REVIEW – Sword Art Online: ligeiramente bom, ligeiramente mediano

955195-sword-art-online

Dessa vez não é primeiro de Abril, relaxem.

Yaho.

PEGADINHA, AQUI NÃO TEM REVIEW-

Não, a pegadinha é que aqui TEM review sim. Que surpresa, né? Vocês esperaram, foram enganados, tiveram seus corações destruídos mas aqui estou com uma review quase séria da primeira temporada de Sword Art Online, conhecida entre nós como a única que realmente prestou. Vou tentar ser o mais imparcial (pfff) possível (pfff) e séria (pfffffffffffffff) a respeito do anime. DE NOVO, pela milionésima vez, eu não li a droga da light novel. Pensem muito bem nisso antes de sair com um “Mas Marcela, na light novel o Kirito come a Asuna-” e essas coisas.

Sinopse

urlHell fucking no, todos vocês sabem do que se trata esse anime. … Não, vocês querem uma sinopse mesmo? Falando sério? Beleza. Vamos lá. Estou ativando meu modo sério.

Sword Art Online estabelece uma premissa que hoje é relativamente popular, inclusive considerada clichê: a ideia de pessoas ficando presas em jogos online, ou meramente o gênero de jogos online. A franquia hack fez isso muito antes, porém é algo meio que cult hoje em dia pra falar a verdade, então a maioria das pessoas considera SAO o predecessor desse gênero.

A base da história é relativamente simples, porém permite possibilidades quase infinitas de como explorar isso: você tem milhares de pessoas presas em um jogo, com um detalhe muito importante – a morte delas no dito jogo equivale a morte no mundo real. Além disso, há um fator importante a se considerar: mesmo que você escolha não se arriscar no MMO, você não faz ideia de como está seu corpo. Não é simplesmente mágica tipo Digimon, onde você entra literalmente no mundo digital. É uma máquina que está ligada ao seu corpo físico e lentamente ele vai se degenerando porque, enfim, você não come e não faz nada além de ficar deitado.

No meio disso tudo tem o protagonista, Kirito, carinhosamente apelidado por mim de Kiritão, que é seu típico japonês antissocial que dedicou toda sua fúria, amor e libido ao mundo de jogos online. Óbvio que ele acampou pra comprar mais uma oportunidade de expandir sua virgindade, então também ficou preso no jogo. E aí, como será que ele vai lidar com essa realidade que antes era um sonho, mas acabou virando pesadelo?

De cara, os aspectos técnicos

Kirito_vs_XrphanVocês provavelmente estavam ocupados demais com a mão na calça sempre que a Asuna aparecia pra reparar em qualquer aspecto técnico de SAO, mas eu, como boa blogueira e otaca sem – muita – vida, reparo nesses detalhes. E posso dizer, sem qualquer opinião influenciada: a animação de SAO é muito mediana.

Pra um anime com relativas cenas de ação, a animação é bem inconsistente. Em muitos momentos críticos em que o Kirito e a Asuna se movimentavam muito, seus rostos e corpos no geral se distorciam de uma maneira que chegava a ser quase cômica. Tal qual os animes nos anos 90 faziam isso pra realçar a intensidade da cena, hoje em dia isso é quase considerado ou uma falha de animação ou uma satirização. Só Gurren Lagann conseguiu fazer isso de uma forma bacana de assistir.

Asuna_slaps_KiritoAlém disso, os personagens pareciam todos iguais. A diferença no character design era entre personagem masculino jovem, com olhos grandes, personagem masculino adulto, com olhos mais afiados e a mesma coisa pra personagens femininas. O único jeito de diferenciar de verdade era pelos aspectos de rosto como as pintas da Lisette ou o dragão na cabeça da loli e as cores de cabelo. Que, relembrando, tinham que ser as mais extravagantes pra destacar que eram pessoas relevantes a história. Mas isso não cabe tanto ao anime e sim ao ilustrador da light novel. VALEU, senhor ilustrador, eu não fazia ideia de que aquela menina de cabelo rosa ia ser importante!

Quanto as músicas, honestamente nada se destacou o suficiente pra chamar a atenção. Nenhuma música da OST me fez segurar na ponta da minha cadeira de rodinhas ortopédica e bater os pés no chão loucamente. Assim como as openings, do jeito mais clichê possível com aquela cantora irritante pra caramba. Tem um vídeo maravilhoso no youtube, All the anime openings ever made, ou algo assim, que basicamente mostra como existe uma receita pra abertura de anime – dica, SAO usa todos os ingredientesE ainda duplicou a receita porque tinha visitas vindo comer o bolo. É.

A história e outras parafernalhas

SAO parte I

Sword-Art-Online-Sword-Art-Online-21Quero dividir esse trecho em dois subtópicos por motivos pessoais e também pra definir melhor o auge e declínio de SAO. Vocês vão entender daqui a pouco.

Antes de mais nada posso afirmar de pé junto que a primeira parte de SAO é boa. Não é a obra de arte que todo mundo diz ser, mas é, eu admito que seja boa. E que eu talvez tenha esperado ansiosamente por alguns episódios. E que mais talvez ainda eu tenha ficado triste quando a menina do Rudolph morreu. Sabe, aquela do Natal… Saki, Sachi… Enfim, vocês com certeza sabem quem é. Pois é, eu fiquei triste, surtei um pouco, foi intenso. Mas continuando.

Muita gente reclamou do fato da história começar e se desenvolver inicialmente com “side-stories”, ou seja, histórias que não faziam parte do núcleo principal. Pelo contrário, achei uma ideia muito sensata do estúdio em fazer a adaptação desse jeito. Da maneira que as histórias foram colocadas, a do Rudolph por exemplo, deu um desenvolvimento… Digamos assim, “decente” pro Kirito. Não que ele seja um personagem bem desenvolvido – continua sendo um merda que por onde passa provoca orgasmos, mas deu pra entender só um pouquinho de porque ele era tão depressivo e só usava preto.

Sword.Art_.Online.full_.1201445Porém, pular tantos andares de uma só vez, tanto no anime quanto na light novel, foi meio que uma decisão brusca do autor. Honestamente falando, SAO seria uma obra muito melhor todo o foco fosse dado a esse primeiro arco, de maneira a ser o único arco. A progressão do Kirito em cada andar e as dificuldades crescentes, seria algo muito mais divertido de assistir. Entretanto, o que nós temos é ele começando e logo em seguida já sendo o fodão poderoso, sem um tratamento devido de COMO ele ficou fodão poderoso. Tá, ele foi beta tester… … … … É só isso? Beleza, valeu cara, tá aqui seu prêmio de literatura japonesa.

Além disso, tantos personagens jogados a esmo. Uma coisa que eu realmente detesto é quando o autor cria personagem tapa buraco. É diferente, antes de tudo, daqueles personagens que aparecem só em um arco ou episódio e tem sua história resolvida ali mesmo. O anime de SAO, na primeira parte, tem um conjunto de personagens que você sequer vai lembrar o nome ou se importar com eles. Tem a Lisette, a loli, o negão das armaduras, o Klein e mais uma porrada de gente que você não vai lembrar. Pode assistir a primeira abertura: te garanto que não vai reconhecer a galera.

Ou seja, fica bem explícito, BEM explícito que só quem importa ali é o Kirito e a Asuna. O desenvolvimento dos outros personagens é praticamente zero. Não tem desenvolvimento de mundo, nada. É só… Kirito e Asuna. Kirito e Asuna. Kirito e Asuna…

M-m-m-m-m-m-mas Marcela, eles são os protag-

[XYF] Sword Art Online II - 15 [720p][D090B362]_001_7487Tá, eles são os protagonista. E daí? Gosto sempre de citar o exemplo da Hiromu Arakawa, autora de Full Metal Alchemist. Ela cria um bando de personagens e usa cada um deles. Não, não estou exagerando – todos eles tem suas devidas histórias desenvolvidas e, ao final de tudo, recebem um fim apropriado. Todos eles. Mesmo que eles não fossem protagonistas, mesmo que eles não aparecessem há episódios! Sabe a tenente Ross, que foi pra outro país láááá nos episódios 20 e poucos? É, ela VOLTA e tem utilidade. Não é impossível fazer isso, simplesmente não é.

Apesar disso, não é algo comum a SAO – boa parte de shounens e seus derivados tem esse excesso de personagens que vai se tornando inútil com o tempo. Não preciso nem ir muito longe, só citar os clássicos Naruto e Bleach. Nossa, tem personagem em Bleach que você nunca nem vai se lembrar que existiu de tão mal desenvolvido e desperdiçado que foi. Ah, alguém lembra do pessoal do Hueco Mundo? Não né, porque o Kubo largou eles lá e não explicou. Talvez tenha explicado agora, mas desisti de acompanhar Bleach depois que o Ichigo virou outra raça de bicho.

ichigo_evolution_by_masterpk-d4t2cxfE sim, voltando ao Kirito e a Asuna… Poxa, sei que romance não é o foco de SAO, mas que coisa mais mal feita. Não teve nada de interessante que fizesse você duvidar que eles fossem ficar juntos em algum momento, ou sequer aproveitar esse clichê e fazer um desenvolvimento interessante. Sem falar que a Asuna ficou quase na friendzone depois de Gun Gale Online, né? Bom, meu coração está eternamente com a bunda da Sinon. Além disso, todo aquele arco deles na floresta foi uma pura perda de tempo. Foi bom pra perceber que mesmo que quisessem viver felizes pra sempre pescando e fodendo, algum dia alguém no mundo real ia desligar os aparelhos e tudo isso ia desaparecer. Apesar disso, é frustrante ver que eles são “os únicos” que tem capacidade de avançar nos andares. Com uma cacetada de guildas, dois adolescentes se destacaram? Sério?

Falei que a primeira parte até que foi boa, mas só falei mal até agora. Bom, por mais hater que eu seja e por mais que eu odeie SAO com cada átomo do meu ser, realmente tem seus pontos positivos. A premissa de morte em um jogo online refletir a vida real foi interessante. Também o fato de existirem jogadores que matam jogadores – apesar de que essa parte podia ter sido bem mais bem feita e interessante – e a dificuldade que eles passaram a enfrentar nos andares superiores. Afinal, não adiantaria de nada se não houvesse algum desafio, certo?

Como seu anime de ação casual com um romance mais ou menos e um pouco de drama, a primeira parte de SAO cumpre bem o papel. Não é uma obra prima, entretanto não chega a ser o pior dos animes. Sim, é bem raso e podia ter sido muito melhor se tivesse tido enfoque em certos pontos, mas é divertido de assistir ao menos.

Agora…

SAO parte II

Não. Não. Não. Não. Não. Não. Não. Não. Não. NÃO. NÃO NÃO. NÃO. NÃO. NÃO. NÃO. NÃO. NÃÃÃÃÃÃÃÃO!

A segunda parte NÃO é boa.

Kirito salvou todo mundo, Heathcliff era o vilão, casal assistindo ao pôr-do-sol de um mundo online decadente. Então, descobrimos que a Asuna na verdade não conseguiu sair do jogo!… E agora? Uma nova trama começa a se montar e-Sword-Art-Online-Sugu-CryingO que é isso?… Fadas?

A irmã do Kirito… Que na verdade é prima?

A irmã do Kirito que na verdade é prima é apaixonada por ele?

E AÍ ACABA SE APAIXONANDO PELO PERSONAGEM DELE DENTRO DO JOGO?

E NESSE MEIO TEMPO ELA NÃO RECONHECE A VOZ DELE NA PORRA DO JOGO E PERCEBE QUE É A MESMA DO IRMÃO PRIMO DELA E QUE O AVATAR É MUITO PARECIDO-

sword_art_online-22-suguha-tears-crying-emotion-sadnessAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

Espera, espera, não é só isso! A irmã do Kirito que na verdade é prima e é apaixonada por ele, logo depois de ver o irmão primo acabar de sair de um coma provocado por um jogo online começa a jogar também?! Sem qualquer medo ou preocupação iminente de ficar presa lá também?

Espera, espera, espera, espera, ainda tem mais! O pior vilão de todos os tempos com a motivação mais besta e ridícula de todos os tempos – que eu nem sequer lembro de tão merda que foi, mas tem algo a ver com ele lamber as lágrimas da Asuna… 

WZTAaIsso não pode ser real. Não. Acabei de assistir um anime mediano, porém, com pontos positivos e uma história relevante. O que aconteceu? Eu pergunto a vocês: o que aconteceu? Como vocês podem gostar disso? Que espécie de defeito cerebral vocês tem que permita que assistir isso seja prazeroso?

Não tem nada em Alfheim que se salve. ABSOLUTAMENTE nada. O arco é completamente corrido, a Suguha simplesmente se joga no primeiro cara que aparece na frente dela no jogo e se apaixona por ele, sem desenvolvimento nenhum. O Kirito, obviamente, já é o mestre poderoso desse MMO também. Mais personagens inúteis, porém com orelhas de gato, aparecem. Tem outro guri retardado apaixonado pela menina que é densa quanto a ele, mas que dessa vez não tentou estuprar ela.

O Kirito mais do que nunca ficou Deus ex Machina, a Suguha mais do que nunca foi a personagem mais inútil de todos os tempos, a Yui ficou ainda mais irritante como fada e o pior incesto de todos os tempos foi executado. E eu gosto de incesto. Quando um incesto não me agrada, só pode ser por ser muito ruim. Alfheim online é uma decepção profunda que devia ser apagada da história da humanidade junto com Mother Rosario.

Conclusão, talvez

Kirito_kissing_Asuna_BDNão sei se essa review foi o que vocês esperaram, mas todos os meus sentimentos estão nessas palavras. A Marcela séria analisando SAO e a Marcela de verdade odiando SAO.

No geral, Sword Art Online pode ser aproveitado se você assistir apenas a primeira parte do anime. Se considerar que a história acaba ali e pronto, termina como um anime mediano e divertidinho que é bacana de acompanhar. Se você resolver ir além disso, é uma espiral de autodestruição recheada de incesto, peitos e filha bug.

Podia ter sido muito, muito melhor, mas decisões ruins foram tomadas. Ou talvez não tão ruins – essa joça vende igual água no Japão e fora dele, então foi o melhor pro autor. Quem sabe se SAO tivesse sido bem feito, não fosse ter a fama que tem hoje? Talvez o que faça ele vender seja exatamente esses pontos que foram ignorados e os que foram realçados. Bom, não sou nenhuma especialista no mercado de animação japonesa pra falar isso pra vocês.

Portanto, SAO é um exemplo de potencial desperdiçado. É bom, mas podia ser melhor. E ficou pior. E depois melhorou um pouco. Ai desengrenou e piorou completamente.

Comentem, surtem e divirtam-se lá embaixo nos comentários.

Ansiosa pela terceira temporada. Até a próxima.

Advertisements

6 thoughts on “REVIEW – Sword Art Online: ligeiramente bom, ligeiramente mediano

  1. “Ansiosa pela terceira temporada”
    Sério isso?

    Faço as palavras de vossa senhoria as minhas em relação a primeira temporada de SAO. Mas tive bom senso suficiente pra nem chegar perto da segunda, e DEFINITIVAMENTE , não, não estou ansioso por um terceira temporada.
    Que o estúdio faça a 3ª temp. de Gin no Saji, adapte outras light novels de Baccano, faça o resto de Bleach (apesar do arco atual está uma bosta), adapte outras novels, games da série Fate (Strange/ Fake ou o Apocrypha) ou de preferencia, o resto das novels de Monogatari… Mas uma terceira temp. de SAO?.. Definitivamente, NÃO.

  2. É o que já contei para você, quando eu li a muito tempo atrás, SAO foi o primeiro Light Novel que eu li, e eu adorei, tanto que eu falei para você na epoca ler também, mas agora sempre destaco uma parte importante “o autor não achava que faria sucesso”.

    Se você ler a historia poderia muito bem acabar no primeiro volume, entretanto, fez sucesso e o autor teve que prolongar/inventar mais coisa, e ai entrou o problema, tanto que o segundo volume foi um monte de conto separado.

    E o terceiro volume, apesar de bizarro foi aceitavel no light novel, mas dai pra frente foi só merda. Mas eu lembro que quando saiu o anime eu falei que tinha sido ruim, entretanto main stream é main stream, a historia num precisa ser complexa, o anime pode ter mil falhas, mas basta ter um personagem fodastico que o pessoal vai adorar. Ainda me lembro do meu colega insistindo que chorou pela garota com aids la, e me chamou de monstro por não ligar pra ela =p

  3. A unica coisa que prestou na porcaria do arco alfheim foi a luta do Kirito contra o lider do exercito das fadas vermelhas.

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s