Comentários Zenmanais #26 – Deicídio

Comentários Zenmanais Logo finalAdeus. E obrigada.

Yaho… Um “yaho” muito mais triste que o usual, claro. Finalmente… Ou deveria dizer, infelizmente chegamos ao último Zenmanal. Foram 26 episódios de pura glória e surto, 26 episódios de doer a cabeça. Mas sem despedidas agora, vamos deixar isso lá pro final. Não dá pra começar se despedindo, né?

Além disso… Vocês sabem como funciona: final de arco, é aquele sentimento mágico, então eu e o Raigho não aguentaríamos sozinhos falar sobre tudo que rolou. Já tivemos inúmeros convidados aqui e finalizaremos essa saga com a excêntrica e única, também um pouco sangrenta, Beta Blood, do Elfen Lied Brasil! Agradecimentos sem tamanho para a Betinha e todos os que aceitaram nosso convite de vir aqui ouvir a gente falar da mesma coisa o tempo todo!

“Agora. Chegou a hora de acordar desse pesadelo.” Nekomonogatari [Shiro], capítulo 1

Raigho: *marcha fúnebre* Olá, pessoal! Chegamos ao final, não é mesmo? Tantas emoções,tanta dor! TÃO NISIO ISIN- tá parei. Bem… estou nostálgico. Acho. Sei lá, é complicado definir como estou no momento. Mas bem, Macchan, palavras iniciais?

Marcela: O sangue do Kaiki se destaca bem na neve.

ss (2013-12-30 at 12.18.37)

Raigho: ……….Alguém não lidou bem com a situação. Perder um Husbando… quem nunca? Enfim, hoje temos uma convidade MUY ESPECIAL~ Ela, que tem sangue no nome e mais sangue ainda nas veias! Ela, que veio da tão distante terra de Elfen Lied para nos ajudar neste final… Com vocês… *tambores* Beta Blooooodddd~ *holofotes*

Beta: Yaaaaaaaaay… Peaaaaace! *reverência*

Raigho: Ooooooh~ Até parece que somos grande coisa.

Marcela: Começando semelhante como fizemos com os outros convidados ~muy especiais~, Beta, qual sua opinião sobre Monogatari no geral? É uma série que sempre tem uns que acham superestimada e pseudocult demais, outra que certas pessoas idolatram como se fosse um Stonehenge da vida…

Raigho: Sim, conte-nos suas opiniões e percepções.

Beta: Bem, bem, beeeeem… Eu gosto bastante das brincadeiras propostas em Monogatari pelo Nishin com relação a cultura otaku. Ninguém que eu conheça faz isso tão bem quanto ele e o Shinbo. União melhor não poderia ter. Gosto bastante da série, especialmente do veio que pós-Bakemonogatari.

Raigho: Nisio e Shinbo = Casamento com vinho e velas. É tipo coisa divina, Madoka já tinha escrito nas estrelas.

Beta: Quem usa a lingerie?

Marcela: Eu aposto que os dois. A questão mais importante é: quem segura a escova de dente?

Raigho: AQUELA ESCOVA.

Beta: Huehuehuehuehue. O Shinbo tem uma carinha de atrevidinho. Já o Nishin a gente mal sabe como é o cidadão.

Marcela: Ele deve ser um cara super magro e pálido por não sair de casa. Sério, pra escrever na velocidade que ele escreve, só ficando em casa todo dia.

Raigho: Eu imagino ele como alguém desleixado. Outras vezes como um cara sério. Na verdade, minha imagem mental é ele sendo o Oshino Meme.

Beta: Curioso…

Marcela: Não sei, pra mim ele tá mais pro Kaiki… Que ele jogou na neve feito um indigente vira-lata…

Raigho: Supera. Arranja outro husbando, pfvr.

Beta: Hmmm…. eu nunca pensei a sério nisto, mas eu aaaacho que se fosse pra se parecer com alguém da série, o Araragi seria a minha melhor imagem dele. LOL

Raigho: CONFIRMANDO A TEORIA DE QUE o Niso é o Araragi. Tem uma piadinha falando que o Nisio só utiliza o Araragi para afirmar seus fetiches e fracassos.

Marcela: Pera, mas isso não é o que o autor de SAO faz em Accel World?E em SAO ele desconta as frustrações fazendo um moleque de 16 anos pegador.

Beta: Na verdade eu acho que é isto que todo autor de harém faz.

Raigho: …………….Criamos a teoria do caos, dos mangás! É tudo frustração pela falta de ppkas! Nadeko seja louvada, eureca!

ss (2013-12-30 at 12.19.47)

Beta: Ou tavez seja apenas amor… naquelas né, 2D superior!

Marcela: Se fosse assim, 70% da internet deveriam ser autores famosos, né não?

Beta: Mas ai que está, nem todos tem a estrela.

Raigho: Hum… Hum. Bem, mudando o foco um pouco, acho que esse arco todo ao lado de Otori… Foi O MAIOR twist em Monogatari até agora. Acho que nada alcançou esse nível antes.

Marcela: O poder desse arco foi abrir rotas pra muitas outras reflexões a respeito da série como um todo. Desde ao que é a Ougi e o que dibaos ela está fazendo com todo mundo e fazer também repensar toda a imagem que tínhamos formada dos personagens. A Primeira Fase foi apenas uma introdução, a Segunda serviu para aprofundar, ou melhor dizendo, mostrar de verdade quem eram os personagens de Monogatari. O Nisio conseguiu muito bem nos enganar a respeito de quase todos.

Raigho: Primeira fase é o palco com as cortinas, tudo se abre… é um grande show! A segunda fase entram os personagens, os papéis são desvirtuados e as máscaras quebram! A Terceira Fase é Araragi Koyomi compreendendo o que ele esteve fazendo até então. Foi quebra de expectativa atrás da outra, de impressões e muito mais. Gaen Izuko e Ougi são duas forças da natureza alterando a própria Monogatari. Fora que a Ougi sequer é apresentada.

Beta: Complementando, Monogatari 2 foi um passo importantíssimo para a série, porque de certo modo, ela acabou reiventando a franquia, dando um novo gás ao aplicar uma camada mais humana aos personagens, e reciclar os mais do mesmo. Mas talvez o aspecto mais positivo ao meu ver, foi estabelecer uma linha narrativa central entrelaçando-se entre as demais e introduzindo um antagonista capaz de colocar medo nos personagens. Iss expandiu pra caramba o mundo e deu um sentido de continuidade para a história. Pro publico convencional, tudo isto é super importante para mantê-los cativos e interessados numa obra que vai pra frente e pra trás sem linearidade, rs. Agora estou aqui tensa, querendo saber mais dessa Ougi.

Marcela: Ougi é alfa e ômega.

Beta: Uma FDP.

Raigho: Nisio já tocou o foda-se pra cronologia ou linearidade. Virou festa! Mas a Ougi ela é algo grande. Ela é o fio condutor de tudo! A grande apreensão é compreender quem é a Ougi e qual o seu papel definitivo, a própria Izuko não sabe apontar o que é a “Ougi”, ela é uma cretina manipuladora que está se divertindo. Se a Izuko é alguém que se importa só com o “equilíbrio” da coisa, a Ougi quer ver o Bad Ending em toda situação; o ponto é: O que ela ganha com isso? Existe um objetivo maior? A Ougi é comandada por alguém? Fora ela, a própria Gaen Izuko que prepotentemente assume “saber de tudo” foi o destaque.

Beta: Saber a motivação dela é algo que me instiga. Seria interessante se fosse além do preto e branco… Mas não sei o que pensar, só que ela me da medo.

Raigho: Ela é o cinza. Monogatari nunca foi feito de maniqueísmo.

Marcela: Vindo do Nisio, duvido que os objetivos dela possam cair em clichês de vilania. A própria Nadeko… Ela virou uma deusa sem querer. Sem objetivo nenhum. Não queria destruir o mundo, nem queria exatamente uma vingança.

Raigho: E o Kaiki ficou chocado “Alguém realmente, propositalmente transformaria uma garota em Deusa?”

ss (2013-12-30 at 01.08.42)

Beta: Né? O próprio Kaiki, que se revelou um personagem tão tangivel no fim das contas. Uma garota ingênua e ainda sem muito controle emocional. Claro que ia dar merda.

Marcela: Essa é uma das mágicas: os personagens, mesmo sendo tão estupidamente excêntricos e em situações absurdas, tem toda uma relação que você consegue estabelecer com uma situação cotidiana. O Kaiki nunca foi um vilão de só querer se dar bem por cima dos outros. Ele foi obrigado a se tornar um vilão porque não conseguia mais aguentar a pressão de ser o herói.

Beta: Exatamente. Eles são estilizados e a escrita começa a partir de arquétipos, mas ao poucos vão ganhando cor e cativando. Ao ponto que eu fiquei realmente sentida naquela cena final do Kaiki.

Raigho: A Ougi é o catalisador para dar merda. Catalisador para dar merda é perfeito. Nessa temporada as meninas foram o destaque, eu gostei de ver suas motivações, ideias e afins. Foi uma lufada de ar na série, tudo só expandiu muito mais. Admiro o Nisio por ele conseguir ser versátil. E QUEM DIRIA, A própria Yotsugi foi um show! Batendo palmas para ela ainda.

Beta: Queria ela no meu chaveiro.

Raigho: “Kaiki-onii-chan, yay, peace!”

Beta: Sorte do Araragi que o Kaiki morreu, porque né… concorrente de peso! XP Aliás, me permitam lhes perguntar. O que vocês acham dessas comparações do Kaiki com o Araragi?

Raigho: Kaiki = Passado. Araragi = futuro. É a mesma moeda. Kaiki foi o herói que fracassou.

Beta: Interessante, não havia pensando assim…

Raigho: Araragi ainda vai fracassar. Aliás, já fracassou. Em Tsukimonogatari ele já está cansado dos Kaiis. Ele tá desistindo.

Beta: A impressão que eu tive neste caso da Nadeko, é que todas as certezas deles sempre são furadas, mas que de alguma forma, ele consegue reverter na lábia.

Marcela: O Kaiki é um bom planejador até um certo ponto, mas ele não vive só disso. Também consegue no improviso, se livrar das situações. Esse é um dos talentos dele. Como no próprio caso de ter encontrado o Araragi do nada e nem deu uma pista de que tinha sido contratado pela Senjougahara.

Beta: Melhor ainda o conselho que ele deu, Eu fiquei exultando aqui.

Raigho: Mas putz, ele foi muito inocente. Ele chutou muito alto que a Nadeko tinha toda essa fé nele. Quando ele contou a mentira < a menina nunca nem tinha colocado um pingo de fé nele. A MINHA DEUSA HANEKAWA mais uma vez acertou: “Aquela garota nunca abriu seu coração para ninguém”, a menina tava só brincando e passando o tempo. Aquela cenas das cobras, santo cristo.

Marcela: Tava esperando o Kuchinawa começar a falar lá, lol. “SASUGA NADEKO-CHAN, HEHE”

Beta: Também senti, mas eu acho que todos que possuem muito confiança em si mesmos, acabam caindo neste mesmo problema.

Raigho: Pior que a Yotsugi falou “Você vai falhar como sempre na hora em que mais precisa”… foi tiro e queda. Mas a Nadeko… eu não sei descrevê-la. Foi tanta quebra de aparência, de menina moe para deusa vingativa para menina que não queria ser deusa para mangaká e girando girando girando. Será que ela mesma saberia se definir? Ok, ela jogou a culpa na Ougi *momento no qual o Kaiki estranhou esse nome, ele até questionou se era um nome*. Ela falando “Mentiras mentiras, a sociedade, você, as pessoas. Tudo uma mentira.”

Marcela: Ainda não sei o que levou ela a ter essa desconfiança toda. Não tem histórico de trauma familiar igual a Hanekawa ou a Senjougahara. Família normal. Vida normal. Que diabos aconteceu com essa garota?

Beta: A questão da Nadeko eu acho ainda mais complexa do que a da Senjougahara ou Hanekawa, justamente por isso. Não é tão simples. Sabe quando alguém se suicida e dizem “nossa, ele parecia tão feliz, ele tinha tudo”. Na verdade, são só aparências. Alguém pode ter muitos complexos sem que isto se torne muito visível. No caso da Nadeko, creio que a raiz de todos os problemas seja o fato de todos subestimarem ela. Aliás, gosto muito do desfecho nesse diálogo com o Kaiki exatamente por isto, mostra a falta de confiança que ela tinha em si. Pensa bem, desde sabe se la quando, ela está acostumada a agir no automático.

Raigho: A Nadeko é “diferente” desde a infância. As fotos, os pais. Não foi um fator externo, a Nadeko meio que cresceu assim e moldou sua personalidade assim. Ela fez do Araragi sua razão de vida. Seja por loucura própria ou sabe Nisio o motivo, mas ela definitivamente é diferente. O Kaiki enquanto dissertava sobre dinheiro… ele tocou um ponto emocional importante. Aquela hora do “Dinheiro substitui tudo, vida, amigos, bens materiais” e justamente por isso ele odiava coisas “insubstituíveis”… A Nadeko fez do Koyomi sua vida por idiotice. Por ser mimada.

ss (2013-12-30 at 01.14.02)

Beta: Eu acho que ninguém até aquele momento teve uma realmente uma conversa tão madura com quanto o Kaiki teve. Ele teve a façanha de conversar com ela vendo o que ela exatamente é e sem mimos, sem subestimá-la. No inicio achei o desfecho um pouco simples, por ela ter cedido rápido demais, mas depois fiquei pesando nessas questões…

Marcela: Isso faz pensar em todas as minhas primas que também são mimadas… Se pá, já pensou elas viram deusas também.

Raigho: O Kaiki foi “adulto” como ele mesmo se expressou. Alguém colocou a porra do freio na Nadeko e disse “Filha, você nem tem 15 anos. Vai morrer por amor? E seus sonhos? Esse era seu objetivo máximo? E depois”. Só precisava de alguém com autoridade falando umas boas.

Marcela: Na verdade, pensando no que vocês dois falaram, faz até sentido. Todo mundo sempre relevava pra Nadeko por ela ser fofa. Vai ver, na verdade, ela sempre quis que alguém desse uma bronca nela, que desse um tapa e mandasse ela cair na real, só que ninguém nunca teve a coragem. “Você é tão fofinha, tão indefesa”.

Beta: Exato! Mas sabe? Eu entendo a Nadeko. Quando a gente tem 15 anos, tudo parece motivo explosões. Cada crise é o fim do mundo e paixões parecem que vão durar para sempre. Que sem aquilo não somos mais nada.

Raigho: …………Mas véi, só comentando rapidinho; eu hypei aquele armário, eu achando que tinha sei lá… A menina queria ser mangaká. A porra da menina queria ser mangaká. HAHAHAHAHA.

ss (2013-12-30 at 01.07.35)

Marcela: Mano. Pior foi que eu tive um baita self-insert. Uns anos atrás eu tava nessa mesma vibe depois de assistir Bakuman e queria porque queria ser mangaká. Na verdade eu ainda quero ser quadrinista, mas antigamente tava na mesma dela: “Não tenho talento, não sei desenhar, nunca vou levar pra frente isso”. Foi um duplo choque pra mim, lol.

Raigho: MAS A MENINA SELOU AQUILO NO ARMÁRIO E EU ACHANDO QUE ERA TIPO A ALMA DA OUGI LÁ DENTRO. Eu broxei. Tô falando sério.

Beta: Eu já imaginava que seria algo troll… Mas não que era isso. Mas faz muito sentido pensando friamente. Além de todas essa questão de baixa autoestima, ela ainda parece ser de uma família tradicional ou algo assim, e no Japão, ser mangaká não parece ser o que um pai sonharia pra uma princesa… Lol.

Marcela: Pegando pelas notícias de mangaká que é praticamente explorado pelas editoras, nem eu ia querer isso pros meus filhos… Como o autor de One Piece, por exemplo.

Beta: E ainda tem os hobbies dela que, por favor, nada convencionais. Quem olharia para ela e diria que ~essa~garota é fã de um oldschool?

Raigho: Nós assistimos anime. Já somos “nada convencionais”. MANO COMO EU RI ALTO com o Kaiki “Você quer ser mangaká, certo?” A MENINA DESCEU CORRENDO E ESCORREGANDO, GRITANDO. ELA É UMA DEUSA E VAI BATER NO CARA. TFW. E complementando: SER ESPANCADO POR UMA LOLI, LIVING THE FUCKING DREAM KAIKI. VAI NESSA.

Beta: HUHUHEUEHUEHUEUH RACHEI, as reações dela foram afetadíssimas! Adoro isso! Huehuehueheue.

Raigho: A menina desceu a milhão.

Beta: Até pra bater a menina é uma flor.

Raigho: Gente, pior que a Mankanshoku Mako. Eu visualizei a Mako fazendo aquilo.

ss (2013-12-30 at 01.15.31)

Beta: HUEHUEHUEHEUE.

Raigho: Só que teria um “RYUUKO-CHAN” infinito.

Marcela: Eu achei que ela fosse soltar as cobras igual fez com o Araragi. CARA, ela só ficou estapeando ele! MILHÕES de cobras cobrindo o chão e ela dá um TAPA.

Beta: Aposto que certas pessoas aqui nesta conversa adorariam estar sendo estapeado no lugar do Kaiki-san ali…

Raigho: ……………………..Vocês vão mesmo querer colocar fetiches pessoais nesta conversa? Mesmo?

Marcela: Aposto que certas pessoas gostam mais do Nisio por se identificarem com os fetiches…

Beta: Fetiches doentios, porque olha, não é qualquer um capaz de voltar no tempo e alterar todas as engrenagens do destino por uma loli.

Raigho: ……………ADMITO NESSE PONTO: A Nadeko poderia me espancar e eu ficaria grato. Tá certo, admito.

Beta: Será que agora a Nadeko vai ocupar o lugar de peso morto da Hachikuji (que eu amo HHNNNGGG) na série?

Raigho: Nossa. O que foi aquela despedida da Hachikuji? Que depressão. Que merda.

Marcela: … Aquela despedida da Hachikuji é uma poeira no sapato perto do Kaiki.

Beta: Eu chorei. Confesso.

Raigho: Foi foda, né? Foi tão bonitinha, a Hachikuji até beijou ele! Mas foi toda… sincera. Ela admitindo tudo, que adorava ele. Poxa.

Beta: Pohã! Nishin me emocionou diversas vezes nessa segunda temporada. Algo que eu achava não ser possível. Eu classificaria a morte do Kaiki como sendo mais dura e poética, e da Hachikuji como algo muito doce.

Raigho: Despedida da “Shinobu-2”, o próprio final da Hanekawa… Antes de chegarmos lá, o Kaiki foi o cara mais sensato. Ele observou a coisa toda e ainda que não tenha sido seu objetivo, salvou a Nadeko. Digo, ele conversou com a menina, fez ela abrir os olhos, perceber o quão estúpida ela foi e a menina permitiu ser enganada para ao menos “Correr atrás do sonho”.

Beta: Bacana nisto tudo é que tudo aconteceu através de uma série de encontros e desencontros. Uma coisa levando a outra.

ss (2013-12-30 at 01.09.38)

Raigho: Foi tudo um grande acaso. DAORA QUE O ARARAGI CHEGOU Ó, NA HORA. Só que não. A Gahara não teve mesmo coragem de contar a história para ele… Fiz amor com ele, mas pensando em você~ (8)

Beta: Pensando nisso, será mesmo que foi um grande acaso? Sei la, por exemplo, esse desfecho foi algo plantado por ele lá atrás. É coincidência demais a forma como todos cruzaram o caminho um do outro e modificaram seus percursos definitivamente. Parece algo planejado (digo, por alguém ou uma força dentro da série).

Raigho: Como eu disse: A Ougi é um fio condutor. Ainda mais depois do recente episódio onde a Gaen Izuko chegou a conclusão de que a PRÓPRIA CIDADE era “um ninho de Kaiis” MUITO ANTES da Kiss-shot Acerola-Orion Heart-Under-Blade chegar na cidade. E pensando mais longe ainda, a Tsukihi nasceu como um Kaii! O palco já estava montado.

Beta: É… só resta agora saber os porquês.

Marcela: A expansão que o Nisio conseguiu fazer nessa Segunda Fase foi maravilhosa. Digo, você pega Bakemonogatari e parece muito um prato já feito. Vai seguindo uma linha cronológica de problemas sendo resolvidos e novos problemas sendo apresentados… Tanto que Nise, mesmo sem o fanservice, fica andando em círculos. A história não progride, seja pelo fanservice ou não. Depois de Bakemonogatari, parecia que a série não tinha mais um rumo a seguir. Então ele nos apresenta a Ougi, o tal “fio condutor de muita merda” e aquela caixinha de areia que era Monogatari vira um deserto. Não é mais uma menininha com problemas de monstro, o herói pedindo ajuda pro sensei e salvando o dia. Se as coisas já eram cinzas, agora só aumentou o número de tonalidades. A Ougi faz você enxergar que aquilo não são só “coincidências”, assim como a Gaen. Não é só “ah, um deus apareceu pra mim” “a lua me traiu”, não, tem um motivo pro deus ter aparecido, um motivo pro gato, um motivo pra pata do macaco.

Raigho: CHOREI. POETA.

ss (2013-12-30 at 12.18.09)

Beta: Exato! Gosto muito de Nise, mas fora as boas brincadeiras conceituais e alguns elementos que se notariam em Monogatari 2, não contribuiu tanto para o crescimento de Monogatari, nem dos personagens. E boa percepção, porque sapiando muitos comentários, o pessoal depois de Bake, parecia sem motivação, o foi mutando no arco da Hanekawa.

Raigho: Tivemos Neko (Kuro) que foi mais uma volta para o passado, mas essa segunda fase deu um fôlego completamente novo! Personagens, intrigas, desejos e vontades… Monogatari Series é algo “plano” escrito pelo Nisio, e o Shinbo consegue entregar a mágica. Não que a escrita do Deus seja ruim, mas o Shinbo dá uma magia que inspirou o próprio Nisio a continuar escrevendo mais, desafiando o Shinbo a adaptar. É uma coisa mútua. Mas um ponto de concordância: ATÉ AGORA, Monogatari Series foi MUITO light para os “princípios” do Nisio. Vide Zaregoto (mesma obra dele, a primeira) aquilo era desgraça do prólogo até o epílogo. Essa Terceira Fase vai quebrar a cara de todo mundo. Tem algo obscuro escondido. Araragi com deathflag da Shinobu, a possibilidade dele “estar narrando fatos falsos”… Coisas assim.

Beta: Talvez ele tenha se deixado um pouco mais livre para experimentar em Monogatari, já que estes jogos são parte da essência. Ou seja, ele continua fazendo isso. Estabelece um modo de operar, reverte, depois reverte novamente. Essa terceira fase pelo que vocês falam, parece estar mais centrada no mundo da série… Ou ao menos, foi minha impressão.

Raigho: Tsukimonogatari na contra-capa diz “Araragi Koyomi finalmente compreende o que esteve fazendo, após passar tanto tempo observando o cenário sem entender o que estava fazendo, decide compensar seus atos”. Ele até agora foi meio Hanekawa. Tsuki= Boneca Yotsugi, Koyomimonogatari = 12 crônicas narradas ao longo de 1 ano, com a última intitulada “Koyomi Dead”.

Beta: Falando em Araragi, agora que as meninas receberam uma camada mais mais complexa, falta ele sair do status quo… (falando aqui como alguém que não leu Kizu…)

Raigho: O Araragi ele sofre. Eu, pelo que li em Kizu e até agora, acho ele bastante sensível. Quando o cenário é de violência (Kabuki, Oni, Kizu) ele fica meio desesperado, ele perde o rumo. Eu vejo um sofrimento real nele até agora.

Beta: Eu acho meio superficial, mas entendo o que está falando, dá notar sim que ele sente.

Raigho: Ah sim, é “superficial” de fato. Acho que a 3ª Fase vai mudar um pouco isso. Como a 2ª fez com as garotas.

Marcela: Achei que a falta que o Araragi fez nessas novels foi compensada de maneira drástica pelo Kaiki em Koimonogatari. O Kaiki, como teorizamos, é o “futuro” do Araragi. Por observar a maneira como o Kaiki se tornou o que é e o que fez ele se tornar isso, você também enxergar melhor o Araragi. O garoto ainda está no auge do seu heroísmo, por mais que tenha sofrido derrotas. O velho é a derrocada final. Tanto que, quando eles estão “se despedindo” nesse episódio, o Kaiki fala exatamente por experiências próprias aqueles conselhos para o Araragi.

Beta: Ótimo! O que me deixa ainda mais fascinada com aquele diálogo entre ele e Araragi. Realmente parece um encontro entre passado e presente.

ss (2013-12-30 at 01.20.39)

Raigho: ACHEI FODA, que o Kaiki literalmente enfiou a mão até o estômago da Nadeko para pegar o amuleto. E A MENINA VOLTOU AO NORMAL TIPO MAHOU SHOUJO. AMAZING.

Beta: E de quebra ainda deu um basta na sindrome de principe salvador do Alalalalaalalalalagi.

Marcela: Né? Ele falando “Tenho que tomar responsabilidade!!!” como se tivesse engravidado a menina com um deus cobra selado.

Beta: Hahaha, eu pensei besteira nessa parte. Kaiki transone.

Raigho: “Você não pode fazer nada por ela. Só pode sair da vida dessa menina. Amor forateleceu a Gahara, amor enfraqueceu a Nadeko. Deixe essa menina em paz.” TOMA O TAPA NA CARA ARARAGI. “Ela vai ser feliz?” “Sei lá, ela poderá ser muitas coisas” bjs. Tipo “Ela não precisa ser feliz, ela precisa viver. Viver é uma coisa boa já”.

Beta: Ela não precisa de alguém para lhe apontar a direção ou ser sua felicidade. Ela precisa é descobrir ela própria. Viver por si mesma. Acho que isto e mais aquele mónologo poético de sensual sem ser vulgar do Kaiki, torna aquela apunhalada no final ainda mais tensa. Enfim, acho que a própria irá descobrir o que considera como felicidade nessa vida.

Raigho: E descobrir sua personalidade. Sem ser deusa. AQUELA CAMINHADA FINAL do Kaiki com a OP tocando em instrumental… Tava chorando já.

Beta: Eu preciso desta instrumental. A cena dele quebrando o chip após falar pela última vez com a Gahara foi… Morreu o mito, a lenda.

Raigho: “Você realmente achou que eu estava apaixonada por vocês 2 anos atrás?” “Sim, achei.” “Eu enganei você”. Ah. Deus.

ss (2013-12-30 at 01.21.11)

Marcela: Enganou. Ah, tá. Senta lá, Gahara.

Beta: Hahahahahaha, também acho, mas foi cruel.

Raigho: Daí ele quebrando o chip, o celular. O PÔR DO SOL.

Beta: Não acho o Kaiki tão confiante como aparenta.

Raigho: Não.

Marcela: E ele não é. Ele só finge. Ele sentiu a dor na pele e sabe a melhor maneira de agir pra evitar isso de novo. Por isso a paixão dele por dinheiro, é algo fácil, rápido, uma hora tá na mão, outra não tá. Simples de se desprender.

Raigho: A Yotsugi explicando ele, deixou bem claro isso.

Beta: Aliás, foda foda foda essa cena, porque a Gahara fez com ele o que ele sempre fazia com ela.

Marcela: Sério, eu achei os momentos dele com a Gahara muito mais românticos do que ela com o Araragi.

Raigho: “E na próxima, assina carta”. URREI. URRREEEEEEEEEEI!

Marcela: HUEEEE. O BILHETINHO, EU NUNCA IMAGINARIA.

Beta: Também não, jogada magistral!

Marcela: Pensei em gangue de mafiosos italianos, mas não nela.

Beta: Pensei na Ougi… desculpem!

Raigho: Não foi só você.

Marcela: Ougi, Gaen. Araragi.

Raigho: “Ela me conhece, sabia que se alguém pedisse minha desistência, eu insistiria mais ainda”. Foi tudo um jogo de vontades, achei surpreendente é ele pensando “Se for assim, esses 3 milhões de ienes da Gaen foram uma ajuda financeira, eu fui manipulado por elas?” Foi uma briga de vontades. É tudo conectado.

Beta: Aham! Eu vi uma vez alguém comentando que esse lance da Gaen só podia ser uma jogada manipulativa e fiquei pensando nisso durante todo o episódio e no fim, pow!

Raigho: POW foi aquela cena. Eu vi aquilo vindo, eu disse que o episódio 25 era despedida praticamente, tava tranquilo demais e PÁ. Caido na neve. Sangue.

ss (2013-12-30 at 01.22.46)

Marcela: CALA A BOCA. Cacete.

Beta: TRETA!

Marcela: Eu não fiquei de mimimi quando a Hachikuji morreu…  Mas precisa pisar na ferida, jogar sal e pimenta “Ó O KAIKI MORTO AÍ”?

Raigho: Fala sério, AQUILO ALI FOI INESPERADO.

Beta: Poxa! Aquele beijo salgado… T_T

Raigho: Hahahaha. Puta merda, que paulada feito cão. Tudo do ponto de vista dele, caído no chão. Observando o garoto.

Beta: Achei fofo e meigo.

Marcela: Eu não tinha nada contra a Ougi até agora. Até achava ela divertidinha. Depois dessa? Eu quero o couro negro dela. Fazer uma capa.

Beta: Ela foi sádica!

Raigho: “Bem que a Ougi-san avisou que você estava na cidade!” PIRANHA. “É mesmo, tinha algué me seguindo… Mas Ougi? Eu já ouvi esse nome… mas não estou em estado de pensar nisso”.  mlk vai lá e bate de novo < acaba o episódio. É ou não… Vingança. Um menino vingativo.

Beta: Geeeente, e ele ficou se remexendo naquela poça de sangue…até vir a paulada definitiva

Raigho: Foi muito cruel. Foi seca a morte. Foi sangue de verdade, não foi gato atacando vampiro nem menina indo embora com brilho, foi sangue frio.

Beta: Pohã, pensando aqui, foi uma morte tão estupida! É! Uma criança praticamente. Pegando um adulto como o Kaiki. Mas né, fatalidades!

Marcela: O problema não foi ele morrer, realmente. Isso praticamente todo mundo já estava esperando. Mas como eu falei antes… Se fosse pela Nadeko, eu aceitaria. Mas cara. Foi um moleque sem nome. Sem rosto.

Raigho: Achei tenso que a cena ficou preta, os olhos da Ougi ali. Eu vi a escrota rindo da cena. Ela parecia bem ali.

ss (2013-12-30 at 01.22.09)

Beta: Não, não… não seria tão… não fecharia tão perfeito como ficou. ❤

Marcela: Sim. Os olhos tinham o mesmo formato. E FECHARIA SIM. Beta, ele morreu na neve, longe de todo mundo, sem ninguém saber.

Raigho: TRETA IS PLANTED.

Marcela: Quando ele mencionou a parte do soldado… Foi exatamente nisso que pensei qunado vi ele morrer. Ele morreu como um soldado em um campo de batalha. Pode ter salvado um milhão de vidas, mas ninguém nunca vai saber.

Beta: Você está claramente afetada emocionalmente por sua paixão pelo Kaiki… Você vai superar, okkk!?

Marcela: Não vou. ;_; Já basta a Hanekawa ser rejeitada.

Raigho: Foi cruel. Um final digno para o que está por vir. Foi tipo o Nisio dizendo “Oi, então, lembra da Ougi? Vou te dar motivos para odiá-la, até mais”.

Beta: Deve doer mais ainda saber que Araragi bulinou com todas, menos com a neko…

Raigho: OLHA VUSSÊ. Ó. Ó.

Beta: Monogatari, essa grande orgia onde todo mundo trai todo mundo e pega todo mundo e tá tudo sussa

Raigho: Pior que o filho da puta tava com os seios da Hanekawa na mão LITERALMENTE em Kizu e arregou…

Beta: Se fosse School Days, isso acabaria tragicamente.

Raigho: Araragi pegou até a lolizinha. Enfim… estou nostálgico. Sei lá, foram 6 meses. Eu passei o ano inteiro aguardando isso e… acabou. Tô na merda. Falando sério.

Marcela: Tô na merda porque não sei quando vão continuar saporra.

Beta: Bom, isto significa algo, não? Quer dizer que realmente a Hanekawa importa muito pra ele.

Marcela: Fiquei muito mal acostumada. Foram 26 episódios, 1 toda semana.

Raigho: 2014 = Hana. Só isso confirmado. É… talvez… Hum. 23 episódios no caso.

Marcela: Eu assisti alguns recaps…

Raigho: Ah. Foi a série mais longa, foi lindo.: Nisio deve estar orgulhoso.

Marcela: Esse filho da puta deve ter ficado rindo ao ver o Kaiki cair na neve, sangrando. “Trollei geral, flw vlw”

Beta: E com musiquinha triste ao fundo.

Raigho: Fiquei pensando, será que o Kaiki morreu mesmo? A cena fechou meio abrupta.

Marcela: Eu não cheguei a jogar Bioshock Infinite, só vi vídeos de gameplay, mas com a música e a cena final ficando tudo preto no fundo me lembrou a cena final do jogo… Digo, aquela no lago. Esse BAM, acabou.

Raigho: Ah sim, do batismo. O Batismo final.

Marcela: É. Você fica tentando processar e absorver todas as informações enquanto eles te jogam mais na merda ainda, lol. Enfim, o que dá pra dizer é que foi um final muito digno de ser final. Deu aquele gosto amargo.

Raigho: Sim, Beta, o que achou do final? Eu achei realmente marcante. Foi bem feito. EU SÓ QUERIA que a Nadeko tivesse sofrido um pouco mais.

Beta: Incrível, fantástico, impactante, romantico, poético, troll… Monogatari! Ah, eu amei né, fechou com chave de ouro uma temporada espetacular onde todos brilharam e outros nos deixaram com mais vontade! E tem aquela coisa do ciclo se fechando. Pohã, os círculos precisam se fechar! Tão triste como uma despedida deve ser. É o que eu acho.

Raigho: Amém. Gostou do Zenmanal? Somos pessoas legais. Fala ae. Admita, somos reis e rainhas de imp-

Beta: Vocês são… fantásticos também e extrememamente mordiveis quando estão juntos, sabe como é. E obrigada pelo convite, fiquei realmente feliz.

Raigho: Awwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwn.: EU VOU CHORAR. DAMMIT. Tô emocionado. ;A;

Beta: Para show! XD

Marcela: Pena que o Kaiki não tá mais entre nós pra compartilhar esse momento mágico… ;_;

Beta: Bom… tudo depende de você e sua imaginação.

Marcela:

Raigho: ……Senti uma voz da experiência aí.

Beta: Heheheh. Não queiram transformar isto num topico restritivo, onegai.

Raigho: Tá certo. A honra foi nessa, Roberta. Você realmente encerrou muito bem esses Zenmanais. Quero agradecer ao Carlírio, Judeu Ateu, Qwerty, Rubio e você, querida. Sem vocês, esses finais não teriam a mesma graça. E agradecer a quem quer que chegue até esse final, no começo, eu realmente não esperava estar aqui com a Macchan ou ninguém. Mas aos poucos, estamos crescendo. Só posso dizer… Obrigado.

ss (2013-12-30 at 01.05.35)

Marcela: Ah, cara… Acho que o final ficou ainda mais triste por ser o último Zenmanal. Foi uma experiência muito bacana, ter a galera comentando e apresentando novas opiniões e ideias. Expandiu mesmo nossa visão sobre a série.

Raigho: PENSEMOS ASSIM: Ano que vem tem mais… e em Monogatari Final Season voltaremos!

Beta: O trabalho de vocês foi fantástico, serinho mesmo. É lindo ver a dedicação que colocam aqui e que o Gatari continue crescendo em 2014! /o/

Raigho: Waaaaaaaaaaaaaaaaaaaah *começa a chorar*

Marcela: ;__;

Beta: Vocês sempre podem maratonar, deixem de show. Daqui uns dias tão surtando novamente no twitter. XD

Marcela: Po, é muita coisa junta! Último Zenmanal, último episódio, PERTO DO ANO NOVO! ;_______; E Beta, eu já maratonei Shiro umas 10 vezes só esse ano.

Beta: *tocando múica de Chaves em Acapulco ao fundo*

Marcela: Aí não, já é apelação, poxa. Poxa.

Beta: Eu chorava nesse episódio ai hahahah.

Marcela: Também. E era um dos que menos passava, acho… Enfim… Acho que tem gente que saiu pra chorar no banheiro, porque é muito alfa pra chorar em público.

Raigho: UHEUEHUEEE CARAMBA. Mas eu fico feliz. Estou feliz. Eu vou chorar, tô falando sério.

Beta: Eu também! Feelings! Brinks, não vou chorar, mas é um momento tocante.

Raigho: Lá no começo, era só o Otome. Eu encontrei a Macchan, nós começamos a falar de Monogatari. E somos só isso, dois loucos por uma série. Falar sobre ela. Pensar sobre ela. O que seria minha vida sem Monogatari.

Beta Complete, por favor…: “o que seria da minha vida sem a Neko”.

Raigho: Também. O que seria da minha vida sem a Neko.

Marcela: “Não tenha nada insubstituível na sua vida” KAIKI falecido, DEISHU. Só de zoa. Mas é. Não conheço mais ninguém que consiga digitar tão rápido em Caps lock sem sentido sobre Monogatari. Toda vez que a gente vê stream é um infarto atrás do outro, de verdade.

Raigho: Tá, vamos encerrar porque tô lacrimejando. Que merda de kokoro.

Beta: Não aprendeu nada com Monogatari? Não fique se reprimindo hehehe. Vai que de repente você é abduzido por um kaii ai 🙂

Raigho Enfim, vamos fechar as cortinas. Obrigado a você que leu até aqui, nós te amamos cara. Quer fechar, Macchan?

Marcela: Bom… Agradecer o pessoal que surgia do nada de madrugada pra comentar o Zenmanal. Sério, a hora que eu postasse a galera aparecia e tava lá discutindo e perguntando sobre a Ougi/Nadeko. Muito gratificante encontrar gente com uma paixão semelhante a nossa. E, claro, temos planos futuros pra continuar nossa saga de surtos de Monogatari. O que a gente quer aqui no Otome é que você, Monogatarifag, entre no blog e consiga dizer com a mesma determinação da Hanekawa: “Estou em casa“. Valeu. Em nome do Nisio, do Shinbo, do SHAFT… Amém.

“Só um cumprimento que todo mundo diz naturalmente, todo dia.

Mas essa será a primeira vez que eu pronuncio essas palavras.

‘Estou em casa.’

Entro no meu quarto.

Finalmente estou de volta.” Nekomonogatari [Shiro], capítulo 66

Advertisements

18 thoughts on “Comentários Zenmanais #26 – Deicídio

  1. Saudações

    E Monogatari Series Second Season encerrou-se com chave de ouro, irrefutavelmente.
    Um anime digno…

    Essa conversa acalorada entre vocês três, olha…
    Vejo que o Skype foi o palco de algo deveras divertido, com certeza.

    Foi bom acompanhar todos os posts de vocês aqui, por mais que eu não tenha opinado em todos eles. De igual forma, foi muito bom ter participado do post especial (no fim do primeiro arco). Instrutivo e uma experiência valorosa.

    Muito bom, nobres.

    Até mais!

  2. Teorias de um fã abaixo. Spoiler interpretativo?

    Uma coisa que eu gostei dessa Segunda Fase de Monogatari Series foi a apresentação dessas duas personagens que possuem um papel bastante Deus Ex Machina: Gaen e Ougi.

    Gaen, aquela que sabe de tudo, a titia full of swag que manipula tudo e todos e… Espera, isso não é a Ougi? Pois é, semelhantes semânticas. São duas forças iguais opostas. Aquele ato da Gaen de dar o dinheiro para o Kaiki e dizer para ele pegar a foda fora foi interpretado de três maneiras por mim:

    1. Ela não queria que a Nadeko fosse enganada pelo Kaiki, pois, ela queria alguém para funcionar como “Deus”, já que ela falhou com a Shinobu para isso.

    Mas é da Gaen que estamos falando, FALHAR? Não contaria com isso tão cedo.

    2. Foi a interpretação do Kaiki. Ela estava, na verdade, ajudando financeiramente o Kaiki e assim o manipulando.

    Tal intepretação serviria para o -propósito-.

    3. A Gaen sabia de tudo… Ou melhor, o que a Gaen temia para o Kaiki é a própria Ougi. Aquele amontoado de “nada”, aquela não existência que vivia perseguindo alguém a fim de consertar erros. A Nadeko nem era o real problema, e sim a Ougi, ISSO era o que ela temia, talvez?

    Isso nos leva a pergunta: Por que a Ougi é algo a se temer? Qual o propósito dela? O QUE DIABOS ELA É?

    Ougi, Ougi… Fã do Oshino (Google Tradutor www)… Enfim, no final do episódio 20, ela fala algumas coisas:

    “Um trabalho normal.”
    “Corrijo os errados e trago o fim para as coisas que precisam acabar.”
    “Puno mentirosos.”

    Lembrando disso, até ri baixinho, o que é o Kaiki? UM MENTIROSO. Mas a Ougi, nossa sádica Ougi, não sairia por aí matando todo mundo que mente apenas por um prazer sádico, né? NÉ, NISIO? Gosto de acreditar que sim. Sem delongas, na minha reles opinião, o que a Ougi está tentando fazer é basicamente o que a Gaen também quer…

    Só que por outros meios…

    Trazer o -equilíbrio-… Pra começar, aquela cidade já é um erro por ser um antro de kaiis; Quando algo pesa demais para um lado da balança, significa que alguma coisa está errada. A Ougi só está tentando consertar… Sem escrúpulos. Claro, ainda não sabemos os porquês e os comos… Mas essa é a minha opinião.

    Algo como -herói- e -vilão- é tão normal para esse escritor filho da puta.

    E a Ougi ainda disse que, talvez, no futuro, vá precisar da ajuda do Araragi, olha só. Vamos acender a chama do HYPE para a Terceira Fase… E também para Hanamonogatari, ah, Hanamonogatari, como te espero.

    Vamos confiar ou desconfiar da mentira? É mentira? Vamos ser enganados, deixar sermos enganados ou enganar?

    Pedaços de verdades e pedaços de mentira… Não dá pra confiar plenamente nas palavras. Até porque, se você força a falar demais sobre aquilo… Isso quer dizer que você realmente não quer aquilo. Perde o -valor-.

    Ah, Kaiki…

    No mais, venho sendo um lurker do Otomegatari já tem um tempinho, nunca parei pra comentar pois… Preguiça, procrastinação… Mas hoje é uma data especial e o último episódio me motivou.

    Parabéns pelo ótimo trabalho, Marcela e Lupino. Que ainda venha muitos comentários e teorias e maluquices sobre nossa querida séries de “HISTÓRIAS” favorita. Se cuidem e, já aproveitando, FELIZ ANO NOVO!

    Que em 2014, Hana e Kizu (I BELIEVE) renda boas matérias.

    PEACE!

    PS: Ougi best girl.

  3. Eu lembro quando eu vi bakemonogatari pela primeira vez a cerca de dois anos, todas aquelas cenas e textos… em pouco mais de 1 minuto minha minha mente teve um colapso e eu fechei o vídeo instantaneamente.

    Depois de alguns meses com a sanidade duvidosa o meu segundo encontro com monogatari foi um pouco mais leve e com nise (o bom da cronologia zoada é que ela permite que você comece de qualquer lugar :-), assisti todo os episódios no mesmo dia.e não consegui mais tirar aqueles personagens da cabeça. Pesquisei no bom e velho Google e descobri nise era na verdade a continuação de bake e arrisquei assistir novamente.

    – Perfeito.

    Era a única palavra que me vinha a mente. Mas eu nunca imaginei que ainda me surpreenderia tanto. Second Season me deixou simplesmente encantado. E daí se kizu só vai sair depois que eu me aposentar, se o Nisio trollou meus sentimentos a cada arco, só posso dizer que valeu a pena acompanhar tudo até agora e esperar que o que vem por aí seja ainda mais interessante.

    El Psy Congroo ;-;

  4. Monogatari 2 foi um absurdo de bom. Só acho incrível como uma dupla de amantes da série pôde tornar a experiencia ainda mais agradável!

    Desde que conheci o blog minha ansiedade semanal passou a ser dupla: aguardar pelo próximo episódio e pelo Zenmanal correspondente; uma maravilha o que vocês fizeram. Muito obrigado por compartilharem tudo isso com a gente!

  5. Eu sinto a dor de vcs aqui haha

    Mas depois de mto debater essa semana, me convenceram que não seria só coisa de fangirl acreditar que Kaichan não morreu, por alguns motivos:

    – ele conta a história, e ainda se coloca como um narrador não confiável, ou seja, tudo pode desmentido, esse é o argumento mais plausível

    – se ele conta como se fosse uma história do passado, como poderia ter morrido no final? (isso é meio discutivel afinal metalinguagem, mas faz sentido lógico tb)

    – deu fade out antes da morte efetiva (ele tava agonizando), em monogatari não é estranho pessoas aparecerem do nada, bem, alguem poderia estar de olho nele ainda (gaen ou ononoki?)

    – e. principalmente, ouvi boatos sobre hanamonogatari e depois de um pouco de pesquisa, acredito que achei uma fonte confiável!Quem quiser spoilers em inglês, veja:
    http://forums.animesuki.com/showpost.php?p=3586014&postcount=1013

    Aqui tem um post que tem links para resumo de todas as novels, mas nao consigo linkar diretamente: http://forums.animesuki.com/archive/index.php/t-85089-p-7.html

    Feliz Ano novo e até 2014 \o (com mais monogatari series)

    • Terminei o episódio com essa mesma impressão, mais tarde fui dar uma olhada no 4chan e lá tinha uma galera afirmando que o Kaiki iria reaparecer mais a frente na série. Não sei dizer se eles queriam dar a entender que ele aparece em uma novel fora da ordem cronológica ou se ele realmente não morreu. Anyway, não posso confirmar a informação, já que nada é confiável no 4chan.

  6. 26 ep tendo que pausar freneticamente para consegui ler aqueles comentários das telas negras, só os ninja mesmo para assistir isso na tv e entender tudo ^^

  7. Pessoal, pergunta (que talvez seja meio tonta, mas vamos lah): li em alguns comentários em fóruns gringos que a Ougi foi a responsável pela “morte” da Hachikuji e fiquei em duvida: ela era/trazia/treinava a escuridão?! Ou isso é mais uma “dedução” por causa do diálogo da Ougi com o Arararararagi no final de Kabuki?

    Aliás, na linha temporal, onde se encaixa aquela conversa do Araragi com a Ougi?! Coincide com a morte do Kaiki? Se sim, é mais um ciclo perfeito hehehe =D

    Além disso, uma outra coisa que achei interessante foi o Kaiki dizendo (antes de morrer) que não entendia pq o Oshino não tinha aparecido, que não era do “feitio” dele não aparecer qndo tinha tanto em jogo… Qm sabe até o final ele não aparece? O que vcs acham?

    No mais, #luto pelo Kaiki (embora eu ache que talvez ele não tenha morrido… sei lah, pode acontecer, afinal é Monogatari – e o personagem é legal demais pra sumir assim, pow!) e um parabéns gigante à equipe do Otome! =D

    Sério mesmo, eu assistia o episodio e ficava dando F5 até ler a conversa de vcs (confesso que algumas vezes a demora irritava tanto qnto ficar passando o .mkv em camera lenta pra ler os “slides” da série hhahahaha – mas sim, eu entendia o fato de vcs terem que viver!)

    • Não teve nenhuma explicação definitiva sobre a “morte” da Hachikuji, apenas fortes indicações do Nisio durante o arco de que a Ougi seria a escuridão em questão, aquela que consome Kaiis e põe ordem nas coisas.
      A conversa do Araragi não fica muito certo, mas acredita-se que seja durante KAbuki.
      E olha, quanto a morte do Kaiki… Isso varia muito né. Eu, por exemplo, como ele é meu husbando, cruzo os dedos e faço minha macumba com farofa pra que ele esteja vivo. O Raigho já sabe dos spoilers e só fica me ameaçando de contar.

      Agradeço pelo apoio! ^^

      • Ah, entendi, valeu! #ougicoisaruim

        Então, tava revendo o último episódio de Oni (episódio 20 – falei da conversa em Kabuki, mas não era Kabuki, era Oni hahaha – mas tah valendo um é continuação direta da outra hhahaha) e antes da cena começar, logo depois da ending, o slide diz “Quatro meses depois” – por isso achei que a cronologia batia – porque eles tão conversando no por de sol e talz… vai saber, o Nisio sempre tenta pensa em td! hahahhaha

        Issae Marcela, continue a acreditar! =]

  8. Não me lembro de um final de anime tão surpreendente. Mas há sim questões que só serão respondidas mais a frente.

    Kaiki ser morto por ser um mentiroso? Claro que tem mais coisa aí. Nisio é assim. Tem que ler tudo pra entender tudo. A trilogia Owarimonogatri deve responder os buracos.

    Outra coisa que reparei que quase ninguém comentaou nos omentáios dos vários posts sobre Monogatari é a ausência de Meme nesse ontexto, seguido da chegada de Ougi. Teria alguma coisa a ver?

    Me corrijam se estiver errado: Me parece que Gaen quer administrar os kaiis da cidade, enquanto que Ougi quer livrar a cidade dele, ambas antes do levante da ”deusa” Kiss-shot? Mas pensando nesse contexto, Araragi será o alvo em breve?

    Comecei a ler as light novels por causa dessas questões. Como ainda não li Hanamonogatari, posso opinar assim: Como (quase) todos são, foram ou tiveram m kaii, baseado no sumiço definitivo de Hatkuji e nas situações das demais, pode-se afirmar que a lógica de Monogatari seria a morte de todas eleas, e depois de Araragi? Seria esse o motivo para tal ansiedade por parte dos fãns? ”Como ele vai sair dessa?” Sim, porque salvar todas, ele sabe que não pode…

    (Aliás, só tem UMA que ele nem precisa salvar…)

    Pode parecer um exagero, mas no fim do arco Nadeko Medusa, pareceu um ar de sper sentai as meninas e o Araragi pra enfrentar a Naeko…

    Dá pra afirmar com certeza, que Ouji é a grande vilã da série? O contexto aparentemente caminha pra isso e ela claramente atua nas sombras.

    O que acham?

    • A ausência do Oshino Meme dentro da própria história é especulação. Ele adora se exibir e ajudar o Araragi, vide que em Kizumonogatari quando o Araragi lá no final grita de desespero, o Oshino aparece bem na hora H; talvez a Ougi realmente tenha algo a ver com o desaparecimento dele.

      Monogatari não segue “regras normais”, tanto que o Nisio só vai explicar alguns eventos 3 anos depois do lançamento da segunda fase!

      Izuko/Ougi seguem sendo o mistério até agora, Ougi sendo uma cachorra e a Izuko agindo como um deus querendo manter o equilíbrio por motivos desconhecidos.

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s