Papo Gatari #12 – Entrevista com Kana Hanazawa, o alter-ego de Sengoku Nadeko!

PapoGatari!

Zenbu, zenbu, zeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeenbu!

Não é a Marcela surtando, precisei intervir!

Lembram que nós, de tempos em tempos, postamos entrevistas traduzidas pelo nosso @Imouto_Lover? Eis aqui outra delas! Dessa vez, é com a Kana Hanazawa, a dubladora da inigualável Sengoku Nadeko. Agradecemos do fundo de nosso corações pela paciência e cuidado que o Imouto [Js06 BR] sempre tem nas traduções, esse esforço dele sempre nos emociona; a entrevista veio do “Monogatari Heroine Book – Sengoku Nadeko” que faz parte da série de revistas exclusivas para cada uma das musas.

9784062187947

Esperamos que gostem e façam bom proveito, aquele comentário agradecendo é sempre muito bem-vindo!

PS: Existe uma outra surpresa, mas vamos aguardar para outra hora… proveitosa.

Hora da entrevista!

Entrevista com a dubladora da Sengoku Nadeko: Hanazawa Kana – As emoções que eu não conhecia da Nadeko.

hanazawa

Eu também sofri quando li Otorimonogatari…!

– Nessa revista tem um shoujo mangá que a Nadeko teria feito.

Hanazawa: (Após ler Kimi to Nadeko com muita calma) A… Nadeko pode mesmo virar uma mangaka, não é!?

– A qualidade do mangá certamente é muito alta (risos).

Hanazawa: Quando eu ainda era uma chuugakusei (sexta-oitava série fundamental) eu desenhava mangás junto com um grupo de amigas como se fosse uma troca de diários, mas não era nessa qualidade. Frases como “…”* são uma maravilha. O fato de ser tão clichê também é bem típico da Nadeko.

– Que tipo de história você desenhava?

Hanazawa: Shoujo mangá. Também tinha uma cena de beijo. Porém a amiga que recebia transformava isso em um mangá de comédia, a outra em uma história completamente diferente e como a história não progredia eu acabei desistindo (risos).

– Além de suas amigas, você também mostrava para sua família?

Hanazawa: Não, nunca quis mostrar! Lembro de ter visto isso quando estava no colegial e de ter jogado fora (risos). Embora isso também seja uma memória da minha juventude…

– A Nadeko consegue escrever um shoujo mangá tão fofo como esse, mas em Otorimonogatari foi mostrado uma visão interna dela muito diferente do que em Bakemonogatari.

Hanazawa: Quando eu li a novel minha reação foi “Eu não conhecia quase nada da Nadeko!”. Além disso, tem muita coisa com que eu me identifico… Percebi novamente como eu mesma não consigo crescer em certos aspectos. Eu também sou introvertida como a Nadeko e… em entrevistas acontece das palavras não saírem como eu quero. Nesses momentos eu respondo pensando que “isso também é um tipo de treino”. Na cena em que a Tsukihi-chan falou francamente com a Nadeko eu também acabava sofrendo ‘damage’ (risos). Nesse sentido eu consegui sincronizar meus sentimentos com a Nadeko e assim foi relativamente fácil atuar como ela.

– Houve alguma diferença em atuar como a Nadeko sendo que a história passa do ponto de vista da Nadeko em Otorimonogatari o contrário de Bakemonogatari e Nisemonogatari que era do ponto de vista do Koyomi?

Hanazawa: Em Bakemonogatari e Nisemonogatari eu vi a Nadeko sob o mesmo olhar que o Koyomi onii-chan. “Uma jovem garota introvertida que consegue ser surrealmente divertida”. Bem, exatamente como é a imagem dela. Só que em Otorimonogatari apareceu muito mais do que ela ser “fofinha” (kawaii). Por exemplo suas notas no colégio não eram muito boas… Não, eu já achava que ela não era uma aluna muito boa (risos). Também tem vários outros pontos em que ela é bem passiva.

– Afinal de contas ela pensava o seguinte quando o professor ia falar algo com ela: “É só ficar de cabeça baixa em silêncio que não vai ter problema, então está tudo certo.”

Hanazawa: Até mesmo ela sabe que isso não é muito bom (risos). Mesmo sabendo disso ela acaba deixando isso de lado, mas eu também consigo entender isso. Não só em sala de aula, mas quando não é preciso interagir obrigatoriamente com outras pessoas é mais fácil não se envolver. A Nadeko não fazia parte de nenhum clube e realmente parecia evitar de interagir com outras pessoas. Por isso eu gostei da cena em que ela grita em voz alta na sala de aula. Aquilo foi um passo importante para a Nadeko.

Novas experiências junto com a mudança da Nadeko

– Em Otorimonogatari a Tsukihi diz para a Nadeko: “Uma paixão que nunca vai se realizar é realmente algo que pode ser lidado com tanta calma?”. Isso é algo que nega a paixão da Nadeko em relação ao Koyomi. Como a Hanazawa-san interpretou essa fala?

Hanazawa: É difícil dizer se ela realmente amava ou não, afinal de contas esse sentimento de paixão varia de pessoa para pessoa e até mesmo o quanto se gosta/ama de cada pessoa é individual. Foi dito que a Nadeko tratava isso com calma, mas o Koyomi onii-chan foi a primeira pessoa que ela sentiu que gostava de verdade, então eu acho que o sentimento dela era forte. Quando o Koyomi salva a Shinobu, a Nadeko acaba dizendo: “Porque salvou a Shinobu-san? Se você não salvou a Nadeko!”. Afinal uma garota que não tem nenhuma experiência amorosa a ponto de só ficar imaginando isso em mangá, finalmente viu que seu primeiro amor não foi correspondido quando pensou que o Koyomi onii-chan não seria mais dela. Uma pessoa normal conseguiria crescer com isso, mas no caso da Nadeko a sua solidão e personalidade problemática fizeram com que algo terrível acontecesse (risos).

– A parte da solidão foi esclarecida em Koimonogatari. O fato de que os próprios pais não a viam como ela realmente é.

Hanazawa: Ela não podia pedir conselhos para ninguém, no fim ela só conseguiu fazer isso com a Kuchinawa-san…

– Se pensar que a Kuchinawa-san é um produto da imaginação da Nadeko…

Hanazawa: Ela é solitária demais (risos).

– No fim o Kaiki foi quem acabou interagindo com a Nadeko e aceitando como ela realmente é.

Hanazawa: Eu acho que o fato dela ter virado uma Deusa e ficado muito tempo sem interagir com alguém pode ter ajudado nisso. Só que não é como se ela confiasse no Kaiki (risos), mas ela simplesmente estava se divertindo em seu tempo livre.

– Depois que ela se tornou uma Deusa o tom de voz dela ficou bem mais alegre.

Hanazawa: Como ela já havia se tornado uma Deusa e obtido uma força depois de superar a batalha contra a solidão (risos) acabei atuando como se ela já estivesse se sentindo mais livre. O fato dela não precisar confiar em mais ninguém, não precisar se preocupar com mais ninguém fez com que ela ficasse assim. Também tem o fato de quanto mais alegre ela agia, mais coitada ela parecia na realidade.

– Falando nisso o conteúdo de Otorimonogatari é sério, mas a narração foi bem distraída.

Hanazawa: Dessa vez eu decidi experimentar algo novo. Nessa época eu estava assistindo Ama-chan* (risos) e decidi usar aquele tipo de narração. A história tem progredido, mas pelo menos a narração consegue passar um sentimento mais tranquilo. Otorimonogatari é uma tragédia, não é? Por isso que eu fiz aquela narração para passar a diversão surreal da Nadeko para tranqüilizar um pouco as pessoas que assistiam o anime.

– Experimentou mais alguma coisa durante a gravação de Otorimonogatari?

Hanazawa: O que será que tinha a mais… Ah, o “GYAAAA” da Nadeko depois que a Tsukihi-chan cortou o cabelo dela parecia o som de um bule quando água começa a ferver de acordo com o Diretor de Som Tsuruoka-san (risos). Tinha gravado sem nem ter isso em mente. Também na parte em que ela grita? Dentro do que a Nadeko pensaria, dentro do que ela consideraria como sendo uma má pessoa… Eu não costumo colocar isso em palavras, mas quando falho com alguma coisa tenho vontade de dizer coisas como “Po*ra!” (risos). Meio que uma admiração por esses termos mais agressivos.

– Isso também seria relacionado com a idade da Nadeko também?

Hanazawa: Sim. Quando ela queria contrariar sua mãe, mas não conseguia, ela na verdade queria dizer muita coisa agressiva, mas acabava não falando nada. Mantive em mente essa sensação de se sentir livre quando ela finalmente conseguiu dizer tudo que queria.

A risada da Nadeko que não é só fofinha.

– A Opening que a Nadeko canta em Otorimonogatari passa uma sensação de ser mais preguiçosa e que dá medo ao contrário do que foi em Bakemonogatari.

Hanazawa: Mousou♡Express né. Assim como foi com Ren’ai Circulation em Bakemonogatari foi a meg rock-san quem escreveu a letra e também recebi uma versão prévia cantada por ela. Desde esse momento deu para perceber que era algo bem “trabalhoso” e até dava para ouvir um “tsk” no meio (risos). Mesmo durante a gravação a direção pediu que eu passasse mais esse lado da “Dark Nadeko” e por isso ficou completamente diferente de Ren’ai Circulation. Gravei como se fosse uma criança que falava de quando esmagava insetos sem saber se aquilo era algo ruim ou não.

– A risada na intro também passava uma sensação sinistra.

Hanazawa: Pediram para eu rir um pouco e quando percebi tinha ficado daquele jeito mesmo (risos). Não é só bonitinho, mas também é sinistro.

– No último episódio de Otorimonogatari a Nadeko riu assustadoramente quando ouviu “Daqui a seis meses tem a cerimônia de graduação”. O que será que ela estava sentindo naquele momento?

Hanazawa: Ela riu porque “nem tinha pensado nisso” ou por ter ficado surpresa “Eh? Por causa disso?”. Foi pensando assim que eu gravei aquela cena.

– Em  Otorimonogatari a Nadeko acaba mostrando uma face sua que outras obras não costumam focar.

Hanazawa: Foi uma experiência que quase nunca tive ao ver a Nadeko como ela realmente é. Por isso que acabei gostando ainda mais da Nadeko do que gostava dela em Bakemonogatari. Ela mostrou todo seu lado ruim, mas foi a primeira vez que ela não teve seus sentimentos correspondidos e no fim do fundamental ou no colegial seja em uma relação amorosa ou mesmo com amizades todos acabam encontrando alguma parede no meio do caminho. No caso da Nadeko aconteceu que essa parede acabou sendo muito maior do que deveria ser normalmente… Por isso várias pessoas devem ter mudado de opinião quanto a Nadeko, mas eu consegui aceitá-la como ela realmente é.

– Atuando como a Nadeko em Otorimonogatari e Koimonogatari teve alguma frase/cena que te marcou profundamente?

Hanazawa: Bem, acho que foi “Eu odeio o Koyomi onii-chan!” (risos). Isso é algo que ela nunca diria quando se tornar adulta. Dizer “eu te odeio” (Daikirai = 大っ嫌い)* é algo que se diz quando você está crescendo, quando é uma chuugakusei e por isso essa frase me marcou bastante.

*Expressão bem “infantil”

Houve uma grande repercussão após o anime passar! O que você acha da Nadeko?

– A Hanazawa-san tem admiração por qual personagem fora a Nadeko?

Hanazawa: Eu admiro a Senjougahara-san. Toda confiança que ela tem nela mesma. Eu vivo perdendo a confiança em mim mesma (risos). Eu vivo ficando confusa e fazendo algo que me arrependo depois, então o fato dela dizer qualquer coisa com convicção é algo que adoro nela. Embora ela tenha dito que “odeia garotas como a Nadeko” (risos).

– Se por acaso a Nadeko existisse de verdade, você ficaria irada como a Hitagi?

Hanazawa: Acho que eu cuidaria dela com carinho. Não ficaria irada não. Se bem que a trataria assim porque eu entenderia como ela se sente. Aí eu provavelmente desejaria que ela “pudesse crescer como pessoa” ou “ela poderia se tornar assim” e se fosse algo realmente necessário eu diria para ela. Porém eu acredito que ela conseguiria crescer sem a minha interferência então eu gostaria somente de poder acompanhar o crescimento dela.

– Como foi a reação dos fãs após essa mudança de imagem da Nadeko?

Hanazawa: Todos disseram que ela ficou “assustadora” (risos). Algumas amigas também disseram que “foi muito bom”, então fiquei muito feliz também. A repercussão foi realmente incrível. Desde reações como “Porque isso foi acontecer?” ou “Que pena dela” ou “Ah, como me sinto bem depois dessa” (risos). Realmente isso variou de pessoa para pessoa.

– Por favor deixe uma última palavra para os fãs que tiveram essas diferentes reações.

Hanazawa: Eu mesma passei muito tempo junto com a Nadeko em Otorimonogatari e Koimonogatari e com certeza irei rever muitas e muitas vezes o último episódio. Ao ver essa Nadeko se esforçando… Mesmo com seus pontos negativos, ao ver ela dando se melhor eu também consegui forças para me esforçar ainda mais. Estou muito feliz por ter encontrado uma obra como essa. Eu espero que todos possam pensar assim ou que possam aproveitar e se divertir por outros pontos de vista também.


Hanazawa Kana – Seus papéis mais importantes nos últimos anos foram: Onodera Kosaki em Nisekoi, Yokoi Rumi em Tonari no Seki-kun, Shibasaki Rouka em D-frag!, Nakazawa Minori em No-rin, Natasha em Sekai Seifuku -Bouryaku no Zvezda-, Tsuchimikado Natsume em Tokyo Ravens, Mukaido Manaka em Nagi no Asukara entre outros.

Advertisements

6 thoughts on “Papo Gatari #12 – Entrevista com Kana Hanazawa, o alter-ego de Sengoku Nadeko!

  1. Kana-chan, sempre tão perfeita ❤
    Excelente material como sempre, Otomegatari nunca decepciona. E dobrem a ração do Imouto-kun, ele merece.

  2. Qualquer dia disserto sobre minha opinião em relação a Nadeko, mas a reportagem ficou ótima e parabenizo o Imouto-kun pelo seu trabalho excepcional para trazer esse material para o Otomegatari.
    Também teria a mesma reação da Senjougaraha-sama a respeito de como me sentiria com a Nadeko, nada tão extremamente hardcore, mas raivoso porém compreensivo por ela tentar desempenhar o papel de vítima constantemente.
    Além de que no caso, onde a Hanazawa, fala do “muro” emocional que a Nadeko teve que transpor, não compartilho desse ponto de vista onde o muro dela seria maior que de seus colegas, vítimas diretas do Kaike, mas acredito que isso ocorreu devido a incompetência dela e sua resistência a mudanças.
    Ok, incompetência ficou muito forte, mas a maneira dela de sempre tentar resolver a situação não resolvendo-a, deixando ela lá e contornando-a de cabeça baixa na expectativa de que o problema se resolva sozinho, somado a falta de iniciativa e a pífia tentativa de viver a vida por olhos de outros foi o fato gerador de toda a tragédia de Otorimonogatari. (Lembrei da Iori Nagase de Kokoro Connect agora \o/)
    Parar por aqui que a capivara é grande kkk Mas mais uma vez parabéns pelo site.

  3. Valeu por terem postado, foi bem bacana.
    Minha personagem favorita da série e a Kana minha seiyuu favorita, é uma cominação perfeita demais para esse jovem aqui kkk

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s