela (original) não se lembra do quão divertido era esperar pelo Araragi e estar com ele. Nadeko (Original) simplesmente abraça a sua cópia, dizendo:

Nadeko, eu prometo me apaixonar algum dia de novo. Vou me apaixonar por alguém parecido e ainda melhor do que aquela pessoa. De preferência alguém que não seja um lolicon. – Nadeko

Nesse dia, eu me tornei uma espécie de irmã mais velha.

O epílogo então se inicia, a Shinobu aparece visitando a Nadeko, ela está utilizando a sombra da Tsukihi para se locomover. Indiretamente a vampira ajuda a Nadeko no teste de seus poderes ao pedir que ela desenha várias coisas diferentes; antes de partir, a Nadeko pergunta se a Shinobu ainda a acha: “Apenas uma coisa fofa” (trecho de Otorimonogatari), a vampira responde dizendo que não se recorda de ter dito essas palavras. Ambas se despedem de forma até estranha, mas não parecem mais se odiar.

[A Nadeko parece quase ter virado um mago ou alquimista, como preferir. Elas estão tendo uma conversa em um ambiente mágico, pensem na festa do chá de Alice no país das maravilhas, só que no lugar de chá tem rosquinhas.]

A cena final é a Yotsugi surgindo no quarto da Nadeko com algumas novidades. Depois de ter contado a Gaen sobre o ocorrido e a forma como a Nadeko lidou com toda a situação, a Gaen soa interessada em ter a Nadeko ajudando com alguns serviços.

Ao invés de ter pessoas que nunca falharam, a Gaen-san prefere aqueles que são capazes de consertar seus próprios erros. – Yotsugi

Essa é a oportunidade perfeita para a Nadeko, que nunca foi uma menina genial, mas precisa de um emprego depois que acabar a escola.

Só nesse breve momento, bem no fim, é que a Nadeko percebe que essa era a intenção da Yotsugi o tempo todo.


O que mais posso dizer? A Tsukihi segue sendo vigiada, Hanekawa segue com seus poderes, a Sodachi voltou para a cidade, o cabelo da Yotsugi cresceu…

Sabe, não sinto (como li em alguns lugares) que Nademonogatari é uma espécie de Neko (Shiro). Pelo contrário, é todo um desenvolvimento muito próprio da Nadeko. Ela não reflete sobre o que fez porque tecnicamente todos estavam, em algum nível, errados. Claro, ela adquire uma consciência aguda do que fez, mas foi apenas como se encarar no espelho, sem a necessidade de destrui-lo.

O enredo se tornou enorme de novo e o Nisio parece estar preparando um evento grandioso para Musubimonogatari, especulações/palavras da parte dele soaram até mesmo como uma ideia para escrever o casamento de Araragi/Senjyogahara.

Que o mestre nos encante, mais uma vez.

Advertisements

7 thoughts on “Nademonogatari – Autoretrato

  1. Pingback: Musubimonogatari será lançada dia 12 de janeiro de 2017! – OtomeGatari

  2. Pingback: Musubimonogatari – Veredas – OtomeGatari

  3. Pingback: Guia Prático para as Fases de Monogatari Series! – OtomeGatari

    • Foi um apanhado que encontrei em inglês. Não só spoilers, mas também comentários detalhados dos leitores.

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s