“Como uma flor reflorescendo”: Fã supera vício de hatear Sword Art Online

sword-art-online-ep-16-1Tudo começou com uma simples brincadeira.

Yaho.

Está na hora de um relato.

addiction2LOS ANGELES, CA — Foi há mais ou menos 2 anos atrás que o fã de animes Michael West atingiu o fundo do poço.

“Estava sentado na minha cama, encarando o teto, porque não conseguia dormir,” disse West. “Não conseguia relaxar o suficiente para pegar no sono. Meus dentes rangendo. Sem parar de olhar para meu computador. Ressoava na minha cabeça, várias e várias vezes. ‘O novo episódio de Sword Art Online está para sair’, dizia. ‘Encontre uma stream. Você sabe que quer.'”

West tentou ignorar seu computador, mas a necessidade de achar o novo episódio de SAO continuava perturbando-o. Eventualmente, a vontade era tão imensa que ele corria em direção ao computador, procurava uma stream ao vivo e sentava para zoar Sword Art Online no twitter enquanto passava no Japão.

“Não conseguia evitar,” West dizia, com lágrimas nos olhos.” Normalmente eu conseguia esperar até o episódio sair no Crunchyroll, mas meu desejo… Era forte demais. Não podia ignorar. Nem sabia o que os personagens estavam falando. Não importava. Só precisava debochar no twitter. Tornou-se minha identidade.”

O caminho para o vício começou de maneira gradual para West. Primeiramente, ele nem estava interessado no anime.

“Realmente não jogo MMOs, então toda a premissa de SAO não era interessante para mim,” West disse. “Mas dei uma olhada mesmo assim só para poder ter uma opinião a respeito. Verdade seja dita, não foi um episódio tão ruim. Conseguia ver certo potencial nele. Continuei a ver na outra semana, e foi tão, tão ruim. Fui para o twitter falar mal e tudo se tornou uma bola neve a partir desse instante.”

af4dzgf4

Inicialmente West não ganhou muita atenção quando ele soltava suas frustrações sobre o anime no twitter. Lá pelo meio da série, no entanto, seus debochosos tweets regularmente eram “retuitados” e “favoritados”, sinais de que os seguidores de West apreciavam-nos.

A adrenalina de ter um pouquinho de fama na internet subiu a cabeça dele.

“Senti-me tão poderoso,” ele disse. “Não consigo descrever direito pra você o quão incrível era. Olhava o meu Favstar todos os dias e sentia-me orgulhoso. Sorria sempre que meu celular vibrava após alguém favoritar ou retuitar algo que eu escrevi. Poderia ter desligado as notificações, mas não o fiz. Elas me faziam tão bem.”

Loog a vida de West desandou. Ele ligava para o trabalho fingindo estar doente para poder reassistir episódios de SAO e refinar suas críticas. Recusava-se a sair com os amigos quando um novo episódio estava para sair, para que pudesse ser o primeiro a tweetar sobre. Começou a fazer cosplay do protagonista Kirito na sua rotina diária para que pudesse entrar na cabeça do personagem e zoar ainda mais seu comportamento – a namorada de West logo terminou o relacionamento quando ele exigiu que ela se vestisse como o interesse romântico de Kirito, Asuna, enquanto ela estivesse ao lado de West.

“Bem no fundo sabia que estava sendo um idiota,” West disse, chorando. “Mas não podia evitar. Esse anime e a personalidade que eu tomava para mim enquanto tweetava me dava a importância que nada mais dava. Precisava zoar SAO.

O ex-amigo de West pouco ofereceu simpatia para esse período difícil.

“Tanto faz. Ele tenta fingir que estava realmente viciado em algo, mas tava só vendo desenhos idiotas e zoando eles,” disse o ex-amigo Jonathan Drake. “Não é como se ele estivesse fumando, bebendo, injetando heroína ou ficando viciado em algo que fosse realmente prejudicial ou qualquer coisa. Cara só floodava nossa timeline do twitter com seus tweets idiotas. Nem eram engraçados. Era um bando de merda. Tive que dar unfollow para tirar essa bosta de anime da minha vida.”

A ex-namorada de West – que se recusou a se identificar nesse relato – concorda.

“Apoiei o Michael no começo, porque sério, aquele programa é idiota pra cacete,” ela disse. “Mas chegou em um ponto que ele enlouqueceu com isso. Primeira coisa na manhã que ele fazia era checar seu Favstar para ver os tweets mais favoritados. Soube que estava tudo perdido quando ele comprou uma conta premium no Favstar. Ele realmente pagou grana de verdade nisso!”

West, que deletou sua conta no twitter, não nega nem confirma ter comprado uma conta premium no Favstar.

“Queríamos ajudar ele, mas todos concordamos que fazer uma intervenção por assistir desenho japonês de maneira irônica é a coisa mais patética do mundo,” complementou Drake.

Logo, West estava sozinho. Seus amigos e parentes o abandonaram. No dia que o episódio 18 de SAO foi ao ar, West começou sua rotina de checar a página no Favstar, entranto, subitamente ele começou a chorar, por 10 minutos.

“Foi quando percebi que expulsei tanta gente da minha vida com minha obsessão pela fama na internet,” disse. “Precisava de ajuda.”

Sem saber onde ir, ele foi a várias reuniões do Alcoólatras Anônimos. A maioria dos grupos gentilmente o mandava embora ao saber da verdadeira natureza de seu vício, indicando lugares onde poderia ter a ajuda que precisava. West disse, no entanto, que ele continuava a ir as reuniões do AA porque era o que sempre via ser feito nos filme. Eventualmente, um grupo amoleceu e aceitou ele.

“Michael não bebia, mas ele ficar por lá não prejudicava nem nada, então deixamos ele ficar”, disse um representate do AA que pediu para ser identificado como “David”. “O único problema era quando alguém que assistia animes aparece e Michael criticava o gosto dessa pessoa. Não ajudava e nem era construtivo. Depois de um tempo ele largou esse hábito.”

West oficialmente droppou Sword Art Online após o episódio 18 e não assistiu nem um episódio da série desde então.

“Colocar Sword Art Online como ‘droppado’ na minha conta do My Anime List (MAL) foi um dos melhores momentos da minha vida,” disse. “Desde então não me sinto mais tentado a assistir. MEsmo quando a internet inteira disse que o episódio 24 foi o pior episódio de anime já produzido, fiquei na linha e ignorei o hype. Sou como uma flor refloscerendo. Deixei aquele período da minha vida para trás.”

Ele está reconstruindo sua vida e consertando os relacionamentos. Até notícias da nova tempora de Sword Art Online não afetaram ele – exceto, talvez, por uma coisa.

“Espera, o Kirito agora é uma garota fofinha?” West disse. “… Merda.”

Estou limpando lágrimas aqui, e vocês?

Obviamente lágrimas de risadas, porque isso tudo é uma baita zuera. Se você não percebeu logo de cara, por favor, visite o psiquiatra mais próximo pra ele verificar seu senso de sarcasmo e ironia.

Um amigo meu do twitter me mandou esse post após ver minha onda de surtos xingando SAO ao mesmo estilo do West, com exceção do cosplay (estou juntando dinheiro pra me vestir de Sinon). Originalmente em inglês, achei nada mais do que oportuno postar aqui no OtomeGatari. Talvez eu siga o exemplo dele e largue dessa mania (ou não).

Quem sabe daqui alguns meses não será um relato meu sobre o fim de Monogatari Series e como eu comecei a colocar meias dentro do sutiã para fazer cosplay de Hanekawa. … Veremos.

Post original

Advertisements

7 thoughts on ““Como uma flor reflorescendo”: Fã supera vício de hatear Sword Art Online

  1. “Nem sabia o que os personagens estavam falando. Não importava.” Chegar aqui já tem que ser meio doido, cuida hein ^^

  2. Li o primeiro paragrafo e disse “Ah, então ou Marcela é um pseudônimo, ou a Marcela tem um clone”. Muito bom, ri alto na parte do AA. Imaginei um cara de 40 anos cheio de cicatrizes e uma barba malfeita falando “matei minha filha quando estava bebado”, depois um gordinho vestido de kirito falando “isso não é nada. Uma vez eu xinguei um fanboy de SAO tanto que ele chorou”. A cena foi boa demais pra mim, eu não aguentei.

    • Wow, what a honor having you here. Thank you very much for your work in this article, I laughed so much and then cried because I’m like West. Sorry for not asking to translate it.

      • Haha, I’m glad you did it! You gave proper credit for the article at the end, so as far as I’m concerned, you can do as you please with it after that. I was surprised and pleased to see someone make the effort to translate something I wrote. Never happened to me before!

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s