12 Dias de OtomeGatari #06 – Besteira

12 dias de OtomeGatari 2!

“A verdade é que você a odeia, não?”

É claro que eu mencionaria uma das obras do meu mais querido autor! Minha estreia no mundo das Light Novels foi com Zaregoto, a primeira obra escrita por NisioisiN e cultuada como insuperável por muitos até os dias de hoje; ele escreveu essa história fantástica quando tinha por volta de 20 anos, foi um sucesso estrondoso e rendeu uma série com 9 volumes ao todo. Foi uma experiência indescritível o contato com o primeiro volume, então vou comentar um pouco melhor sobre isso hoje.

Besteiras

Um protagonista que não se apresenta, sempre sendo definido como o “Narrador” e chamado por apelidos como “Iikun” ou “Ii-chan”. Uma garota conhecida como “DEAD BLUE” que sempre sorri aceitando tudo o que seu amigo Narrador possa causar, mas isso não é “aceitação” comum, é a prova de que ela foi destruída e quebrada pelo Protagonista. Um psicopata que mata as pessoas não por “encarar isso como respirar”, mas que faz isso “por precisar respirar”.

Eu só não digo que Zaregoto é quase um zoológico porque seria ofensivo com os animais, mas é um elenco aterrorizante. A brutalidade com que as coisas acontecem, o carisma dos assassinos e monstros, a forma amoral como o Narrador age em certas situações, a recusa dele em perder o controle, tudo isso faz dessa história algo inenarrável. Sinceramente não digo isso só por ser um tremendo fã do Nisio, é realmente inexplicável a satisfação de ler uma história dessas.

O protagonista nem se aceita como ser humano, ele é mais uma coisa “que foi e não foi jogada fora” ao mesmo tempo. A primeira das histórias que apresenta o casal Kunagisa Tomo e Iikun se passa em uma ilha repleta de “gênios”, e, ao fim dela, o próprio autor brinca dizendo que eles eram aceitos como gênios por pessoas que não os compreendiam, mas nenhum deles era um gênio realmente. Indo além, dizendo que se alguém entendesse ele (autor da obra) como gênio… bem, seria uma besteira.

Tem algo de arrogante e prepotente nas obras do Nisio, não sei dizer se com uma conotação completamente negativa, mas ele aposta muito no que faz e tem consciência do próprio talento. Ele apresenta no primeiro volume da obra o elenco mais bizarro possível, faz com que sejam lentamente decepados e constrói todo um mistério em cima disso. Tecnicamente o mistério é apenas um elemento dentro da obra, existem outros núcleos sendo trabalhados em contraparte, principalmente sobre o passado do protagonista.

Ele é um protagonista que falha miseravelmente em tudo, não existe salvação para o Narrador que se apresenta como mentiroso e pede encarecidamente que ninguém acredite nele, em nenhuma palavra dele. Mas Zaregoto não é uma história de salvação. Nunca foi.

É a estúpida jornada do herói em busca de autodestruição.

Zaregoto.Series.full.1359322

Advertisements

4 thoughts on “12 Dias de OtomeGatari #06 – Besteira

  1. Eu terminei o segundo volume esse mês e pqp. Aquele final me deu uma leve raiva, acho que é por isso que nao comecei o terceiro até hoje. Ainda to tentando digerir a psicopatia do Ikkun.

    • Ele é tão amoral (porque o Narrador não segue nada, ele tem os próprios valores) que eu só fico estarrecido. E se prepare, o Volume 3 tem mais.

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s