12 dias de Otomegatari – 8° Dia: “O florescer da minha adolescência”

12 Dias de OtomeGatariPorque não podia faltar Monogatari.

Yaho!

Vocês podem estar pensando nesse exato momento “pera, você gastou 5 posts falando desse anime e agora vai fazer OUTRO pra falar dele? Tá com tanta falta de pauta assim, Marcela-sama?”

Meu amigo, se existe uma coisa que não falta aqui no OtomeGatari é pauta. Na mesma proporção tem uma preguiça excessiva! Somado a isso, é um anime desse ano e é um anime digno de um dia. Mas que anime é esse-

Hanamonogatari

É MONOGATARI, PESSOAL!

Sim, mais Monogatari. Foi assim que esse blog nasceu e assim ele continuará. E como somos os especiais da parada, vai ser aquele Monogatari que pouca gente viu e pouca gente ligou, a história de uma flor, macaca e lésbica. A história de um lírio.

Hanamonogatari foi… Foi. Foi uma história estranhamente única, pertecendo apenas aquele momento, deslocada das outras. Não parece pertencer, mas pertence. Exatamente igual um adolescente.

Você pode assistir esses cinco episódios apenas como um conto sobre uma garota que perdeu seu talento e entrou em uma espiral de decadência, um fantasma tentando encontrar seu caminho pra tranquilidade eterna. Porém, tudo em Hanamonogatari indica para o que é viver sua adolescência, o que é ser um adolescente, esse ser tão estranho que todo mundo despreza. É um coming of age diferente, onde o amadurecimento ocorre por meios um tanto… Excêntricos.

No entanto, ainda é uma história de mudanças. Aí temos a Kanbaru, longe dos senpais em que podia confiar, sozinha em uma jornada. Nesse sentido podemos atribuir o Araragi e a Senjougahara como a asa dos pais de um adolescente, provendo suporte não só de proteção como também de ajuda em momentos de conflito. Ela fica desnorteada, ainda sem saber que rumo seguir, sem saber que decisão tomar diante do caso da Rouka. Por isso, precisou contar com ajuda do Araragi quando estava mais confusa a respeito – uma última ajuda. Ao mesmo tempo que é bom ter esse conforto, Kanbaru percebeu como devia seguir em frente, como devia começa a ter suas próprias atitudes e correr seus próprios riscos.

E foi isso que ela fez! A esperança de que tudo vai dar certo, indo de cabeça nos obstáculos e tendo plena confiança em si mesma ao mesmo tempo que nem sequer sabe quem é! Uma contradição ambulante, uma plena adolescente, vivendo os últimos restantes momentos da sua adolescência! E um singelo corte de cabelo, sinalizando a transição completa, agridoce.

Mais um anime nesse 2014 em que eu também vivi os últimos dias da minha adolescência e prossigo pra ~vida adulta~. Espero ter batido bastante de cabeça nos obstáculos (e espero continuar asssim).

Hanamonogatari - Large 180

Advertisements

One thought on “12 dias de Otomegatari – 8° Dia: “O florescer da minha adolescência”

  1. “[…] a história de uma flor, macaca e lésbica.” Cela, Mar.
    Eu gostei bastante de Hana. A única coisa que me desagradou foi o final… Depois de eu aprender tudo sobre aquela personagem, ela desaparece? É esse o formato de história mais frustrante e é por isso que eu hesitei tanto em ver Monogatari. Quando eu escutei que cada arco seria sobre um monstro diferente e, que esses arcos eram curtíssimos, eu pensei: “Aff, temporada nova de Jigoku Shoujo?”

    *Araragi devia abrir um salão…*

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s