Comentários Koyomimanais [Edição Única] – A Semente do Nada na Montanha da Morte

Comentários KoyomimanaisEstamos de volta.

YAHO!

Bem vindos, bem vindos e bem vindos! Nós prometemos que íamos comentar Koyomimonogatari e aqui estamos, meus caros leitores! Sei que demoramos, mas como eu já repeti milhares de vocês e já devem estar enjoados: minha rotina está muito complicada equilibrando 7 matérias e tentando não reprovar em nenhuma delas. O Raigho, também não canso de dizer, tem feito um trabalho maravilhoso em manter o blog durante essa fase difícil pra mim, então como sempre uma salva de palmas forte pra esse menino, beijão na bunda dele.

Falando agora do post em si, nós não vamos comentar toooodas as histórias de Koyomimonogatari, apenas nos focar nas que achamos mais relevantes: Koyomi Montanha, Koyomi Semente, Koyomi Nada e Koyomi Morto. Esperamos que curtam nossa análise, compartilhem suas opiniões e sempre evitando os spoilers! Vamos nessa!

Koyomimonogatari%20-%2008%20-%20Large%2008Raigho: É sempre complicado retomar isso. Os Zenmanais. Os Ougimanais. E agora este único e singelo volume de “Comentários Koyomimanais“. Inicialmente eu até tinha comentado com a Macchan de fazer semanalmente, mas o timing foi ruim e não estávamos com tempo. Koyomi é de funcionamento interessante, mas para cortarmos “espaço” resolvemos nos focar no que é realmente “importante”. Importante com muitas aspas, porque todas as histórias revelam uma anedota curiosa, a da Hitagi mesmo (que é uma das primeiras) tem um quê de lúgubre, sombrio nas entrelinhas… enfim, passearemos pelas montanhas, sementes o vazio e a inevitável morte. Bem-vindos.

Marcela: O Raigho descreveu de maneira quase perfeita e sucinta o que esses episódios de Koyomimonogatari representam para nós. Adiciono ainda mais o quão as garotas são importantes para essas anedotas, o quanto elas interagem com o Araragi e o quanto, quando chegarmos na Morte, você leitor vai perceber como tudo pareceu um grande adeus. Uma última aventura, uma última lenda urbana e problema delas a ser tratado pelo nosso antiherói vampiro. Esse sem dúvida vai ser um dos comentários mais difíceis de ser escrito, não pela complexidade, mas pelo que ele representa pra todos nós, por ser pesado. Mais pesado que um caranguejo. Vamos pras montanhas então, Raigho?

Raigho: É interessante pensarmos em números. 12 crônicas. 1 ano. Koyomi, o garoto que, de alguma forma, pode ser lido como um calendário. Não é no mínimo curioso pensar que Kizu começa em março e Dead/Owari-3 ocorrem em março também? É um caminho, o círculo de 1 ano de eventos alcançando seu ápice. Anedotas sobre o araragi, a vergonha, bobagens ou reflexões. “Koyomi Montanha” envolve Ougi/Araragi em uma linda jornada pelas montanhas (ocorre dentro do arco Medusa Nadeko/Otori), reflexões sobre como o templo é um “local de reunir coisas negativas”, um rápido comentário do Araragi sobre como ele/shinobu “limparam” o local com a viagem deles em Kabuko. Os aspectos que me chamaram a atenção foram duas conversas, a Ougi falando sobre “não é engraçado como a pele que a cobra deixa, contrasta/chama mais a atenção do que a sua nova pele?”. A conversa infere que o CHOQUE da antiga Nadeko é maior que o choque causado pela nova. “Cobras são falsas deidades, mas se você olhasse uma trocando de pele, pensaria que ela é um Deus”. Inclusive tem uma piada envolvendo “mas até uma Vaca é útil, é um deus louvado de forma justa.” Owari-3 vai abordar essa história de ranking de aberrações, eu diria. E é claro, a conversa entre araragi e Nadeko, onde ela já invoca (sem querer) o nome da Kuchinawa e diz que “seria muito bom ter o templo renovado.”

Koyomimonogatari%20-%2008%20-%20Large%2016Marcela: Haha, essa piada da vaca é sensacional. Não podemos entrar em detalhes porque seria um spoilerzão (que nós já demos pra maioria do pessoal mesmo). Essa história de Koyomi Mountain realmente gira em torno de Otorimonogatari, inclusive a Nadeko durante a conversa do Araragi está com o “visual noturno” dela de Otori. Mais ainda uma cena na qual o Araragi diz “se o templo fosse reconstruído, em que tipo de fé seria baseado?” e foca na Nadeko com um brilho quase divino. Essas nuances pequenas e óbvias são maravilhosas. Terminando então com o selo aparecendo ali (perto do pornô das meninas de óculos, claro)… Nostalgia, uma sensação de… “Putz, vai dar merda. E eu sei que vai.”

Koyomimonogatari%20-%2008%20-%20Large%2018Raigho: A Nadeko diz “ah, é só trocarem a deidade/coisa a ser adorada”, e a Ougi é toda “cobras mudam, natureza secreta”. Sim, Koyomi tem muita dessas piadas. Por mais que o Nisio afirme que é escrito  “só porque ele quis”, é bem elaborada. Não é só capricho, ele não é um autor que escreve de forma tão desleixada quanto deixa transparecer, pelo menos eu não acredito. Todo final de episódio tem o epílogo ou a “moral” dela, no caso seria mais alguém te explicando aquela piada que você não entendeu, o termo “punchline.” E Koyomi Semente entrega uma ótima piada. Ah sim, uma última curiosidade que eu percebi agora que vi a tradução: a Ougi canta a opening sempre no plural. Nós.

Marcela: Sim, esse “nós” aí… Bom, vamos ver o que realmente significa em Owari 3, né? Agora, Koyomi Semente é igualmente sensacional, mas como mexe com o Kaiki, pra mim é ainda melhor. Lembram como o Kaiki tava na cidade em Koi, pra resolver os problemas, certo? E ele tinha que evitar o Araragi a todo custo porque, enfim, ia dar tretas inimagináveis. E Koyomi Semente se desenvolve de maneira que te perturba e instiga a descobrir o que diabos a Yotsugi tá procurando, ao nível de que parece muito com aquelas brincadeiras de criança de “o que é o que é”. Sem falar que, para os atenciosos, o lugar onde o Araragi encontra a Yotsugi não foi escolhido e desenhado a toa – é o starbucks de Monogatari onde, pasmem, Yotsugi e Kaiki se encontraram antes. Tudo conectado.

Koyomimonogatari%20-%2010%20-%20Large%2012Raigho: “Quanto mais você procura, menos acha.” “O óbvio é o mais difícil de ser notado”, a mãe de todos nós já soltou essa quando dissemos: “Mãe, não é uma fase, a minha waifu 2D é o meu amor!”. É o clichê no volume máximo aqui. A coisa a ser procurada não existe, mas é tão óbvio, que o Araragi não percebe que a coisa mais bizarra é ele sendo erguido pela Yotsugi. O evento se passa depois de Koi (e o final) dele é depois de Tsuki, então é bem explicativo como a Yotsugi vai assumindo um tom mais humano pelo Araragi (Tsuki menciona isso e Koyomi Dead também), ela vai agindo pelo bem dele sem que ele perceba. Owari-2 já tem aquela conversa ao fim, onde ela diz que não é aceitável esse meio-termo todo. Os poderes de vampiro dele, toda a crise que surge bem na curva final… é hipótese minha, mas acho que o vampirismo/vampiros em geral vão aparecer na futura fase de Monogatari. Teorias, teorias.

Marcela: Precisamente, mais uma demonstração de como o Araragi por vezes é denso e, como a Yotsugi mesmo diz, idiota. Carregando ele de um lado pro outro tornou o trabalho do Kaiki de evitá-lo muito fácil. Era simplesmente avistar um garoto colegial sendo carregado por aí por uma garotinha (e que cidade bacana é essa que ignora esse fato completamente?). Eu juro pra vocês que fiquei de boca aberta quando a punchline foi revelada, ainda mais por ninguém menos e ninguém mais do que nossa musa, Hanekawa! Curtindo a viagem e usando o esperado dela, um biquíni branco. O crescimento da Yotsugi também é algo digno de comentário, porque ela começou como uma personagem que ninguém esperava muito e foi se tornando um aspecto importante de Monogatari! Até teve uma opening dela, um arco dela. Então, vamos entrar no Nada.

Koyomimonogatari%20-%2011%20-%20Large%2001Raigho: Se eu penso (como atualmente vejo) em Monogatari como a jornada de amadurecimento de um garoto e das pessoas ao redor dele, um legítimo coming-of-age, Koyomi Nada é a história desse menino sem um pingo de tato que não entende as sutilezas da vida adulta. Muito menos de uma mulher. Eu posso afirmar que não entendo as sutilezas de uma mulher, certamente. Mas é o Araragi tateando e descobrindo quase que por acaso essas coisas. Ela desconfortável, o Araragi insistindo. E o pano de fundo é o Araragi querendo treinar justamente para não usar os poderes de vampiro. Detalhe para o templo destruído, por conta da Yotsugi atacando o Tadatsuru Teori. E, meu deus, as pessoas sabem do FAMIGERADO HARÉM DE ARARAGI KOYOMI (Marca registrada do futuro spin-off da série).

Marcela: Raigho, até eu que sou mulher não entendo as sutilezas de uma mulher, Um dos fatores pra que minha jornada lésbica não tenha durado muito, mulheres são um saco mesmo. E que começo esse de Koyomi Nada, hein? Fiquei mais do que perdida, achando que devia ter visto alguma coisa antes. Foi assim que acabei assistindo Koyomi Seed por tabela, achando que explicaria alguma coisa. Fiquei pela Hanekawa no final das contas. Mas é assim mesmo, o Araragi apanhando da Kagenui, me lembrou muito Suruga Monkey. As nuances da interação Araragi x Karen também. Santa Madoka, uma coisa que me surpreende no Nisio é como ele consegue usar a genialidade das palavras tanto para os assuntos sérios quanto pra putaria, o quão lógico foi o raciocínio do Araragi quanto a situação de tocar nos peitos da Karen!

Koyomimonogatari%20-%2011%20-%20Large%2010Raigho: Nada faz sentido sem Tsuki, você só entende o contexto se acompanhou a outra parte. E uau, pudim. Seios são macios, verdade. Faz sentido. Eu vejo sentido. E o Araragi chantageando a Shinobu com rosquinhas pra ela arranjar uma… arma… de… raios em forma de rosquinha? É. O fim é bem abrupto. Simplesmente resta (fazendo piada) o nada ali. Kagenui sumiu e o Araragi entra em um período de marasmo que dura cerca de 1 mês, mais ou menos. Tanto que ele mesmo vai estranhar agora em Koyomi Morto. Eu falei sobre ser o amadurecimento porque Monogatari começa justamente entre o segundo e o terceiro ano do Araragi, quando você vai sair do ensino médio, aquela coisa bem mais colegial e partir para o mundo adulto, a faculdade quem sabe. O período mais estranho da vida de um adolescente, quando ele encontra monstros, é em sua transição. Curioso, não? Acho sensacional que a última fala de Nada é “Hã?”, abrupto.

Marcela: Uma das coisas mais sensancionais de Koyomi Nada é o build up. Você assiste esperando então o embate do Araragi com a Kagenui quando ele finalmente chega numa resolução: é impossível ele ganhar, então o melhor que pode fazer é “morrer com honra no campo de batalha” pra chegar no “Valhalla“. Tem toda uma preparação pra esse combate – Shinobu sugando o sangue dele, sendo comprada por rosquinhas como tu bem disse, além daquele raio que… Santa Madoka, não sei se tá na novel mesmo, ou se foi escolha da animação só mas… ENFIM. É a famosa calmaria antes da tempestade, só que… A tempestade nunca veio? A gente realmente fica com o nada, o fim é abrupto e o cliffhanger um dos maiores. Lembrando que isso estava acontecendo antes de Koi e a resolução da Nadeko, e que Owari 3 vai acontecer agora, um mês depois de tudo isso. Ah, e vamos escrever nossa LN, Raigho! O desaparecimento de Kagenui Yozuru. Aposto que vende.

Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2001Raigho: “A verdadeira espada. Meus olhos. Pulso. Braços. Pernas.” O Nisio escreveu o seu próprio Tsukihime, até o Kinoko Nasu fica emocionado. O prólogo nos diz o resultado. Todo o momento que antece a morte diz ser revelador, onde o “canto do cisne” se faz ouvir. Koyomi Morto é bem óbvio se passar depois de Owari-2, o hábito do Araragi fica subindo o templo pra ver se a Kagenui voltava, a pressão pro vestibular (que vai acontecer nesse mesmo dia). A Gahara tem muito tato em perceber que o problema do Araragi é o caminho, mas não o resultado. Tudo pode acontecer. A calmaria, como se “as coisas tivessem acabado.” Ou “até que o nosso tempo, o tempo de pensar, ele mesmo, termine“, como o Araragi diz em Owari-2. Discursos semelhantes. O diálogo começa de forma sutil, a Gaen retoma aquilo do corpo/poder do Araragi, a Yodzuru. Chamo a atenção para o sarcasmo do Araragi. QUANDO que o Araragi seria minimamente irônico com alguém? Ainda mais a Gaen? Ele amadureceu, está (dentro do possível) mais consciente de algumas coisas.

Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2013 Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2011 Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2005Marcela: Senti um pouco de uma escrita até que “normal” no Nisio no sentido de que ele fez algo comum a muitos autores, que é dar o máximo de calmaria possível antes da morte de um personagem. A conversa logo no começo entre Senjougahara e Araragi, com todo aquele amorzinho e a perspectiva de um futuro normal. Fica a dica pra vocês: toda vez que tiver muita esperança, provavelmente alguém na obra vai morrer. Claro, se a obra for desse feitio de matar personagens. E retornarmos pra o ponto do amadurecimento do Araragi, que aliás nos acompanhou em todo Koyomimonogatari mesmo não se não comentamos aqui no Otome. Esse desenvolvimento dele estava presente. Muito vimos das garotas evoluindo, dessa vez o Araragi tomou todo o protagonismo pra si. E algo que comentei com o Raigho antes de começarmos… Esse episódio todo me deu uma vibe do episódio 15 de Bakemonogatari. Quando todas as garotas vão aparecendo e o Araragi está prestes a ser morto pela Black Hanekawa. Quase que ele tendo sua vida passar diante dos seus olhos. A mesma coisa acontece aqui, só que com ainda mais garotas (Araragi Harem!). Quase todas olhando pra tela… Como se tivessem pressentido algo. Esperando por algo. A tempestade que demorou pra chegar. Até a Sodachi aparece. É incrível. Incrivelmente doloroso.

Raigho: Essa parte toda é muito marcada por eventos de Tsukimonogatari e pelo o que a “escuridão” pode fazer. “Alguém” não queria a Yotsugi ali, mas ela tendo consciência disso, faz o oposto do que esse alguém espera e vai conviver com o Araragi. Mas ela é uma “aberração genuína”, por isso não pode ser afetada por esse “alguém”. Durante o episódio inteiro vários personagens aparecem, é os instantes finais de algo, é o Shaft se utilizando do visual para relembrar a nós que algo vai acontecer, algo grande. É a metáfora do Shogi. Uma metáfora muito boa. O Araragi se move, 3 peça se movem junto com ele. Quem é o rei do tabuleiro? Não tem, é a anarquia que a Gaen invoca. Ninguém tá no topo, ninguém controla nada e o jogo continua a ser jogado. Até as aberrações, os kaiis que se relacionam com ele se tornam humanos. “Você é o rei?” “Claro que não”. A Gaen encara o templo, é a hora de alguém ascender.

Marcela: É divertido você ver que mesmo o Araragi sendo o protagonista, ele é fraco. Ele é fraco e extremamente suscetível a perigoso, como a Gaen mencionou, falando especificamente de assassinatos. Aliás, a partir daquele ponto ela já havia explicitado bem suas intenções. Pergunta se a Shinobu tá dormindo, afirma que ela nem sempre pode proteger o Araragi, afirma que alguém quer ele morto. O Araragi nunca foi o rei de nada, ele nunca foi importante em nenhum sentido quando você realmente para pra pensar – só teve um baita azar de sempre esbarrar nas coisas erradas e mais ainda, de tentar lidar com elas. E a Gaen é uma pessoa bem metódica e bem ordeira, muito mais do que aparenta. Tem esse visual descolado de rara e diferente mas ela quer ordem e quer que seja do jeito dela. O Araragi é esse empecilho que ela não consegue prever e, como qualquer pessoa metódica, coisas que não podem ser prevista devem ser eliminadas. O plano dela vem acima de tudo. Então o momento final se aproxima…

Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2015 Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2016Raigho: Percebam, mas percebam bem no sentido geral, como o Araragi foi sendo afastado das pessoas e as pessoas foram sendo afastadas deles. Só tem a Gahara, que é humana também, ali agora. A Yotsugi talvez e a Shinobu. Mas pensem, o Kaiki aparece brevemente enfaixado, o Oshino Meme por aí nas montanhas. É um momento isolado. A Gaen tem de parar essa coisa esquizofrênica do Araragi, as ações dele e dessa contraparte em algum lugar, é um jogo onde inevitavelmente o Araragi vai se mover, alguma situação de perigo maior vai surgir, é preciso congelar ou eliminar a peça. Quando “Ika, Kaisou” começou a tocar (aquela versão da música tema do exorcista)… veio até um filme. “Você não precisa saber o que é a escuridão”. A cena se fechando, a Gaen se movimentando. ” Ela parecia um predador, o toque do celular, é claustrofóbico. O terror na face do Araragi. A cena da retalhação foi muito bem conduzida. As pessoas da vida dele, as fases da vida dele, a câmera se afastando.

Marcela: O telefone tocando realmente é quase que emocionalmente ensurdecedor. É por isso que digo que nessa cena o Nisio seguiu mais o padrão de escritores “normais” a morte do Araragi foi conduzida de maneira que cada momento nos fez ficar na ponta da cadeira, antecipando a morte, e cada momento fazendo com que nós desejássemos muito, mas MUITO que não fosse acontecer. Eu me senti assistindo Game of Thrones por um momento, aquela ansiedade horrível de saber que ninguém é imune e que a morte vem pra todos… A cena como um todo foi linda de tão simples em entregar o que havia prometido. O Araragi desaparecendo sinceramente acho que foi a pior parte, porque foi tão insignificante, como se ele nunca tivesse existido. Tipo pisar numa formiga, ela desaparece e puf.

Raigho: Mostra o quão insignificante ele é diante do grande processo das coisas. E subitamente, alguém sorri para nós. A morte leva o Araragi direto para a Hachikuji. Ele surpreso, se adaptando a realidade e a aparição dela. Aos que não entenderam: o Araragi foi enviado pro inferno, que é onde a Hachikuji foi parar. Mas não é “inferno”, tem relação com o budismo e os diversos infernos que ele agrega, os vários “círculos” por assim dizer. Owarimonogatari (volume 3) tem como nome na primeira crônica de “Inferno Mayoi”, por isso era spoiler dizer antes. Owari-3 é continuação direta disso. Pensem só em quem leu isso na ordem de lançamento, Tsuki e então Koyomimonogatari. Boom. Até o Araragi fica puto com esse final, haha.

Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2019Marcela: QUALQUER UM FICARIA, plmdds Raigho. E detalhe: essa parte da Hachikuji é DEPOIS da ending! Então imagina um japonês puto da vida assistindo na TV, começa a ending e ele fica “ah, dane-se” desliga e TV e perde o resto. Ia perder esse sorriso maravilhoso. Sinceramente eu não gostava muito da Hachikuji, porque pra mim os dois arcos dela são os que menos gosto, mas com o passar dos episódios fui apreciando a presença dela. E realmente faz falta, parece que a história perde um pouco da vida quando a pessoa morta vai embora. Ela era o espírito da festa, digamos assim, sempre animando o Araragi entre um caso e outro, sempre sendo assediada para o nosso prazer. … Digo. Bom, vocês entenderam. O fato é: e agora, meu caro Raigho? Nós sabemos o que vai acontecer e alguns leitores que leram seu post sobre Owari também. Mas e os que ainda estão na ESCURIDÃO? Imagino gente se remoendo agora, acho que Monogatari nunca terminou com um cliffhanger tão grande.

Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2020Raigho: Sim. Owarimonogatari-3 será a conclusão de muitas coisas. O monólogo do Araragi é a aceitação dele mesmo, inclusive ele retoma a famosa frase: “se eu fizer amigos vou deixar de ser humano“. A conclusão, o amadurecimento, a aceitação. Quando? É só isso que me pergunto. Estou mais ansioso do que parar ver Kizumonogatari. Será fantástico comentar esse trecho final dessa saga e, quando for confirmado, a interessante parte de Zokuowarimonogatari.

Marcela: Igualmente ansiosa aqui. Kizumonogatari é o que a gente esperava há muito tempo, mas Owarimonogatari é a história que a gente merece. Vão ser tantos plot twists que toda semana vai ter gente arrancando os cabelos em desespero. Só espero que Hitagi Date seja uma morte rápida e indolor, não quero comentar isso não… CAHAM, ainda sim, que emoção. Acho que a última vez que fiquei empolgada assim foi quando anunciaram Zenmono e no último episódio de Sodachi Riddle! Antecipação, ansiedade pra ver tudo… Isso porque eu já sei as coisas, mas ainda sim, arrrgh! Vai ser, citando os filósofos modernos: top.

Raigho: Bem, encerramos por aqui. Esperamos que vocês tenham achado interessante e tudo o mais. Comentem, desfrutem, reflitam, o de sempre. É edição única, provavelmente só vamos nos esbarrar em Owari-3. Ou, dependendo, com comentários de Kizu I. Quem sabe…

Marcela: E por favor, lembrem-se de não soltar spoiler nos comentários! Pensem nos leitores que se esforçam tanto pra desviar deles. Quem soltar spoiler vai ter o dedão do pé puxado pela Ougi durante a noite.

Koyomimonogatari%20-%2012%20-%20Large%2007

Advertisements

23 thoughts on “Comentários Koyomimanais [Edição Única] – A Semente do Nada na Montanha da Morte

  1. Minha alegria no último episódio foi ver a Hachikuji aparecer de novo, a piadinha infame com o Araragi e tudo mais (felizmente uma alma bondosa começou a traduzir Mayoi Hell em inglês). Só senti falta mesmo da última frase da Gaen falando sobre a Kiss-shot, já que no caso ela ressuscitaria com a morte do Araragi, ela esclarece que a Shinobu jamais iria atacar o mundo depois do que viu em Kabukimonogatari. Além de declarar que ela mesma falaria com a família dele a respeito da sua morte. Esses pequenos detalhes de uma cortesia cruel.
    Enfim ansioso por owari-3!

    • Isso da Kisshot voltar e tudo o mais têm umas cenas bem legais em Owari-3. Gostei muito desse episódio final, um prólogo de morte para o fim. Uma única história, que é relativamente curta, com tanta coisa…

  2. wow, então era isso, estava realmente perdido na linha do tempo de monogataria (novidade ¬¬) e por isso estava pensando q dead se passava entre algumas das novels da segunda ou terceira temporada e por isso fiquei meio perdido com o final hahaha
    Novamente, muito obrigado pelo texto sucinto (com os pequenos devaneios de praxe) 🙂

    • Nós que agradecemos sempre a paciência em nos ler! Os devaneios são serviço da casa (tentamos não nos perder… tentamos.), e sim, uma história breve, inserida nesse compilado que serve de abertura pro final. É quase uma escada: Tsuki, narração de Owari-2, Koyomi dead e owari-3.

  3. Eu sempre penso nisso, como deve ser difícil pra quem foi acompanhado novel por novel kkkk mas até nisso, parece que o Nisio pensa, porque se eu não estiver enganado, hana acontece depois de tudo isso, então, você sabe q por mais q vai da merda, teve um final “feliz”.

    • Na verdade, é engraçado pensar nisso. Por exemplo, tem várias imagens e coisas em Koyomimonogatari (a Sodachi ali), não sei como funciona na LN essa passagem, mas para os telespectadores faz sentido. O que tecnicamente não faria sentido pro leitor na época do lançamento, se torna até uma obrigação a releitura do volume depois de Owari no geral.

  4. Achei o último episódio meio deprê, como se o Araragi estivesse indo pra forca ou algo assim. Já estava com saudades da Hachikuji, melhor que os diálogos dela, só os diálogos com a Kanbaru .

    • Não deixa de ser uma real ida pra forca. A Hachikuji até diz no começo de Owari-3: “se prepare, vai piorar.”

  5. A cena em que o Araragi é cortado foi muito bonita, o toque do celular ecoando, pouco a pocuo diminuindo a medida que a morte se aproxima. Tudo que vem adiante tem um clima lúgubre–nostálgico, principalmente em Zoku Owarimonogatari, uma opinião bem pessoal.
    Parabéns pelo texto, Marcela e Raigho.

    • Obrigado! Zokuowari é uma coisa que pessoalmente quero muito assistir. Porque tecnicamente (segundo as palavras do Autor) foi escrito de forma descontraída. Aparentemente. Até soa algo como “para os fãs”, uma forma de despedida desse 1 ano de histórias. A cena final foi boa demais, o impacto dela é muito bonito, o desespero no rosto do Araragi, a Hitagi sob a neve caindo. Espero muito ansiosamente pela adaptação de Owarimonogatari Volume 3.

  6. Aloo,gostaria MUITO de agradecer por todos os posts que vocês fizeram até agora.Acompanho os posts de vocês a um tempão (uns 2 anos por ai) já, mas nunca realmente comentei nada.Sempre fui um lurker no site.Bom, acho que é isso,e cara,sério,adoro o blog de vocês.De coração, muito obrigado xD

    • Nossa, ficamos felizes com esses leitores antigos até que repentinamente surgem! Nós que agradecemos o carinho.

  7. Sempre que entro nesse site começo a perceber o quão profundo pode ser uma obra dependendo dos olhos de quem vê ;-;

  8. gente me ajudem…. acabei de terminar o anime mas to perdido ( sobre qual é o nome da temporada que ocorre depois da morte de koyomi e se vai vira anime ou vai ficar só na LN msm ) e se o kaiki morreu msm ( n ficou claro pra mim no arco da medusa ) , se vcs puderem eu aceito spoilers do que acontece depois que o koyomi morre…
    PF me respodam to desesperado n achei nenhum outro site ou blog pra tira minhas duvisas… obg :3

    • Olá, Luan.
      Agradecemos o carinho, agora… respira. Sério, respira fundo.
      Vamos por partes: o Araragi “morreu” sim, é o que você vê no final de Koyomimonogatari, a continuação disso está em Owarimonogatari-3, LN que ainda não recebeu adaptação para o formato anime, só temos o aviso de que está em produção. A LN já começa com o Araragi chegando no inferno e encontrando a Hachikuji, que é exatamente onde termina “Koyomimonogatari”. O Kaiki não morreu, se você assistiu Hanamonogatari vê que ele está vivo e bem, Hanamonogatari se passa um longo tempo depois de Otorimonogatari.

  9. atrasado como sempre nas coisas “eu” por favor espero que me respondam, o araragi termina assim tipo morreu já era nunca mais ira voltar ou não ele ira voltar de um jeito épico e emocionante pois eu queria sinceramente um final feliz não no estilo dos animes de harém mais um final definitivo com cena dele no futuro casado algo assim, não consegui achar manga nada por isso estou perguntando se owari-3 será a explicação e um final trágico para os personagens ligado ao araragi ou como eu quero uma volta surpreendente pós sua morte.

    aproposito boa explicação muitas perguntas que tinha na linha do tempo do anime foram esclarecidas, Obrigado.

  10. Pingback: Guia Prático para as Fases de Monogatari Series! – OtomeGatari

    • Não, se você reparar no final vai perceber que o Araragi se reencontra com tal personagem. Como dissemos, continua no volume 3 de Owarimonogatari.

    • Boa tarde, Gabriel. Se você assistiu o episódio ATÉ o finalzinho, vai notar que o Araragi se reencontra com a Hachikuji. Eles estão num dos infernos, se não me engano e… o resto você descobre em julho, na nova temporada de Owarimonogatari. Será explicado.

  11. gostei bastante do anime eu assiste na ordem de lancamento e poxa que final eu amo esse anime por ser totalmente difente de tudo que ja vi… so espero que a gaen morra serio kkk

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s