Comentários Ougimanais #09 – Oshino-chan

Comentários OugimanaisA esquerda é uma Gaen, a direita é um Nisio e a fusão é: problema.

Yaho!

Mais uma semana, mais um Ougimanal pra vocês e para nós. Com apenas um dia de atraso, chegamos a aqui para discutir sobre vampiros, sobre o Araragi e principalmente, a incógnita maior de toda equação: Gaen Izuko. Ou seria… Oshino Izuko?

Owarimonogatari - 09 - Large 01

Raigho: A esquerda é um lobo. A direita é uma gata. Isso aqui não é uma guerra, é uma fusão! Piadas a parte com a descrição do começo do episódio… ação! Sim, a nossa querida e aguardada ação!Há quanto tempo não tínhamos algo que já começava voltado para uma batalha? No centro desse ser reside um “enigma”, a indefinição, assim como no centro de Monogatari a maior das charadas está a espreita. Hallo, leute!

Marcela: Ação, é verdade… Mas também nostalgia. Memórias. Quando finalmente pudemos ver melhor a criatura que veio atacar, tive uma sensação enorme de nostalgia. Tenho que parabenizar quem fez o design desse monstro, porque ele parece simplesmente GRITAR “Bakemonogatari”. O braço de caranguejo, coberto de kanjis que se mexem; a capa de chuva amarela do Rain Devil e, ainda depois, a jagirinawa saindo de dentro dele! Três dos kaiis de Monogatari ali reunidos… Verdadeiramente o fim de um ciclo, não é, meu caro Raigho? Pra mim esse foi o ponto alto da “luta”, afinal, tudo foi resolvido em segundos com a espada da Shinobu.

Raigho: A Kanbaru tem um sério problema de direção. De verdade. Ela atacou logo o lado do caranguejo também. Temos alguns dados “biográficos” interessantes sendo (re)mencionados. Sobre a Kokoro Watari, aquela mesma, ser uma “cópia”. Na verdade isso dos Kaiis volta com força agora, esse folclore e definições a respeito da essência dessas “crônicas monstruosas.” Essa coisa é algo antes de ser um kaii, uma forma praticamente amorfa. No mesmo formato em que a “Armadura” estava quando a Yotsugi perseguia ela.

Owarimonogatari - 09 - Large 03

Marcela: Um desvio enorme da história anterior, a crônica da Sodachi, cujos problemas vinham todos dos próprios seres humanos. A ideia do que seja um kaii, como exterminá-lo e em especial as características dos vampiros são ressaltadas e nos é entregue mais informações desse âmbito. Finalmente o “sobrenatural” volta ao foco. E interessante a Kanbaru ir direto ao lado do caranguejo – foi algo sutil, mas me veio a mente algo como ela tentando… Resolver o problema do caranguejo que não conseguiu resolver antes. Claro, situações completamente diferentes, mas é algo pelo qual ela sempre se vai se sentir mal por não ter feito. E a Shinobu só de boas no balanço. Compreensível, adoro balanços também.

Raigho: Ah, eu percebi que a Kanbaru ficou meio… enojada? Incomodada, acho, com a Shinobu devorando o quasi-kaii. O Araragi sempre um gentleman oferecendo a roupa dele e tudo o mais para cobrir a Kanbaru. Isso explica os rasgos enormes que temos no momento em que ele salva a Hanekawa. Eu achei muito engraçado a Shinobu: “Então, corre ali pra baixo do balanço, na moral”, a realidade nua e crua é quando a pessoa encara uma vampira de 400-500 anos e fica com cagaço embaixo do balanço. Particularmente ficaria apavorado também. E pela enésime-quinquagésima-octagésima vez… o templo da cobra setentrional.

Marcela: Na verdade uma correçãozinha: o Araragi na verdade encontra a Hanekawa em Shiro com a jaqueta dele, e muito mais destroçada aliás. Então isso quer dizer que ainda temos muito mais A Ç Ã O pela frente, hoho. Ah, algo que esqueci de comentar… O Araragi meio que voltou a vida durante a luta quando o monstro rasgou a roupa da Kanbaru. Bom, pelo menos eu voltei a vida. Então, templo da cobra setentrional. Genial a Gaen colocando esse papel embaixo do embalanço, o Araragi achar isso eu identifiquei como algo meio Metal Gear, tipo aqueles easter eggs nos armários.

Owarimonogatari - 09 - Large 13

Raigho: O cenário por sinal depois dessa cena é o mesmo pelo qual a Black Hanekawa passeia e esbarra com o Kako, se não me falha a memória. Aquela ponte que mostra bem rápido. O intrigante aqui é a forma como a Shinobu fica negando toda hora a “possibilidade” de que “aquele” ainda esteja vivo. O Kamiya Hiroshi por sinal é o melhor dublador, melhor risada egocêntrica. Enfim, digo, um Kaii duvida da “Imortalidade” de um outro Kaii. É engraçado. Quero dizer, você é uma vampira de não-sei-quantos-anos-em-forma-de-loli. Suspensão de descrença, sei lá.

Marcela: MEU DEUS, A CENA DA RISADA DELE. Eu… buguei cara. Ri demais. Aquela cena, parada, ele rindo lá igual um retardado eu rindo de volta mais retardada ainda. KA KA. A Shinobu parece estar mais reafirmando pra si mesma do que pros outros a morte do primeiro servo dela. Acho que com uma mistura de pesar e, por que não, medo talvez. Ela nega com tamanha força, a ponto de achar a simples possibilidade uma estupidez. Um assunto delicado na memória dela, com certeza, e digno de não querer desenterrar >literalmente<. Sabe, gente morta, desenterrar. Ha. Haha. Haha ha. Haha.

Raigho: Você imitou até a pausa na respiração dele. Gente. Tem o “valor sentimental” da Kokoro Watari e a forma como ela não vai de forma alguma se desfazer da espada. O Templo da Cobra Setentrional, literalmente, tem uma escada em formato de cobra. Eu sempre esqueço desses detalhes. Sempre. A salvadora da pátria fica jogando algum candy-crush-aplicativo-alternativo, se o Shinbo for ligeiro aquilo já já vira realidade. O celular com a Yotsugi, a voz da Gaen. Aquela sensação de “huuum, esse arco vai ser psicologicamente gostoso.”

Owarimonogatari - 09 - Large 18

Marcela: Gaen? Não não, você está enganado Raigho. O nome dela é Oshino Izuko. Oshino Izuko, com licença para “imouto dayo”. Que TWIST. O encontro com a Kanbaru e… Ela nem revela quem é. MAS QUE DROGA, OSHINO IZUKO!

Raigho: Ah, a Oshino-chan. Faz sentido, verdade, verdade. Erro meu, perdão. Eu não sei até que ponto a Shinobu sinceramente acreditou, mas enfim, ficamos nessa. Algo que achei engraçado na primeira vez quando ela já apareceu em Neko (Shiro) é que o céu em torno da Gaen se transmuta. Ele carrega vários tons, mesmo estando de noite, é o mesmo que dizer: “Temam essa mulher. Ela é onipresente.” E eu achei muito bem sacado isso da Oshino-chan pedir para ele contar essa história/monogatari e elogiá-lo. Por mais que nos esqueçamos, as histórias nas quais o Araragi participa (e até algumas em que ele não participa) ele se apresenta no prólogo e narra. Por isso ele é tão bom, até hoje, ouvimos ele contar várias histórias.

Marcela: O quanto a Shinobu acredita realmente é algo a se duvidar, afinal, ela tem seus 400 anos. A vampira loli já sabe muito bem como enganar as pessoas, ainda mais fingindo a própria ignorância. O elogio da Oshino-chan às capacidades narrativas do Araragi foi quase uma quebra da 4a parede, aliás. “Como se você fosse um contador de histórias profissional”, sendo que é o Nisio que escreve. É quase como se o homem tivesse elogiando a si mesmo pelos personagens, santa Nadeko. Haha. Ha. Haha ha. CAHAM, voltando. Me senti mega awkward com a Kanbaru se apresentando como “escrava sexual” tipo, é tua tia ali, e tu falando essas coisas… E a Oshino-chan adora ouvir histórias, ka ka.

Owarimonogatari - 09 - Large 19

Raigho: Como a Oshino-chan disse: “Ah, juventude”. Tudo gira em torno da Oshino-chan no cenário, é impressionante. A mulher não fala, ela sobe no palco. Ela não faz gestos, ela é dramática. Até nos mínimos detalhes. Aproveitando a descrição da Kiss-shot Acerola-orion Heart-under-blade que a Oshino-chan faz, lembro rapidamente que os 3 filmes de Kizumonogatari são ser dividos por cada uma das descrições. “Sangue-quente”, “Sangue-frio” e “sangue de ferro.” E a revelação meio óbvia sobre o cara da armadura ser o “Primeiro”. E a Shinobu realmente histérica negando aquilo com força e a Oshino-chan: “Por quê? Por que é impossível?”. Argumento válido.

Marcela: Até a menção do primeiro servo a Shinobu estava dormindo encostada no Araragi, praticamente pescando lá. A simples menção disso fez os olhos dela abrirem semelhante a Senjougahara acordando, que não é bem acordar e sim ser “ligada”. E, juntamente com o questionamento do Araragi e da Shinobu, a Kanbaru não nega suas origens e tira uma excelente conclusão a respeito: “Mas ele não é imortal? Então, tipo… Ele não morre, né?”. Algo que parece óbvio, mas não percebemos. Se os kaiis são aquilo que nós percebemos, se percebemos um vampiro como imortal, ele o será. E imortal, na definição precisa, é algo que não morre. Então… Nesse caso, nem a maior fraqueza de um vampiro – o Sol – pode matá-lo. Afinal, ele é imortal e o que é imortal não morre no final.

Raigho: E não só pela imortalidade inerente deles, a Shinobu é uma “exceção dentro das exceções.” Ela não só uma vampira. Ela era a Kiss-shot Acerola-orion Heart-under-blade. Gott. E quando a Izuko começa a falar, meu deus. Meu santo deus. A surra moral. A surra psicológica. Só não sei se é pior que a Ougi. Como eu mencionei, teatral. Ela caminha por cenários, ela sobe no meio do palco, ela coloca uma capa de vampiro.  Oshino-chan começa cronologicamente < vai por Kizu. Não é lindo? Cronologicamente. Eu sinto prazer em dizer essa palavra.

Owarimonogatari - 09 - Large 22

Marcela: Okay crianças, todas por favor se reúnam aqui… Digam “Obrigada, Oshino-chan!”. Vocês reclamaram tanto de cronologia que nós ligamos lá pro Shinbo e pedimos pra ele colocar ela explicando cronologicamente no anime, só pra vocês. Isso é totalmente verdade, não estou inventando nada. E Raigho, aquela parte dos planetas pendurados e uma estátua – tu conseguiu identificar que estátua era? Pra mim era uma mistura da estátua da Liberdade com Vênus de Milo.

Raigho: a gente sempre ganhou por fora pra fazer os Zenmanais/Ougimanais. Quanto a estátua: a perfeição unida ao centro do mundo. Me pareceu mesmo uma junção das duas estátuas. Eu achei impressionante que ele só estava recuperando a força dele, o Primeiro. Ainda assim, ele absorveu habilidades e muitas outras coisas. E aí complica a história toda. A Izuko começa a ser deliberadamente vaga, evasiva. Ela está falando para o Araragi e, ao mesmo tempo, não. Pelo menos encarei como um discurso mais duplo. A mulher se localiza no centro de um relógio. Relógio. Monogatari. Cronologia. É o episódio máximo-máximo de Monogatari Series. “Paciência, vai entender tudo logo.”

Marcela: Um discurso duplo, concordo perfeitamente. Ela tá falando com ele… Ao mesmo tempo que narra algo. Prevê algo. Planeja algo. Essa é a identidade de Gaen Izuko – Oshino-chan para os íntimos. Cheguei a falar pra ti que ela não foi exatamente evasiva… É porque nós não temos o conhecimento necessário para absorver 100% a informação que ela tá passando. E isso, obviamente, é intencional. Aliás, não há nada que Gaen Izuko faça sem um propósito, é o tipo de mulher que ela é. E, nessa linha, que tipo de homem é Araragi Koyomi? Ou, melhor dizendo, que tipo de “jovem”? Um jovem cercado de “coincidências”, apenas, que não é especial, que tudo poderia acontecer com qualquer outra pessoa? Finalmente ela acerta o martelo nisso e diz “amiga, não é bem assim, seje menas modesta”.

Owarimonogatari - 09 - Large 25

Raigho: Ela caminha pelo cenário, ela pega os personagens, ela é tudo. Vou fazer algumas comparações para tentar explicar o que eu senti da “explicação” dela. Zaregoto tem o protagonista “Ii-chan” ou “Ikkun”, também conhecido como “Narrador”. O “Narrador” foi definido por uma personagem no volume 3 como uma “Aimless Equation”. Ele é uma “fórmula” sem sentido. Tudo ao redor dele explode, tudo ao redor dele enlouquece e as pessoas mais estranhas do mundo são atraídas por ele. Não li Zaregoto inteiro e nem sei spoilers, então talvez tenha alguma explicação. Medaka Box menciona a “juventude” também, eles perdem os “poderes” quando se formam, era só uma fase. O Araragi seria uma dessas anomalias. A Izuko sabe tudo, claro, mas não controla tudo. Digamos que na visão da Gaen existe só uma linha reta, okay? Mas quando colocamos o Araragi nessa mesma linha, ela vira um zigue-zague gigante. Ele pura e simplesmente não segue lógica.

Marcela: Posso interromper você rapidinho? Só um instantinho, é rápido. Quando a Oshino-chan tá falando das meninas… E ela fala da Hanekawa. Gente. do céu. Foi uma coisa breve e besta, eu sei, mas só dela falar “o gato tem circunstâncias especiais”. E depois, quando ela menciona sobre o Araragi agradecer à Hanekawa: senhores e senhores, os dois bonecos estão nas posições EXATAS do final da opening de Nekomonogatari (Kuro), perfect slumbers. Como sempre, apenas uma brecha pra poder surtar com a Hanekawa aqui. E o Araragi insiste em manter essa ideia de que ele não é especial… Talvez porque ele queira negar tudo isso. Talvez porque ele realmente acredite ser normal porque quer ser normal. No final, tudo é apenas um cenário no qual a Oshino-chan brinca de boneca com todos eles.

Raigho: “Pode pensar que eu estou te envolvendo em algo complexo e tudo o mais. Não, só estou dando a chance de você resolver seus próprios problemas.” É essencialmente isso. Garoto, você encontrou MENSALMENTE Kaiis. É óbvio que tem algo mais anormal contigo. A sua irmã é a reencarnação da fênix/cuco! A forma como a Hanekawa até indiretamente protege ele é mencionada… o Primeiro teme as chamas, logo < não vai se aproximar do Kako. Viu? São muitas “coincidências.” E assim como o Nisio faz no arco de Oni, ele desvia o assunto. A Izuko só menciona que se fosse o Oshino ali ia acabar com risadas e aquela frase marca-registrada dele. Mas com ela não será assim.

Owarimonogatari - 09 - Large 30

Marcela: E então, a incrível saga do Primeiro para “ressuscitar”, entre aspas porque ele nunca morreu. Verdadeiramente, o ápice da persistência. Por 400 anos ele continuou se desintegrando e se recuperando, de novo e de novo e de novo… Você consegue imaginar isso? A sensação de ter seu corpo despedaçado só pra ele voltar de novo e a situação toda se repetir. Isso por 400 anos. Não consigo imaginar o estado psicológico de qualquer ser após isso, só alguém tão diligente como o Primeiro para suportar – e mesmo assim não foi sem consequências.

Raigho: Gostei muito das ilustrações, dando a entender algo antigo, o conto de uma lenda. 400 anos do ciclo mais tortuoso de todos. “Ser incapaz de morrer é a definição plena de imortalidade.” O cara nem morrer conseguia. A humilhação do caçador virando caça. Não é por acaso que ele parece ligeiramente irritado. E o episódio acaba bem abruptamente. “Até ele voltar 15 anos atrás…” e o choro do bebê. E eu caindo na besteira de achar que não seria um arco denso.

Marcela: Todos nós. Achando que seria só mais “um arco”, talvez. O choro do bebê… E aquele mini Araragi ali nuzinho, desde pequeno com sua antena móvel. O próximo episódio vai ser no mínimo… Arrebatador? É, mais ou menos isso. Emocionalmente pesado, com certeza. Sinto que devemos nos preparar pra mais uma montanha de flashbacks, caro Raigho.

Raigho: Que suas palavras sejam proféticas, Macchan. Bis bald.

Marcela: Bis careca? Prefiro o de chocolate branco. Haha. Ha. Haha ha. Ha.

Owarimonogatari - 09 - Large 34

Advertisements

5 thoughts on “Comentários Ougimanais #09 – Oshino-chan

  1. só eu fiquei incomodado que a ougi falou que é sobrinha do oshino e a gaen fala depois que é irmã dele? quase como se falasse que está nessa a muito mais tempo que a outra, ou a comparação entre o oshino e o araragi, em que eles são rebaixados pelas duas para irresponsável e tolo respectivamente….viajei aqui

  2. Acontece que citar o nome do Oshino passa credibilidade, em se tratando do Araragi isso se transforma em confiança. Quando Ougi se apresentou como sobrinha do Oshino ela criou automaticamente um laço com a Kanbaru e, em consequência disso, também com Araragi. A escolha da Izuko em se apresentar como tal segue uma linha parecida — não com relação ao Araragi, que já a conhece, e sim com a Kanbaru e Shinobu — para evitar o comum questionamento “Ah! Quem é você que cita com tanta propriedade?”. Ah! Quanto aos capítulos de Nekomonogatari (Shiro), me parece um recurso para evitar a estranheza de um arco se passando dentro de outro e facilitar a escrita do Nisio.

  3. Como pode o Primeiro servo não morrer com o sol (porque é imortal), mas a história seria diferente se a Yozuru Kagenui estivesse lá, como a própria Gaen menciona?
    Quando o Araragi e a Shinobu vão enfrentar a Ononoki e a Yozuru (em Nisemonogatari), a Shinobu bebe o sangue do Araragi pra se fortalecer, daí ela fica com aparência de adolescente. Depois nas histórias seguintes ela volta pra aparência de criança. Há alguma explicação pra isso?
    Agradeço se puderem me esclarecer essas dúvidas.
    Os comentários de vocês sobre cada episódio é muito bom. Mencionam detalhes e fatos que pra mim, passam batido.

    • Hallo, Felipe!

      Então, por mais que a fraqueza dos vampiros seja a luz do sol, existem meios mais “pragmáticos” de eliminar definitivamente um Kaii. A Kokoro Watari, a Shinobu devorando aquela coisa… são só pequenos exemplos. Creio que a Izuko disse isso porque a Yozuru/cia. são especialistas nisso, com certeza conhecem métodos de extermínio definitivos. Sobre a Shinobu e a forma loli dela: isso é abordado em Neko (Kuro), a Shinobu só é “observada” e tem o laço mais forte com o Araragi, é ele quem define como ela será, a lenda da vampira vive pelo observador/Araragi. Se de alguma forma ele prefere/compreende ela como criança, por N motivos, ela permanece assim; nos momentos de crise ela bebe o sangue dele e fica mais poderosa, mas são situações pontuais.
      E nós que agradecemos a paciência de você ao nos ler semanalmente!

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s