Papo Gatari #16 – Kizumonogatari I – Entrevistas

papogatari

Material da melhor qualidade, para vocês.

Faz um tempo que não trazemos entrevistas para vocês, não é mesmo? Resolvemos fazer um agrado depois desse ínterim! Entrevistas a respeito de Kizumonogatari I enquanto o filme ainda estava sendo montado, com dubladores, diretores, Akiyuki Shino e palavras do Nisio!

Trarei em linhas gerais o que se passa nas entrevistas. O material é grande, espero que gostem e comentem.

Kamiya Hiroshi (Dublador de Araragi Koyomi)

  • Enquanto ele gravava as falas para a série de TV, ouviu muitas vezes a respeito de como Kizumonogatari (filme) aos poucos tomava forma lentamente, por isso ficou surpreso quando o filme de fato se concretizou.
  • Seu script não tinha muitas falas, mas continha longas descrições sobre o que o Araragi sentia e pensava o tempo inteiro.
  • Sua experiência anterior em dublar o Araragi foi muito útil, especialmente por conhecer o “personagem a fundo”.
  • Ele manteve em mente a distância que o Araragi mantinha a respeito das outras personagens, afinal era o primeiro encontro deles.
  • A animação estava praticamente finalizada quando começaram a gravar as falas.
  • Ter poucas linhas de fala dificultou as coisas pois ele tinha pouca coisa na qual se basear/focar.
  • A cena onde Araragi desce no metrô teve um enorme impacto nele (Hiroshi) e foi difícil de ser dublada.

Sakamoto Maaya (Dubladora de Kiss-shot)

  • Ela estava empolgada em finalmente dublar a Kiss-shot que ela interpretou durante a audição para o papel de Shinobu em Nisemonogatari. (Lembrando que a Aya Hirano tinha feito a voz da Kiss-shot anteriormente, em um drama CD da série.)
  • No começo ela não se sentia confiante em dublar a Shinobu por não ter feito muitos papéis infantis, por isso gostou de dublar a Kiss-shot adulta, que é mais próxima de sua própria idade.
  • Segundo ela, a diferença entre a Shinobu e a Kiss-shot é que a primeira gosta de ser uma garotinha, enquanto esta última se sente indefesa e fraca como uma garotinha.
  • Ela sentiu que o Araragi se tornou alguém especial para a Kiss-shot quando ele ofereceu seu sangue todo a ela.
  • Oishi (diretor de Bake e Kizu) disse a ela que a voz da Kiss-shot tinha de ser realmente a de alguém implorando pela própria vida, então ela tentou e conseguiu logo de primeira fazer a cena no metrô.
  • Ela gostou da cena onde o Araragi queima sob o sol e as expressões faciais durante as conversas no filme.

NisiOisiN (Autor da Light Novel)

  • A primeira coisa que ele escreveu para Monogatari Series foi “Caranguejo Hitagi”, publicada na revista Mephisto. Originalmente o título seria “Hitagi Leve (sem peso)”, mas quando se escreve “leve (sem peso)” em katakana ele pode ser lido como “garçonete”, por isso optou pelo título que conhecemos.
  • Nisio originalmente planejava escrever um livro com três partes: Caranguejo Hitagi, Gato Tsubasa e Vampiro Koyomi. Mas então ele sentiu vontade de escrever o que acontecia com a Hitagi depois de sua primeira aparição, por isso Bakemonogatari se tornou um livro sobre a recuperação dela.
  • Depois de passar o ano de 2007 inteiro escrevendo Katanagatari (a LN foi escrita e concluída em 12 volumes lançados mensalmente), ele escreveu Kizumonogatari para espairecer. A conclusão da história levou 20 dias. E na realidade demorou mais do que o normal pelo hábito que ele tinha de escrever lentamente e por se sentir satisfeito com Bakemonogatari.
  • Foi complicado dar um motivo para que o Araragi salvasse a Kiss-shot, pensando no fato de que o protagonista estava evitando qualquer contato com pessoas. Então o Nisio optou por usar a Hanekawa como influência no Araragi fazendo com que ela agisse de forma extremamente bondosa.
  • Nem mesmo ele (Nisio) entende completamente a Hanekawa.
  • Depois de ter escrito Kizumonogatari, ele pensou que se tinha conseguido completar isso, então poderia seguir como autor. Isso foi antes dele ter sido serializado na Shonen Jump (Medaka Box), por isso planejou a história muito a frente de onde o enredo se encontrava ao invés de inserir tudo de uma vez.
  • Ele pensou em Kizumonogatari como um bom momento para encerrar a série, por isso escreveu Nisemonogatari mais como um fanbook. Então o anime de Bakemonogatari foi ao ar. Ele teve a ideia de colocar as heroínas como narradoras (Zenmonogatari) depois de ver a Horie Yui (Hanekawa) dublando sozinha.
  • Ele continuou a escrever Monogatari por conta do anime, mesmo tendo diversos momentos nos quais poderia acabar a história de forma satisfatória. Ele ficou maravilhado sobre como Bakemonogatari foi adaptado. Gostou particularmente de como as longas conversaram soaram interessantes mesmo ocorrendo no mesmo cenário, mostrando o julgamento de classe com 40 pessoas, desenhando o caranguejo invisível e o resumo de Kizumonogatari em 1 minuto no começo de Bakemonogatari.
  • Por ser a primeira série dele ganhou uma adaptação para o formato anime, ele não se deu conta até muito depois depois do quão bem executada ela tinha sido. Ele pensou que tinha de fazer a própria série ser excelente para se equiparar a qualidade do anime. Isso também o motivou a transformar suas outras séries em algo interessante.
  • Nisio ficou feliz que Wazamonogatari fosse publicada ao mesmo tempo que Tekketsu-hen (Kizu I), visto que uma das histórias (Bom-apetite Acerola) explora a personagem da Kiss-shot e serve como um outro começo para a série. Os personagens de Monogatari se transformam e ficam mais humanos ao longo da série, então a natureza deles está em seu ponto alto durante Kizumonogatari. Especialmente a da Hanekawa.
  • Ele queria que os especiais (brindes) do filme fossem bons, por isso criou Mazemonogatari, que funciona como crossover entre várias séries do autor.

Shinbo Akiyuki (Diretor-chefe)

  • Eles decidiram logo cedo que Kizumonogatari serie dividido em três partes, mas não sabiam se seria para a TV ou um filme.
  • Enquanto estava gravando o episódio 15 de Bakemonogatari, tiveram de usar um estúdio de gravação especializado em filmes porque os normais não estavam disponíveis.
  • Depois de terem visto Bakemonogatari na tela de cinema, decidiram que Kizumonogatari deveria ser um filme.
  • Para preservar a atmosfera da série, tentaram manter as conversações que fossemdivertidas, mesmo quando elas não tinham relação direta com o enredo.
  • O próprio NisiOisiN foi quem sugeriu que os filmes fossem divididos em Tekketsu, Nekketsu e Reiketsu.
  • Shinbo gostou de ter o Oshino Meme de volta, por isso eles tentaram deixá-lo o mais incrível possível.
  • Enquanto lia Monogatari ele queria saber o porquê do Araragi ter escolhido a Senjyogahara ao invés da Hanekawa. Ele acredita que a relação entre os três possa mudar.
  • Ele acha que a Hanekawa e o Oshino Meme formariam um bom casal, visto que ambos são especiais um ao outro: a Hanekawa é a única que causa desconforto no Oshino e este último é uma das poucas pessoas que a Hanekawa admira.

Oishi Tatsuya (Diretor do Filme)

  • Eles decidiram adaptar Kizu quando Bake se tornou mais popular do que esperavam.
  • Pensando que cinema é um lugar onde você tem uma sensação diferente, Oishi queria que os espectadores vissem as coisas do ponto de vista do Araragi, por isso ele cortou a maioria dos pensamentos do personagem.
  • Essa abordagem é oposta a de Itamura Tomoyuki (diretor de Nisemonogatari em diante) que transforma narração em monólogos.
  • Oishi encara seu trabalho em Kizumonogatari como continuação de Bakemonogatari, mas desejou transmitir as emoções das personagens de forma diferente. Ele queria um filme erótico e visceral como na light novel, mas teve alguns problemas nesse aspecto.
  • Ele pediu que novos character designs fossem feitos para que pudesse utilizar o melhor e mais recente trabalho de Watanabe Akio. Oishi também pediu que Morioka Hideyuki contribuísse no character design.
  • Ele queria que o filme parecesse moderno, por isso usou um visual diferente no cursinho abandonado. A nova versão foi modelada com base no salão cultural em Yamanashi (山梨文化会館).
  • unnamed
  • Kizumonogatari é uma história sangrenta, por isso ele fez com que a cor vermelha se sobressaísse as demais cores no filme.
  • Ele tomou cuidado a respeito de como os sentimentos das personagens seriam retratados no filme. Em Kizu, muitas personagens se encontram pela primeira vez, então muitas emoções complexas estão envolvidas.

Nota: Kubota Mitsutoshi (Produtor do SHAFT) e Iwakami Atsuhiro (Produtor do ANIPLEX) também deram algumas declarações, mas por não serem relevantes, deixamos de fora.

Comentários especiais

I7CMx (1)Marcela: Desculpa Raigho, por invadir seu post, mas como deixei bem claro ao surtar com você no facebook, não poderia deixar alguns detalhes dessa entrevista passarem em branco e me vi na necessidade de comentar! Como vocês podem ver, leitores, eu e o Raigho como os grandes experts que somos estamos até de acordo sobre a Hanekawa com o Nisio e o Shinbo: ficou bem claro pra todos nós com esses fatos o favoritismo tanto do autor quanto do supervisor geral em relação a personagem. A parte em que o Nisio diz não entender a Hanekawa é realmente tocante para nós, que gastamos tanto tempo tentando entender ela. Mostra o contrário do que vejo muitos comentarem pela internet, que a personagem é “vazia e sem graça” – isso pra mim é a falta de entendimento do que a personagem realmente é. E, mais ainda, o próprio Akiyuki Shinbo concorda que o Araragi deveria ter escolhido a Hanekawa e não entende porque diabos escolheu a Senjougahara (apesar que vemos que a Hanekawa é forte e independente o suficiente para lidar com uma rejeição e em momento algum se degradou por não ter sido “escolhida”). O que me deixa mais feliz mesmo é o quanto as dubladoras (seiyuus, para os weebs que nem eu) influenciaram fortemente o desenvolvimento da história! O primeiro exemplo é Otorimonogatari, onde a Nadeko vira uma “vilã” a pedidos da própria Hanazawa Kana (dubladora da Nadeko), que disse para o Nisio que gostaria de dublar uma personagem má. Vemos agora o quanto a Yui Horie influenciou até para algo que vemos de maneira recorrente acontecer na série, que é a mudança de narradores – algo que começou em Zenmonogatari e hoje temos até a Sodachi e a Karen narrando. Gosto bastante de ver esse relacionamento entre os produtores de conteúdo, tanto o autor, supervisor, animadores e dubladores. E, claro, a Yui Horie novamente se mostrando uma dubladora excepcional e, me perdoem a expressão, mas divando completamente e mostrando que sabe fazer nya melhor que qualquer outra. *retorna para seu cativeiro de produção de posts*

Advertisements

4 thoughts on “Papo Gatari #16 – Kizumonogatari I – Entrevistas

  1. Bem legal ver os pontos de vista de quem tá envolvido na produção, especialmente a respeito dos personagens… Eu também não entendo como o Araragi não terminou com a Hanekawa, mas particularmente eu gosto disso, não é nem aquela questão de “melhor ou pior”, mas eu torceria um pouco o nariz se desse uma reviravolta e o Araragi ficasse com a Hanekawa.

  2. Vou ser sincero, o Araragi não ficar com a Hanekawa foi o que fez Com que eu continuasse a ver a série. Porque no começo do todo anime é muito fácil cantar a pedra e dizer com quem o personagem principal vai ficar, eu tinha certeza depois que terminei o primeiro arco que ele teria preferência pela hanekawa, mas todas continuariam sendo suas “amigas” mas depois da declaração da Hitagi, deu pra ver que é um anime mais “humano” em termos de clichês. O que me fez gostar do anime.

  3. Uma curiosidade a respeito de como as dubladoras influenciaram um pouco a história é que algumas coisas elas falam nos “commentaries” do blu-ray acaba virando verdade. Uns exemplos que eu lembro dos comments de Bake é a Hachikuji falando que tem medo que o Araragi abrace ela com as pernas e isso acontece mesmo em Owari-3, numa cena importante até. Outro exemplo é quando a Senjougahara pergunta pra Hanekawa onde ela teria um encontro com o Araragi e ela responde no planetário, sendo que rola um encontro lá também em Owari-3.

  4. Pingback: Senjougahara Hitagi & Araragi Koyomi – OtomeGatari

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s