Raigho à Toa 01# – “Guilty Pleasure – Por que tão bom?”

117398_Papel-de-Parede-Lobo-Branco--117398_1600x1200

Vamos falar sobre aquela coisa vergonhosa que todos nós adoramos assistir.

Uma explicação bem simples sobre o termo “Guilty Pleasure” [Prazer Culpado] é a seguinte: Sabe aquele seu anime favorito que é extremamente ruim, aquela série horrenda que você adora assistir com os piores atores do mundo ou até mesmo aquele passado obscuro onde você assistia Naruto diariamente adorando cada minuto; pode ser também um simples hobby embaraçoso… Tudo se encaixa no famoso “guilty pleasure”.

Não é algo que você conte para os outros, não é algo que você sequer pronuncia em voz alta… É algo pessoal. É considerado pelos outros “horrível” [talvez até realmente seja], mas você se sente feliz/alegre ao fazer essa determinada coisa, por que isso é tão bom? A ideia de dissertar sobre isso surgiu no momento em que assistia o anime Valvrave [ERU-ERUFUUUUUU] justamente pela obra ser a definição perfeita de guilty pleasure! História clichê, mistura de 10 coisas diferentes que no final fica horrível, personagens simplesmente jogados na trama, sendo bastante franco, o enredo sequer é algo digno de nota… Mas a diversão que eu senti, as risadas e até mesmo lágrimas foram incríveis.

Decididamente é ruim, qualquer um consegue notar, mas foi divertido! É esse o ponto, por que algo tão ruim é bom? Muitas vezes eu consigo me divertir muito mais assistindo um anime bobo sem enredo definido, do que algo ~denso~ com uma trama ~complexa~ ou qualquer termo do gênero; não é apenas um caso isolado de animes, até mesmo livros que são notavelmente ruins tanto de escrita/enredo, até neles eu consegui me divertir mais do que em livros ~cult~. Acho que todos nós temos algo desse tipo, o prazer de tomar sorvete no meio da dieta, o prazer de tomar chuva mesmo sabendo da possível gripe… O melhor prazer culpado de todos.

E não precisamos nos prender a nichos, alguma mania pessoal, comida, jogos, tudo pode ser um guilty pleasure! Parece que quanto maior nossa culpa em certas situações, exponencialmente será maior o nosso prazer com esse ato. Penso bastante sobre esse assunto mas nunca cheguei a uma boa conclusão, seria o meu gosto ruim? Existe um “gosto superior”? Estou errado ao gostar de algo desse tipo? Enfim, são só pensamentos.

lobo-com-olhos-azuis-imagens-imagem-de-fundo-wallpaper-para-pc-computador-tela-gratis-ambiente-de-trabalho

Fonte Inspiracional: “Raigho, você deveria fazer um post que agregasse valor ao blog” – Marcela

Advertisements

3 thoughts on “Raigho à Toa 01# – “Guilty Pleasure – Por que tão bom?”

  1. Saudações

    Interessante a premissa do post e a utilização da definição na temática proposta…
    Irei avaliar isto quanto ao meu anime último posicionado em preferência, chamado Iketeru Futari…

    No mais, bom trabalho o seu, nobre…^^

    Até mais!

  2. Raigho, quando mais eu leio o blog, mais eu viro seu fã. Seus comentários no Zenmanais, e seus pensamentos de quando você esta atoa. Por favor continue dividindo seus pensamentos e a fazer matérias juntamente da Marcela.
    E uma curiosidade, você é furry?

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s