Acervo do Paruz #51 – Akumetsu (Yoshiaki Tabata/Yuki Yugo)

Acervo do Paruz bannerEssa review tem mais de 200 palavras sim.

Yaho!

A review da semana passada foi curta, eu sei, você sabe, todos sabemos. Mas essa semana o Paruz conseguiu arranjar mais tempo pra escrever um pouco mais elaboradamente sobre o mangá, então, sem choro! Tomem essa recomendação aí.

O Acervo

E ae galera, aqui estou eu mais uma vez para fazer uma review, e bem … Não tenho nada para contar ‘-‘. Nada de interessante rolando aqui :v, então vamos direto para o mangá… Eu não tinha até ler o ultimo capitulo de Love so Life, AGORA EU ESTOU HYPE, aconteceu algo, que ninguém, absolutamente NINGUÉM esperava e agora todos estão com um “MindBlow” e não conseguem esperar pelo próximo cap.

Akumetsu

akumetsu 1O que você faria se tivesse a habilidade de não morrer, se tivesse a habilidade de estar em mais de um lugar ao mesmo tempo, e ter conhecimento de várias habilidades distintas, seja elas artes marciais, tiro, economia, filmagem, direção, etc. Com todo esse poder em suas mãos, você viraria um herói? Um vilão? Ou um pouco dos dois?

Em um Japão endividado em mais de 7 bilhões de ienes, banqueiros se aproveitam do dinheiro do povo, empurrando dívida para empresas menores que vão a falência e causam desespero em famílias. Políticos usando o dinheiro do povo para aprovar construções desnecessárias e aumentar a dívida do país, ou políticos que passam coisas erradas para lucro próprio e causando morte de vários. Alguém deveria fazer alguma coisa, mas com todos os corruptos dominando o poder, como um novo primeiro ministro consegue aprovar mudanças para alterar a economia, pagar as dívidas e fazer o Japão voltar a crescer? E ai entra Akumetsu.

Akumetsu (que é literalmente Aku = Mal e metsu = Destruir, então o nome quer dizer Destruir o mal) é uma entidade de clones (você entende só depois isso, lá pra frente do mangá) de uma ex-organização criminosa, que estavam espalhados, mas se encontram e descobrem o laboratório com vários corpos ainda não usados e depois conseguem a habilidade de passar suas memorias para esses corpos. Juntando com a indignação deles de vários conhecidos sofrerem, e alguns sidos mortos por causa da política desse Japão, eles decidem fazer algo.

akumetsu 2O mangá tem um começo muito interessante e viciante, eu literalmente fiquei um dia e meio inteiro só lendo esse mangá que é muito bom. Suas ideias extremas de comabter corrupção é algo que sinceramente muitos brasileiros aqui querem, e é difícil você ler esse mangá e não desejar algo do gênero aqui, porém vamos deixar essa conversa de política a parte pois Marcela sabe que eu fico revoltado quando o assunto é política, pois eu não aguento a ignorância humana.

Ele explica a razão da pessoa estar errada, dá um pouco de aula de economia e depois mata ela de alguma forma. E uma coisa que eu não comentei, o Akumetsu assume que está fazendo o mal em matar uma pessoa, mas ainda assim ele precisa matar aquele político que se aproveitou e continua se aproveitar, e para isso ele faz o famoso “One Man One Kill”, onde a cada pessoa que ele mata, ele morre junto.

Então o mangá é muito bom e tem um começo muito forte, e ele acontece todo no período de um mês, entretanto tenho que falar que você pode se sentir entediado no meio da história, pois eu te falo que vai ser ele indo matar alguém de alguma forma, explicando a razão do porquê e o que essa pessoa fez errada, e depois mata ela se matando junto.

E curiosamente, muitos vão comparar o “Matar o mal pelo bem da humanidade” com Death Note, e já aviso que Akumetsu começou a ser lançado um ano antes de Death Note, e Akumetsu é bem mais violento e em uma revista bem menos popular, por isso não ganhou anime e não teve tanta repercussão como o Death Note. Mas na minha opinião a história de Akumetsu é bem mais bolada, sendo um anti-herói, enquanto Death Note é um sádico que começou a se passar por Deus.

akumetsu 3Ai entra parte curiosa que o mangá te deixa revendo seus pensamentos: matar os políticos vai realmente melhorar tudo? Não vou dar o spoiler para o que acontece no final, mas eu digo que apesar de eu recomendar bastante, o final foi mais ou menos, ele terminou da maneira certa, ao mesmo tempo que deixa perguntas e algumas coisas erradas. O pensamento foi correto, mas a execução foi ruim.

E vou deixar o meu rápido pensamento sobre política, se a gente conseguisse hoje eliminar todos os nossos políticos do poder, ainda acreditaria que os próximos que surgirem seriam tão ruins quanto os atuais, pois nossa cultura é assim, se você tem chance de se aproveitar de alguém você o faz.

Eu vou dar um exemplo: se você já colou ou cola em prova, se você não corrige se sua comanda de um restaurante ter vindo errado e assim economizado dinheiro, furar a fila para conseguir algo mais rápido na frente de alguém. Isso é coisa normal do dia a dia do brasileiro, coisas que as vezes até te chamam de otário por fazer (o que aconteceu quando eu chamei o garçom e falei que ele esqueceu de cobrar algo na comanda, e o pessoal da minha antiga faculdade reclamou comigo), coisas que você deveria fazer o certo no dia a dia, por exemplo, um cara ter pulado a catraca e ter reclamado do preço dos ônibus. Se acha ruim, faça alguma coisa, mas não use o serviço ali. Achou ruim? Vai a pé, eu também não gosto do preço, acho uma roubalheira do caralho, mas isso aconteceu por causa das escolhas dos políticos que o povo fez, é por isso que isso se chama democracia, nós podemos ser pessoas de bem, mas se a maioria é facilmente manipulado, isso não dá o direito para hipócritas de fazer o errado, onde o cobrador que deixa algo desse tipo acontecer, pode perder o emprego e nada vai acontecer para a empresa de ônibus.

Eu já estou no ponto que o povo e o sistema estão errados, e o Brasil não tem mais salvação, não é pedindo impeachment da Dilma vá resolver algo, só vai deixar o vice roubar no lugar dela. Bom e é por isso que não gosto de falar de política, acabo ficando revoltado demais, vou voltar para a última parte da review.

Bom Akumetsu tem 162 capítulos e foi lançado em 2002, tem uma boa votação de 8.55/10 no mangaupdates. Eu adorei a história e como ela é contada, apesar de confundir bastante, já que todos são o mesmo cara :v, que vai acontecer já que tem 3 Shous que vão a escolas diferentes. Resumindo, é um começo incrível, uma ótima história, um pouco repetitivo, e um final mais ou menos, mas em geral muito bom.

akumetsu 4Se quiserem algum gênero especifico, me falem senão semana que vem vai ter 2 mangás de romance :v.

Advertisements

3 thoughts on “Acervo do Paruz #51 – Akumetsu (Yoshiaki Tabata/Yuki Yugo)

  1. “O Japão endividado em mais de 7 bilhões de ienes”, ta certo esse valor? 7 bilhões de ienes não é absolutamente nada para um governo, o Brasil deve mais de um trilhão de reais, e o real vale umas 40 vezes mais que o iene. Se o Japão devesse uns 50 trilhões de ienes ai sim eu diria que ele está quebrado.

    Mal o comentário chato hehe, mais esse valor me intrigou.

    • Verdade eu li o capítulo 1 e diz que são 700 trilhões. De qualquer forma alguns tradutores fazem umas conversões monetárias loucas.

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s