Comentários Ougimanais #06 – Revelação Sodachi

Comentarios ougimanais(In)sanidade.Hallo!

Hoje é o Raigho editando e arrumando as coisas! Falhamos miseravelmente essa semana em tentar lançar na terça, mas pensemos que foi por uma boa causa. Agradecemos sempre a paciência e carinho que vocês tem conosco! Essa semana convidamos o @AdramaleshX que atualmente escreve para o Chuva de Nanquim, na busca de um novo ponto de vista sobre os fatos de Owari ele nos ajudou bastante, esperamos que gostem.

Owarimonogatari - 06 - Large 02

Raigho: Reminiscências. Memórias. Nostalgia. Owarimonogatari-1 vai se encerrando de forma soberba, unindo pontos, explicando o que Araragi Koyomi se tornou e mais, muito mais. Temos esse costume de convidarmos alguém para comentar conosco o final de cada arco, uma nova visão sobre os eventos até aqui, coisas assim. O convidado de hoje é o BOT de Light Novels, meganefag que honra a carteirinha e, atualmente, trabalhando para o Chuva de Nanquim! Kaiis, senhoras, senhores e ougis, com vocês, Adraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaamaaaaaaaaleeeeeeesh!

Adra: Yay, peace, yay! Aqui é o Adramalesh, mais conhecido como Adra, bot e capi- vocês não precisam saber disso. Owarimonogatari me impressionou pela maneira como o Nisio consegue introduzir personagens tão marcantes em uma obra com mais de 50 episódios. Ah, e como a Sodachi foi uma boa surpresa. Seria perfeita se tivesse um megane.

Raigho: Nisio, o que dizer? É o homem dentre os homens! Aproveitando que nossa Hanekawa quis desenvolver algumas ideias se lembrando dos eventos ocorridos, vamos repetir esse ato, tem algo no arco que tenha te marcado em particular? Ou que você ache interessante mencionar?

Adra: Sendo sincero, a segunda temporada inteira que cobre vários volumes da LN me marcou, pois fiquei perplexo ao ver como reflexos que vimos em Bakemonogatari afetaram a todos. Eventos que víamos com uma importância menor se transformarem em verdadeiros arcos, como a sumida da Shinobu perto do final de Bake. Eu nunca pensei que iria acabar resultando em algo tão maior.

Marcela: Kabuki, no caso? Realmente, é uma coisa complexa. As relações de causa e efeito são inúmeras e das mais sutis. Mas óbvio que o melhor pra você com certeza absoluta é o melhor arco de todos, Nekomonogatari (Shiro). Não se sinta pressionado a concordar, apenas lembre-se que todos nós sabemos onde você mora.

Owarimonogatari - 06 - Large 01

Adra: Eu confundi a pergunta do Fenris…

Raigho: …Serviu como resposta também!

Adra: Ma-chan mora praticamente do lado, gomen pelo erro. Apenas lembrando que vou te pagar um açaí.

Marcela: Isso ainda não elimina a pressão. Ainda sim… O que você achou no geral de Owarimonogatari? Antes da gente partir pro episódio em si.

Adra: Achei um dos arcos mais interessantes justamente por algo que comentaram em outros ougimanais, do problema dela no fim ser algo nada relacionado aos fenômenos paranormais, mas sim a problemas bem humanos. Confesso, urrei quando a Senjougahara socou ela e chorei quando ela desabafou com o Araragi. É difícil encontrar uma personagem que te mexe de tantas maneira diferentes em uma obra e em um curto espaço de tempo. Ela só podia ser megane, n-né?

Raigho: Nem tudo é perfeito! Mas o cabelo curto ela ganha já já… enfim. Esse episódio começou com uma ótima questão: “o que diabos a Oikura quer saber?”, a Hanekawa decide sentar com a Araragi para resolver essa situação, ou melhor, o mistério da mãe da Sodachi. E quem aparece? Ougi, claro. Surgindo de um ângulo invertido de câmera, de cabeça para baixo. É legal notar que olhando de cima, o Araragi/Hanekawa estão sentados em uma espécie de fórmula matemática e a parte final da equação parece ligeiramente irritada.

Adra: Falando em irritada. A Ougi faltou avançar no pescoço da Hanekawa.

Marcela: Aaaaaaaaaaah. A Ougi. A OUGI. Depois desse episódio eu passei a odiar ela. Muito. Ela chega de intrusa, conhecendo o Araragi há só 3 dias e tirou onda com a inteligência da Hanekawa, só de leve. Até aí okay. Mas agora? Mano. Ela chegou falando mal dos peitos da deusa e ainda ousou em PEGAR neles.

Adra: Um comentário rápido: a Ougi me lembra os wizards de Final Fantasy porque nunca vemos as mãos dela. Okay, parei.

Owarimonogatari - 06 - Large 04

Raigho: TODO O SIMBOLISMO DOS SEIOS SENDO SUGADOS. OS NUTRIENTES. Eu amo o Shinbo, realmente o amo. A Ougi ela tem certo sentimento de posse sobre o Araragi, o que a incomoda não é tanto a Hanekawa, mas como elas já não se deram bem, ele a trocou… digo, você troca a “justiça” pelo sentimento. Exatas por Humanas. O viés é diferente, ela quer uma resolução diferente.  E a todo instante é isso que rola, ela quer provar a superioridade dela inferindo que a Hanekawa é incompetente.

Adra: Ela chega a tentar usar o Araragi pra isso. É quase como se ela soubesse o que havia rolado em Nekomonogatari.

Marcela: E percebam como ela vai colocando as palavras na boca da Hanekawa e do Araragi, mais da Hanekawa aliás. “Como eu usei meu apelo sexual e me sinto patética por isso”. A Ougi é mesmo uma sombra que entra dentro da mente das pessoas, do coração delas. É assustador. A calma e leveza dela fazendo isso, igual uma sociopata.

Raigho: Ela usa todo tipo de argumento, desde algo da Hanekawa até a Sodachi. Na verdade um ponto muito levantado por nós e pela galera nos comentários (nós amamos vocês) era: o que teria acontecido com a Ougi ali? E a própria Ougi brinca com isso nesse episódio, repetindo várias vezes que “realmente” queria saber o que teria acontecido. Me parece um insight interessante do Nisio também, como se ele soubesse que todos ficariam curiosos sobre essa decisão. E a Ougi fica provocando até a Hanekawa dar um basta nisso.

Marcela: Nessas horas você pensa como se Monogatari fosse uma Visual Novel. O Araragi tendo escolha entra a rota da Hanekawa e da Ougi. Será que a Sodachi se mataria se a Ougi fosse?

Adra: Provavelmente acabaria com alguém se machucando mais ainda. É estranho como o ar fica pesado quando ela está junto. Mas agora fiquei pensando como seria as h-scenes de uma VN de Monogatari…

Marcela: Engraçadas. Com certeza.

Adra: Escovas de dentes. Com certeza.

Owarimonogatari - 06 - Large 08

Raigho: Engraçada como só o Nasu saberia fazer. E poética. O Araragi tem orgulho da Hanekawa e ele acha inconcebível a Hanekawa “admitir” derrota para a Ougi, tanto que nossa Gata toma a decisão de em 10 segundos derrotar a Ougi! E que 10 segundos sensacionais, minha Madoka, como foi boa a cena. A OST sempre acelerando de forma dramática, a Hanekawa com a cabeça embaixo da torneira, aquela jogada de cabelo parecendo comercial da Garnier/Elseve… puxa. “Eu vou continuar a roubar ele de você” é a melhor. A cena toda tem tom de desafio.

Marcela: Durante Owari todinho a gente tem comentado aqui a respeito da evolução da Hanekawa baseado na aparição dela neste arco, como ela tem se mostrado muito mais ativa, emocional até certos pontos, se comparado a Shiro. Acredito que podemos dizer que essa cena dela molhando o cabelo é o clímax desse progresso dela. A maneira como ela começou a se irritar, coisa incabível à Hanekawa antes de Shiro… E as listras brancas de tigre aparecendo. Tá ali, visível, a aceitação plena das “irmãzinhas” dela. Desculpem se estamos saindo do foco e falando demais da Hanekawa, mas… Cara, é sensacional e tocante pra pessoas viciadas como nós que acompanhamos toda jornada dela desde a primeira Black Hanekawa.

Raigho: Um desenvolvimento notado e merecido. Novamente, é ser muito mesquinho afirmar que ela não evoluiu.

Adra: Ainda se referindo em como ela está mais ativa. Caras, eu adoro como ela questiona tudo que a Ougi faz e diz. Como a excêntrica sobrinha do Oshino conseguiu deduzir tão rápido a resposta mais provável para o mistério? Nem mesmo a Hanekawa sendo quem ela é conseguiu pensar nisso com mais informações que a Ougi tinha em mãos. E Araragi só calado, na dele. Acho que o coitado não estava entendo o que estava rolando ali.

Marcela: O Araragi é… Esperto quando ele quer ser. E acho que nem ele estava preparado ainda pra tamanha reação da Hanekawa, foi tudo uma surpresa.

Owarimonogatari - 06 - Large 11

Raigho: Como eu já mencionei, a Ougi só usa argumentos que o próprio Araragi poderia usar. Nas provocações e na lógica. Mas a Ougi é infinitamente mais arguta no sentido de lógica, ela não tem cinza, é preto ou branco. Ela eliminou uma possibilidade branca e foi para a preta, é simples. A justiça não opta por meio-termo. E a Hanekawa alcança a mesma resposta, tanto que a Ougi questiona quem é realmente “sã” nessa história toda… porque a mais doentia de todas é a Sodachi. Ah, Sodachi… E a Ougi toda hora testa o Araragi, toda. santa. hora. Essa parte das “dicas” é uma forma de fazer ele sofrer/mudar de pensamento, ela queria a verdade saindo da boca dele.

Adra: A resolução para o mistério que elas encontraram era tão distante das hipóteses dele que quando a Ougi questionou sobre a sanidade da Sodachi foi o momento que algo despertou nele. “Espera, tem algo bem errado aqui”. Ou talvez ele só não queria aceitar que era essa a resposta? O Araragi sempre me pareceu um cara que não costuma pensar no pior.

Raigho: Quando o Araragi sugere a primeira ideia e a Ougi diz: “Nossa, você é muito gentil”. Falta um pouco de sangue frio pro Araragi. Coisa bem distinta do nosso adorável Ii-chan (protagonista de Zaregoto) que é praticamente um sociopata. A partir do momento que a pessoa induz a outra ao suicídio, eu chamo de sociopata. São protagonistas/personagens bem distintos.

Marcela: Comentando algo mais off topic nessa parte em específico das dicas, “hints”, senti ainda mais firmeza na ideia de light novel de detetive vindo do Nisio nesse episódio. O clássico mistério do quarto fechado, as duas detetives – Hanekawa e Ougi – e dicas sendo jogadas no ar para que o mistério seja resolvido pelo Araragi… E pelo leitor, colocado nos pés do dito cujo. Gosto de voltar nesse tópico em função da tão mencionada light novel da Kyouko, que tem como tema principal todo o cenário de investigação. E de que a Hanekawa é ela- digo. Sim, voltando ao tópico… A Ougi é… O famoso “aprender pela dor”. A Hanekawa nem considerou a possibilidade que a Ougi considerou, por ser terrível, e a Ougi não satisfeita queria ouvir o Araragi dizer isso. Afirmar isso. Concluir a mesma coisa…

Owarimonogatari - 06 - Large 12

Adra: E como ele demora a concluir a mesma coisa, hein? Foi outra cena magistral do episódio, a Hanekawa e Ougi quase em uníssono dando as dicas para ele. Cada dica apenas afundando ele ainda mais na triste verdade. Confesso que me assustei, acho que a Hanekawa se empolgou na “brincadeira” da Ougi.

Marcela: O Araragi não é sangue-frio. Não tá na natureza dele. Ele ajudou uma vampira a beira da morte, qualé. O cara é muito marshmallow, derrete com tudo.

Raigho: No momento da contagem que vai até a dica não sei 30 e quanto, você percebia claramente o Araragi aos poucos formentando a ideia, enlouquecendo. As duas entram em sintonia e quando o Araragi quebra, é um show. É poesia. Ele grita, ele berra! “Eu já entendi! A mãe da Sodachi morreu há 2 anos”. É loucura. A Sodachi viveu um estado de loucura, o quão profundo era esse estado? Você fornece comida pra sua mãe até a porta e tão alheia a vida, não percebe. A mãe dela sumiu dentro da casa. Sumiu dentro da casa. A OST sempre sublime, nossa.

Adra: O eu dele de hoje só me faz ter curiosidade para saber como era na época de Kizumonogatari. Graças a Chihaya que agora vai, n-n-né.

Marcela: Agora vai, Adra. Pode falar Kizumonogatari a vontade.

Raigho: Tem o outro método, famoso! A leitura! A Ougi é tão conectada ao Araragi (ou o entende bem) que até a forma como ele pensou ela desenhou.

Marcela: Eu já tinha chegado a conclusão das duas antes do Araragi (cof cof) e… Assim. Só consegui pensar na Sodachi… Não, não com pena dela. Fiquei na verdade com medo. Tipo… Como você não percebe que você tá cuidando de um cadáver? São dois anos, cara. A sanidade da Sodachi… O estado mental dela ao ponto de não perceber algo tão óbvio assim… Me deu medo, de verdade.

Raigho: A anotação no papel toda translúcida. TRAGÉDIA/INSANIDADE. A linha é tênue. E o Araragi continua alheio a isso, para ele é uma história, mas justamente por ter “ignorado” a verdade no caso do julgamento de classe, ele opta por encar a realidade agora. Isso me soa muito algo que ocorre em Otori, onde ele diz que “vai matar a Nadeko”. O protagonista adquire mais coragem, melhor, tenacidade para essa situações. A Shinobu vai ralhar com ele, mas não podemos negar que ele tem uma abordagem mais direta. Catastrófica, mas direta.

Owarimonogatari - 06 - Large 15

Marcela: Divertido mencionar que após ele descobrir, a cena ao pôr-do-sol dos três a Ougi tá sempre como “sombra” do Araragi da Hanekawa. Inclusive quando a Hanekawa diz que gostaria de Sodachi não soubesse do fim da mãe dela, a Hanekawa não tem sombra- a sombra dela é a Ougi. Mais foreshadow e indiretas…

Adra: Aliás, faz um tempo que não vemos o Araragi ficar com as tripas de fora… literalmente.

Marcela: Podemos dizer que o choque emocional nele nessa cena foi equivalente ao show de cowboy que a Kanbaru fez com ele em Suruga Monkey.

Raigho: O sorriso na Ougi, aquilo é a expressão do mais puro sadismo. Foi de orelha a orelha, ela aplaudiu.  E a menção ao fato da Sodachi sentir que tem algo errado é o intrigante. Pensa, você “perdeu” a sua mãe, mas algo na sua consicência grita: “acho que esqueci algo/não notei algo…” que é muito o que o Araragi sempre fez. Encarando o canto, ignorando o problema mais próximo. A Hanekawa/Ougi ficam em choque quando ele diz que vai contar tudo, foi uma decisão corajosa. É a forma dele pagar por esse pecado.

Adra: Teria sido esse um dos momentos que o Araragi finalmente correspondeu as expectativas que a Ougi joga nos ombros dele?

Marcela: Acho que não apenas correspondeu como superou, Adra. A Ougi tem essa visão inferior do Araragi, que ele mesmo nem nota (ou finge não notar). Mas dá pra ver que quando ele diz que vai contar a verdade, ela finalmente para de sorrir e se surpreende.

Raigho: Foi um monólogo bonito. Da felicidade e tudo o mais, que a Sodachi logo iria superá-lo, foi realmente bonito. “Felicidade não é uma corrida. E ainda que nossa tolice seja infinita, nos tornaremos sábios juntos.” Isso diz tanta coisa, mas tanta coisa sobre Monogatari em si. A cereja do bolo foi o questionamento da Ougi: “Você retribui gentileza com ingratidão?”. É de uma… é poético, não sei descrever.

Owarimonogatari - 06 - Large 29

Adra: E eu fiquei surpreso de como a Sodachi aceitou a realidade que ele mostrou a ela. Assim como a Ougi o advertiu, eu esperava que ela fosse enlouquecer… ainda mais.

Marcela: Acho que ela chegou num ponto onde não tinha como piorar mais. E, que, no fundo, com certeza ela sabia, só não queria admitir pra si mesma. A ideia de que a mãe ainda pudesse estar viva era até o presente momento o que mais motivava ela. Agora, visto que o Araragi deu pra ela a possibilidade de ser feliz, o paradeiro da mãe não era mais a única coisa na qual ela se agarrava. O monólogo de felicidade é uma coisa que vou levar pra vida, sinceramente. Taí pra quem ainda insiste que Monogatari é só “””””fanservice”””””” e designs “”””””‘estranhos””””””… Nisio sabe escrever coisas bonitas SIM.

Raigho: A discussão que eu tive com a Macchan sobre o Araragi não se lembrar ganha mais um “ponto”, as irmãs dele também não se lembravam de nada. O Araragi viveu toda uma história e nem consegue dizer que é real, foram só fragmentos da boca de outras pessoas. A Sodachi finalmente parecia em paz. Ou pelo menos, estava aceitando a situação. O final todo é marcado pelo pôr do sol, foi realmente bonito o cenário também. “Você aparece um dia. A Professora sai. A Sodachi vem no outro, e agora ela vai embora”. O Timing da Ougi foi perfeito, não? Heh. E agora, aquilo que me surpreendeu (graças a Macchan) foi essa conversa final da Ougi/Araragi… porque ela percebeu um gancho, uma linha temporal. De forma positiva ou não, a Ougi moveu uma engrenagem muito poderosa.

Owarimonogatari - 06 - Large 31

Adra: Na parte em que a Ougi fala que “estava procurando uma criança perdida” em uma conversa casual bem ao final do episódio eu já urrei. Nisio seu maldito, deve ficar pensando enquanto escova os dentes em como deixar foreshadowing dentro de foreshadowing. Aliás, só um adendo, o episódio inteiro (o arco em si) tem constantemente frames focados em sombras, seja de objetos/personagens. Nesse episódio final teve vários. Na verdade, suspeito que já tenham comentando aqui, mas vale ressaltar. Normalmente não se repara nesses frames por pensarem que é só o Shinbo sendo Shinbo, mas como gosto de falar “O Shinbo simplesmente lhe das as ferramentes (animação) para que você possa entender o que o Nisin (história) quer conta”. E agora que toquei nesse assunto de cronologia é a hora de contarem aonde essa historia se encaixa, onegai.

Marcela: Ha ha ha ha. Que bom que deram essa brecha, tava me coçando aqui pra falar! Vou fazer igual minha amada Hanekawa… Hint 1. Ougi em cima de uma bicicleta… Onde será que a gente já viu ela antes? Hint 2. Procurando por uma criança perdida… Bom, só tem uma dessas em Monogatari. Hint 3 e o último… Quando ela já está se despedindo do Araragi e diz “As coisas podem não terminar bem dessa vez”. Não sei se você consegue se lembrar, Adra e caros leitores, mas essa mesma frase, em forma de pergunta, foi dita há episódios atrás em… Otorimonogatari, episódio 1. Lembram da Ougi esbarrando na Nadeko com a bicicleta? É a mesma bicicleta. Porém, ela não queria esbarrar na Nadeko, ela queria esbarrar na Hachikuji, a criança perdida. A Ougi, após citar a situação de vítima da Nadeko, faz uma pergunta retórica – “Mas talvez as coisas não terminem bem dessa vez, né?”. Senhoras e senhores, nesse momento em que a Ougi sai de cena, ou quem sabe alguns dias depois… Otorimonogatari estava pronto pra começar. Conto com meu querido responsável pelas imagens do post colocar a tal cena de Otorimonogatari aqui.

8_ActiveWindow

Raigho: Owari é em Outubro. Otori começa 30 de outubro. Por aí segue a lógica. A Ougi já avisando que algo pior está por vir, tudo foreshadowing! A cena mais bacana é quando a Hanekawa avisa que vai pedir licença da escola, o corredor do Araragi/Hanekawa são literalmente divididos, cada um vai seguir seu caminho. E a Hanekawa parece sorrir de uma piada maior com “Sim, com certeza direi ao Oshino.” As mensagens da Gahara. Jesus.

Marcela: Ow, acalma o facho, deixa o Adra perceber o gancho aí e comentar o quão esperta eu fui por perceber, ka ka.

Raigho: Eu sabia que deixar ela bancar a Okitegami ia dar ruim.

Marcela: QUEM FOI QUE PERCEBEU A LIGAÇÃO TEMÁTICA ENTRE AS OPENINGS DA HANEKAWA? HEIN? Vai, Adra, ignora esse lobo invejoso. O Nisio não deixa pontas soltas, né?

Adra: Ele é verdadeiramente um mestre. E não falo isso só por ser um fã de Monogatari há muito tempo (na época de ouro do Fenris), mas por consumir light novels com uma frequência maior que a galera costuma. Eu conto nos dedos autores da mesma mídia que ele que são tão atentos aos detalhes, em saber aonde esta pisando em cada palavra escrita e melhor, em ter algo maior e com valor para contar por trás. Mesmo que seja ele escrevendo uma página inteira dizendo “odeio” em japonês. Só pra deixar uma dica de possível leitura, o último que vi fazer algo tão bem detalhado como ele foi o de Rokka no Yuusha.

Owarimonogatari - 06 - Large 32

Marcela: Aye. Obrigada pelo reconhecimento, hehe~ Bom… Voltando a Hanekawa. Já já ela vai pro Ártico! E ah, quando o Araragi fala da Ougi… Nossa. A Hanekawa com uma cara putassa. Do tipo “pode deixar, vou meter o pau nessa menina pro “””tio”””” dela”.

Adra: No momento que o Araragi está lendo as mensagens da Senjougahara (que ironicamente são cartas no celular dele) ela diz que a Sodachi veio pedir o perdão dela. Eu queria ter visto a cena. Nossa garota mal apareceu e já cresceu, o tempo passa rápido.

Raigho: Foi um final lindo. Com os gracejos da Gahara e tudo o mais… ela se despediu. A Sodachi encontrou uma resolução, não foi uma salvação inalcançável, mas o Araragi a mudou de alguma forma. E é “Decent Black” no piano ao fundo. É irônico, é engraçado, é Monogatari! Toda a cerimônia de abertura da carta… e o Araragi rindo. É uma ótima pergunta, o que teve naquele envelope? O mistério final de uma história sobre mistérios.

Adra: É igual ao problema matemático apresentado no inicio de Owari, qual o nome mesmo?

Raigho: Identidade de Euler.

Adra: Fen-chan devia largar as bibliotecas de humanas e ir pra de exatas. BRINCADEIRA.

Raigho: Vou ignorar seu comentário tão sincero. Acho que o que mais impressiona é a Ougi no arco todo. É a primeira vez que lidamos tão de perto com ela. Ela causa desconfoto do design aos trejeitos. Ela invade qualquer espaço pessoal, qualquer pessoa se deixa levar só para se ver livre dela. Eu me sinto desconfortável com a Ougi em cena. Ela é desconfortável.

Owarimonogatari - 06 - Large 33

Marcela: Você usou a melhor palavra possível pra descrever ela. Mais desconfortável do que a Ougi só aquela mensagem sobre “beijo francês” da Senjougahara. Piada interna aqui – pelo menos não é beijo grego. Papos desconfortáveis a parte, esse arco inteiro da Sodachi foi algo bem… Monogatari. A situação se formando, culminando e com o final agridoce típico do Nisio.

Adra: Acho que foi o arco que mais deu a sensação de to be continue, né? Até porque é apenas a primeira parte de algo maior. Eu só não entendo como alguém pode achar ela moe…

Marcela: Tem gente que gosta de SAO, Adra. Lembre-se sempre disso.

Raigho: Bem, acho que assim como o Araragi fechou essa parte, é hora da despedida~ semana que vem é Owari-2 que se passa durante Nekomonogatari (Shiro), nós vamos ver uma crônica antiga que vai explicar os detalhes da destruição do Cursinho e um foco bem maior na Shinobu. Queria agradecer ao Adra pela gentileza de ter participado e a todos que sempre nos leem!

Marcela: Ayup! Muito obrigada Adra por ter vindo tão animadamente comentar conosco. Sempre bom ter alguém que não seja tão maníaco e vidrado em Monogatari pra comentar com a gente.

Adra: Eu que agradeço o convite e aproveito pra pedir desculpas por ter sido a causa do atraso desse post, SUMIMASEN de verdade. Sou fã do trabalho de vocês, sendo sincero, e além disso os considero bons amigos também (apesar do Fenris ter me ameaçado de morte agora a pouco, detalhes). Aproveitar pra fazer o mercha de irem ler meus posts no ChuNan. Eu não escrevo sobre shoujo não, viu galera! Ah! E Owarimonogatari vai vender muito, como sempre.

Marcela: Adra como todo bom bot manja das vendas. E como bom amigo até sabe as coisas proibidas aqui no Otome! Isso aí, nada de shoujo, shoujo é cha- Enfim, que tal aquela despedida alemã CLÁSSICA?

Raigho: Tschüs! Bis nächste Ougimanal!

Owarimonogatari - 06 - Large 36

Advertisements

13 thoughts on “Comentários Ougimanais #06 – Revelação Sodachi

  1. O quão tolo é Araragi Koyomi, o quão insana é Oikura Sodachi e o quão misteriosa é Oshino Ougi? Não sei responder nenhuma das três questões, mas afirmo sem dúvidas que a insanidade da Sodachi é mais auto-decepção do que loucura.
    Ela tenta muito forte não odiar a mãe, ela não consegue se permitir aceitar os pais como os únicos vilões da vida dela, pra isso odeia o Araragi, odeia o azar dela, se resigna ao próprio azar e SE odeia. Ela aceita a conversa da mãe de que “se ao menos eu não fosse a criança a nascer na família” antes de odiar a mãe pelo que ela fez nela. E ela segue nesse ciclo de auto-decepção e ilusão.
    E a mesma coisa acontece quando a mãe dela se tranca. Ela reza pra não desejar que a mãe morra. Ela tenta tão forte não querer que ela suma. Tanto que ela simplesmente não acredita quando a mãe morre, e só percebe quando o cadáver dela fica irreconhecível. Ela se ilude o suficiente pra isso, ela tem essa cegueira conveniente.
    E isso me lembra um pouco à maneira com que o Araragi não percebe a Ougi como algo sinistro/mal enquanto discute com a Hanekawa quando eles estão indo pra casa da Sodachi. Se isso é auto-decepção também, são outros quinhentos.

    • Realmente, quão tolo é Araragi Koyomi? A gente sempre via que ele era meio idiota, mas a série tá colocando tanto destaque nisso que me pergunto aonde vamos parar. Boa parte das consequências das ações do Araragi nós já vimos, que foi principalmente toda a treta em Otori, mas acho que tem mais coisa vindo por ai.

  2. Final execelente, já imaginava que a mãe da Sodachi nunca tinha saído daquele quarto, mas como a Hanekawa disse era algo que por mais lógico que fosse ainda era ninguém queria realmente acreditar (no caso nem a Sodachi). Mas é bom saber que ela conseguiu seguir em frente.
    As mensagens da Gahara… por isso ela é a melhor… (não me mate Marcela)

    Tsukimonogatari já deixa um suspense enorme sobre tudo que está acontecendo com o Araragi e sobre os planos do boss final, mas owari-1 é aquele prelúdio de que uma merda muito grande está pra acontecer, ansioso pelo próximo arco.

  3. eu levei 5 episodios pra entender que aquilo tinha sido antes da nadeko medusa.
    outra coisa que eu reparei( nao sei se e viajem minha) mas quando a sodachi ta se despedindo, ela vai atravesar a rua e tem um foco no sinal ficando verde.pra mim pareceu que era uma leve referencia a historia da ougi sobre o tempo dos sinais no second season

  4. É estranho pensar que em um arco de monogatari o problema não está relacionado a um kaii, mas sim a “problemas normais”. Com certeza foi o arco que mais me chamou a atenção e também um dos que mais gostei. Nisio conseguiu me fazer odiar, sentir pena e amar uma personagem em 6 episódios (o que muitas outras histórias não conseguem fazer nem em 24 episodios). Eu queria que a Sodachi ficasse na cidade, porque assim ela poderia ter ficado amiga da Hanekawa ou até mesmo da Senjougahara, quem sabe assim ela não acharia a felicidade que lhe faltava…

    Fiquei meio sumido, mas estou de volta \o/
    Finalmente os horários da minha vida deram uma afrouxada. Como eu estava com saudades do blog S2. Agora pode ter certeza que todo dia estarei aqui para ver se tem postagem nova. Agora se me der licença, tenho mais ou menos um ano de postagens para ler kkkkkkkk

  5. Me ajudem, por favor. Essa ordem cronológica está correta? Como a Hachikuji aparece no início de Tsubasa Tiger se ela vai embora no final de Shinobu Time?
    Kabukimonogatari > Onimonogatari (Shinobu Time) > Owarimonogatari (Shinobu Mail) / Nekomonogatari Shiro (em paralelo).

    Obrigado.

    • Os eventos acontecem em paralelo a Neko (Shiro), não o oposto. Owari-2 é seguido de Shinobu time. No começo de Neko (Shiro) ela ainda estava viva, pouco tempo depois é que tudo isso desanda.

  6. Ótimo final de arco. Inclusive o tom foi mais otimista do que eu esperava em relação a Sodachi, com ela pedindo desculpas para a Gahara, agradecendo ao Araragi e, claro, com o monólogo dele sobre a felicidade. Espero que ela apareça em algum outro momento no futuro, nem que seja eles se esbarrando na rua, assim como espero ver alguma coisa da Nadeko pós Koi.

    Agora, só uma curiosidade: em que momento se passa Owari 3?

    Ps.: Só de olho nas dicas enlouquecedoras do Raigho sobre a Ougi.

  7. Excelente desfecho de arco! Demorei um pouco para acompanhá-lo e já aproveitei para iniciar o próximo, Shinobu Mail, que também começou de forma espetacular! Espero pelos comentários do blog sobre o episódio 7, ele acrescenta bastante à trama e traz uma tonalidade perversa aos acontecimentos. Quanto aos 6 primeiros episódios, o que dizer dessa temporada que mal conheço mas já considero paks? O desenvolvimento de Ougi é absoluto, o envolvimento da Hanekawa é denso e o caos de Araragi é inevitável. Seguindo ansioso pela sequência de episódios! 🙂

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s