Novo Ace Attorney se passará 100 anos… no passado!

Bl0zhXKCcAAiLU0O quê? Como? Onde?… O QUÊ?!

YAAAAAAAAAAHO!

Ace Attorney, Ace Attorney! A empolgação é tamanha que só falto subir pelas paredes!… Bom, faria isso, se não fosse estupidamente sedentária-

Isso aí, pessoal. Não é pegadinha. Não é primeiro de abril. Nem 22 de abril. A franquia Ace Attorney terá outro jogo para o 3DS e o dito cujo não terá nenhum dos personagens que conhecemos – a história se passa 100 anos no passado e os protagonistas são ancestrais dos personagens dos jogos anteriores. Conheçam Dai Gyakuten Saiban — Naruhodou Ryuunosuke no Bouken, também conhecido pra nós ocidentais como Grande Julgamento da Reviravolta – As Aventuras de Naruhodou Ryuunosuke (tradução não oficial e bem ao pé da letra).

bl0zhxkccaailu0.0_cinema_960.0

Em fevereiro, já havia sido anunciado que outro jogo da franquia estava sendo planejado para o 3DS e que este mesmo contaria com Shu Takumi na direção – o mesmo diretor da trilogia original do Phoenix Wright. Imaginava-se que fosse uma continuação do jogo mais recenta, Dual Destinies, mas o choque foi geral ao vazarem a informação na revista japonesa Famitsu de que o novo jogo acontecerá na Era Meiji (1868-1912, período do avanço do imperialismo japonês). O protagonista se trata de um ancestral do nosso querido Phoenix: Naruhodou Ryuunosuke (lembrando que o nome em japonês do Phoenix é Naruhodou Ryuichi), presente nas imagens da revista. Ele é descrito como um jovem com um grande senso de justiça e pouca hesitação diante do perigo. Já sabemos de quem o Phoenix herdou o gene de correr sobre pontes em chamas, né?

Há também especulações de que, no lugar da Maya, quem aparecerá será a fundadora do clã Fey: Mystic Ami. No entanto, são apenas conjunturas e desejos de fãs saudosos da Maya.

Mas será mesmo que a surpresa foi tão grande assim?

Como já havia comentado nesta notícia, o diretor da trilogia, Shu Takumi, teria encerrado a franquia após o terceiro jogo. Motivo: ele afirma que a história do advogado de terno azul estava encerrada ali e não necessitava de outros adendos. Tanto que, durante Apollo Justice, ele foi convidado a participar – mas expressou claramente o desejo de que fosse uma história nova, com personagens novos, sem recorrer aos antigos. Obviamente, não saiu como ele quis e tivemos aparições de figuras como o próprio Phoenix e a Ema Skye.

Sendo assim, considerando que este jogo será dirigido por ele (não houve participação sua no Dual Destinies), não é um impacto tão grande que a narrativa não se concentre no núcleo dos personagens de sempre. Ao utilizar o recurso de passado e ancestral, há uma ligação fina entre os “antigos/novos” ao mesmo tempo que ele reinventa como as coisas funcionam. Afinal, não é possível resgatar ninguém da turma antiga. Basicamente, digamos que o Shu Takumi deve ter chorado pra fazer as coisas do jeito dele.

Chocante, né? Nah, tenho que admitir: foi uma TURNABOUT isso aí. Sabe o que não é surpresa? Mais um jogo sem a Maya.

Comentem, compartilhem e vamos juntos chorar e rezar pela alma da nossa medium favorita.

Fonte: Polygon

download

Advertisements

One thought on “Novo Ace Attorney se passará 100 anos… no passado!

  1. So tenho a dizer que o hype train é real e eu sou o maquinista. Por mais q eu queira a maya novamente, eu pulei de cabeça no hype do ancestral-naruhodou-samurai. Me parece excelente. Mal posso esperar pra que lance, e o mais importante: Mais casos e mais personagens e mais uma historia de Shu Takumi. In Shu we Trust

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s