Comentários Zenmanais™ #05 – Um sábado KAKOii!

Comentários Zenmanais Logo PrincipalO fim da história de uma gata, tigresa e somente humana.

Yaho! Feelings, feelings, feelings! É o último episódio de Nekomonogatari Shiro, primeiro arco da segunda fase de Monogatari Series. E PUXA, que episódio. Digno, maravilhoso… Só faltou um pouco de esforço na animação. Isso a parte…

Como é um episódio especial, temos um convidado especial! Aquele nobre amigo que foi transportado de 1950 para o nosso tempo e adaptou-se mais ou menos, Carlírio, pai (ou criador) do mascote Netotin, dono do NETOIN!, parceiro nosso, e tantos outros blogs. Queríamos uma opinião exterior, já que eu e o Raigho somos –surtados demais– com Monogatari. E outros convidados virão, aguardem e aguentem o suspense, tentando adivinhar~

Tá bom de enrolação, acho. Vamos aos comentários!

Carlírio: Monogatari é uma série que possui um diferencial bem importante ante a maioria dos animes. O mesmo está centrado no poder de seu vasto e potente diálogo. Os personagens conversam muito com outros (e até sozinhos) durante boa parte dos epsiódios e, desta forma, o distante Bakemonogatari já havia ganhado meu apreço… Entretanto… Veio Nisemonogatari e, com ele, os meus ideais de uma obra que seguiria no mesmo tom que a sua série predecessora se perderam episódio pós episódio. Estarei mentindo se disser que o anime foi ruim, porque esta não é a real situação da questão. Mas outros fatores fizeram a obra nivelar-se quadros abaixo de Bakemonogatari. Com isso, as expectativas de minha pessoa com Monogatari Series Second Season estiveram situadas entre a planitude da satisfação e o descontrole com o desânimo total. Por sorte (e categoria dos responsáveis pelo anime), a presente temporada está indo muito mais para a primeira impressão do que a segunda… Noto diálogos que realmenmte são chamativos. Todos os personagens tem se esbaldado em ideias, ressoando anseios pelas palavras e executando ações bem apropriadas quando necessário. Para este arco, a minha expectativa tem se cumprido muito bem… O porque é simples… Monogatari tem muita teoria e não se desgasta em demonstrá-la e explicá-la. A Second Season tem se saído muito bem neste aspecto e, tudo que anseio ver por agora, é a Hanekawa… Ou melhor, os seus momentos mais do que derradeiros por agora, no anime…

Marcela: Esperava que fosse comentar alguma coisa sobre Nise mas… É o que eu sempre falo com o Raigho: Nise foi uma pura zuera. O próprio Nisio declarou em uma nota que ele simplesmente escreveu essa light novel nos impulsos dele, sem se preocupar tanto com qualidade e, infelizmente, a maioria sempre desiste quando chega aí, achando que a série não tem muito a oferecer além de fanservice. Só que Nisemonogatari não pode ser de forma alguma usada como parâmetro de qualidade, porque é a que menos tem a essência do que é Monogatari. Recomendamos várias vezes durante a Semana Monogatari para os que haviam desistido em Nise, aguentassem mais um pouco, que as boas histórias viriam, afinal, toda obra tem um arco em que falha mais e outro que se exalta mais.

Raigho: A exemplo disso no formato anime tivemos Neko (Kuro), que foi com a própria Hanekawa Tsubasa que desmentiu essa impressão que fica com Nise, Neko (Kuro) e Neko (Shiro) são histórias que se completam; olhar uma é saber que seu oposto estará na outra! 4 episódios que resumiram bem a Golden Week, porém a maior grandiosidade de todas estava por vir, a Segunda Fase! Aqui teríamos as garotas narrando, mostrando seu desenvolvimento ao todo, histórias novas para personagens “antigas” e novas apresentações… E aqui estamos nós. Tigre Tsubasa e a salvação da garota com asas transcendentais. Tigre Tsubasa episódio final.

Carlírio: Uma coisa interessante para se notar, neste contexto, é Nisemonogatari não ter sido um fator que me impedisse, de alguma forma, a assistir Monogatari Series Second Season. Parte disto pelo que eu já havia lido na internet em sites estrangeiros, parte pelo que li na Semana Monogatrai do blog parceiro (nós aqui!). Como enfatizei anteriormente, vejo como clímax na obra os fatores diálogo e ação sempre correspondente, como a pequena luta que ocorrera no presente episódio da série…

Raigho: Exato! MAS algumas pessoas tomaram Nise como “impressão final” e por isso desistiram de Monogatari… erro muito, muito bobo.

ss (2013-08-04 at 01.23.23)

Marcela: Maior prova foi da excelência desse arco de Neko Shiro, em termos de história, ou melhor, em termos de Monogatari – diálogos e monólogos à vontade. Infelizmente o estúdio pecou um pouco na animação em muitos momentos, mas A CARTA, um dos ápices desse arco, foi impressionante. Eu fiquei muito muito curiosa pra saber como sairia, afinal, é o maior capítulo da novel e o mais importante, não poderia ser deixado de lado e também não poderia ser uma monotonia. Como adaptar uma carta enorme como a que a Hanekawa escreveu de forma que visualmente prenda tanto quanto o conteúdo lido? Foi incrível. Sem falar na estranha porém adorável música mariachi//mexicana ao fundo. Bizarramente fora de contexto mas que de algum jeito combinou.

Carlírio: Esse efeito que você citou, Marcela, ficou realmente muito bom no episódio. Um fundo musical inesperado, mas que ficou condizente com os eventos que estavam se transcorrendo naquele exato momento. Gostei muito deste movimento dadao ao anime, no episódio em específico. Mas… A tristeza da Hanekawa me cativou.

ss (2013-08-04 at 01.23.49) ss (2013-08-04 at 01.24.53)

Raigho: A Hanekawa é a negação de todos nós. Aquele momento que você evita encarar o que está à frente, evita encarar os problemas e desvia seu olhar disso; porém esse ato propriamente dito não quer dizer que você fugiu/o problema deixou de existir. Só quer dizer que você QUER NEGAR a existência daquilo e por essa lógica nasceu a Black Hanekawa, do ódio. E da inveja, nasceu o Kako. Eles são Kaiis criados pelo desejo inconsciente da Hanekawa em negar esses sentimentos, ao entender isso. Ao compreender isso, ela decide trazer ambos de volta, aceitar todos os sentimentos que negou até então… A carta foi um pedido desesperado dela, a Hanekawa pedir ajuda foi aquele momento de “mudança” nela, o jogo de cena que o SHAFT fez foi soberbo. Soberbo, apena soberbo. Com coisas que remetiam à OP de Neko (Kuro) tivemos o sonho dela (o de viajar pelo mundo) refletido enquanto a Black Hanekawa lia aquela carta… sem palavras.

Carlírio: Senti a tristeza dela não tanto pela rejeição do Araragi, mas sim pelo que ela estava vivendo naquele exato momento, após tal contenda. Devo dizer que tens razão, Raigho, no que tange à isto.

ss (2013-08-04 at 01.25.23)

Marcela: Durante o pedido dela na carta, uma atitude dela que eu achei irônica foi se referir as kaiis, Black Hanekawa e Kako, como família, tendo em vista que ela mesma não sabe exatamente o que é uma família de verdade – ela nunca teve isso, só viu o que seria mais ou menos durante a estada casa dos Araragi. As duas seriam então irmãzinhas dela – visualizei isso como a aceitação dela quanto a situação relacionada a sua família, por resolver o caso do tigre e do gato assim. Finalmente tendo uma família, sabendo o que é uma, agarrando o passado e ” drenando ” ele.

Carlírio: Seria o caso da Hanekawa ter se deixado levar pela emoção daquele instante, correto?

Marcela: Não exatamente, já que no momento ela ainda não tinha todas as emoções – até absorver o tigre ela só tinha o que restava da Black Hanekawa.

Raigho: A Hanekawa tinha uma concepção VAGA de família… e utilizou no momento. Algo que ela acreditava ser família.

Carlírio: Entendi… Mas foi um momento tocante, de todo o jeito. Não sei explicar enfaticamente, mas é como se fosse possível sentir a dor emocional da Hanekawa naquele instante…

ss (2013-08-04 at 01.25.49)

Marcela: Com certeza. E o Kako… Primeiro e último momento em que ele tem o holofote, já que no primeiro episódio a aparição foi extremamente curta, só o suficiente pra assustar a Hanekawa. O monólogo dele é outra parte maravilhosa – quando ele fala de suas origens, de como sua mãe, ou talvez irmâ gêmea como descreve, era bonita e pura e ele se orgulhava em servir ela. Ele como kaii é bem diferente da Black Hanekawa em muitos aspectos, apesar de terem vindo da mesma pessoa… Talvez porque o gato tenha sido possuído pela Hanekawa e ela tinha mais controle sobre ele, já o tigre só reage aos instintos insconcientes da Hanekawa, sem pensar muito a respeito.” Eu não sei de tudo, mas tudo queima. ”

Raigho: Ele disse que só se lembra do “choro e de um lugar escuro”, embora lembre da imagem “maternal” a Hanekawa não representa nada para ele. O monólogo com aquela música ficou sensacional, ele dizendo que queimaria tudo, que faria os outros sofrerem, pais, amigos, kouhais… todos queimariam. E o próximo alvo da inveja ERA a Gahara embora a própria Hanekawa tivesse lutado contra esse sentimento, a Black disse que seria desncessário lutar contra ele mas mesmo assim seguiu ordens da mestra resultando naquele choque entre ambos. E quando isso aconteceu a postura da Blach Hanekawa mudou, o corpo inteiro dela relaxou e vimos que a própria Hanekawa eram quem estava ali; ela pediu como diria a um filho para que o Kako voltasse… A ironia do nome Kako é que ele significa “passado”. A aceitação da Hanekawa sobre seus sentimentos e sobre as situações passadas.

Marcela: A Gaen não tava completamente errada quando disse que esse seria o nome dele. Apesar de ser o caminho errado para o entendimento, ele não é só a inveja… É tudo de ruim que a Hanekawa corta pra continuar sendo pura. Não odiando, não sendo odiada. Isso inclui o passado dela.

Carlírio: Me parecia complexo isso antes, mas agora vejo que não era de tão difícil compreensão em demasia…

Marcela: Tá vendo, Monogatari é simples! As pessoas que fazem uma grande confusão, parece até que isso é Evangelion.

Carlírio: Atenção aos diálogos, monólogos e a cada instante da obra… O episódio em questão usou de base, ao meu ver, uma única palavra: ansiedade. Vindo diretamente da Hanekawa, obviamente… Ao final, senti que tudo acabou bem, dentro de um molde que eu realmente não esperava…

Marcela: Um molde que você não esperava?

Carlírio: Me pareceu um final muito feliz o do episódio em análise, Marcela. Por sinal, o fato de eu não ter lido a obra pode ter feito com que eu imaginasse outros segmentos para o capítulo animado em questão. Mas sou justo em afirmar que me sinto bem em ver que eu estava errado, pois a Hanekawa teve o que posso chamar de “final de arco muito digno”.

Raigho: Ah sim, talvez a impressão fosse de que a Hanekawa talvez fugisse novamente. Ou de alguma forma permanecesse “branca” como ficou até agora… Ao menos não foi assim. E QUE LUTA! A Hanekawa tentando absorver o Kako enquanto era queimada, embora soubesse que o Kako tinha a vantagem ela tentou realmente derrotar ele embora a luta tenha durado 10 segundos. Nota para o fato de uma cena quando a Hanekawa está nos prédios ser exatamente igual à capa da Novel de Neko (Shiro)… E quando aquela espada desceu voando…

ss (2013-08-04 at 01.27.42)

Marcela: KACHING!

Raigho: Hahaaha, exatamente.

Marcela: Sendo um pouco mais técnica nessa parte da luta, preciso elogiar a dublagem da Yui Horie. Os gritos dela como Black Hanekawa sempre me arrepiam, de tão… Não sei, eles ao mesmo tempo que soam verdadeiros, soam mais… Selvagens. Uma perfeita mistura do que seria felino e humano ao mesmo tempo.

Carlírio: A Yui Horie me surpreendeu nisto, também… Foi uma performance elogiável a dela.

Marcela: Desde Neko Kuro, quando o Araragi enfrentou a Black Hanekawa pela primeira vez… Ah, é mesmo ele aparece nesse episódio~ Não sei se gostei tanto da Hanekawa sendo salva por ele. Não chegou a propriamente pedir ajuda a ele, só ao gato.

ss (2013-08-04 at 01.28.08)

Carlírio: Achei que ficou bem assim, Marcela. mas sou suspeito para falar… Quem sabe o Raigho tenha um ponto de vista similar ao seu sobre isto.

Raigho: Hmmmm. Sabemos que por visual/história/comparação a Hanekawa NEM QUE QUISESSE teria chances contra o Kako mas mesmo assim insistiu. Ponto. O Araragi simplesmente deu o golpe de misericórdia e deixou a decisão final para ela, ela GANHOU a batalha por si mesma ao decidir aceitar o passado, aceitar o Kako.

Marcela: É… até agora eles só faziam empurrar o problema pra longe e ignorar, como fizeram com as duas primeiras Black Hanekawas… O ” superficial ” era resolvido, mas a situação da Hanekawa não mudava. E eu achei o visual do Araragi meio estranho. Não quanto a roupa rasgada, mas o cabelo… Parecia maior ou só bagunçado. Perceberam alguma coisa parecida?

Carlírio: Também achei bagunçado… Mas não seria normal assim mesmo?

Raigho: Ah sim, o cabelo dele cresceu provavelmente ou coisa parecida. E seu “visual” é efeito dos problemas que ele encarou na Novel “Kabukimonogatari” que por sinal é o próximo arco. Bem… e tivemos a aceitação do Kako. As lágrimas da Hanekawa. Essa cena por sinal foi muito forte, ela colocou a mão sobre o coração e sentiu tudo, toda a dor, todo o ódio, toda a inveja que jamais teve. Chorando pelo Araragi ter dito não… Por dor.

ss (2013-08-04 at 01.29.16) ss (2013-08-04 at 01.29.05)

Marcela: Foi a primeira vez na vida dela que ela chorou e finalmente sentiu uma dor emocional que ela estava cortando esse tempo todo… O impacto. Essa cena foi extremamente impactante. Apesar de nem todos terem os mesmos problemas que a Hanekawa, esse momento conseguiu estabelecer uma conexão maravilhosa, trazendo a tona sentimentos parecidos. Como o Carlírio disse que sentiu a tristeza dela. É difícil algo assim, o personagem conseguir se comunicar tão bem com quem está assistindo, indo além de se ” identificar ” com ele.

Carlírio: Sempre gostei de um bom drama-anime. Mas nunca imaginei que isto ocorreria agora, no final do arco da Hanekawa… Achei soberbo o processo todo.

ss (2013-08-04 at 01.29.56) ss (2013-08-04 at 01.30.06)

Raigho: Sim, sim. E no final, vemos que por consequência disso tudo ela adquire “listras brancas” no cabelo e precisa pintar diariamente; fora isso temos ela entrando no quarto. E ISSO SIM foi um belo final, em comparação a Neko (Kuro) onde o Araragi ficou desesperado por ela dormir no corredor, aqui ela tem um quarto. Um lugar. Belo fechamento de arco.

Carlírio: Caramba, Raigho! Nem pensei em fazer tal hyperligação com as listras brancas no cabelo da Hanekawa… Ponto para ti.

ss (2013-08-04 at 01.30.35) ss (2013-08-04 at 01.30.44)

Marcela: O ” Tadaima ” dela junto com o que a Black Hanekawa escreveu na carta… Caramba, caramba. ;_;

Carlírio: Vejo, de frente, o porque de vocês serem tão apaixonados por esta série… Pergunto-me o que virá na sequência…

Marcela: Bom, não temos todas as informações sobre os próximos arcos, mas dá pra garantir que tem coisas MUITO boas vindo por aí. Personalidades dando giros de 180°, personagens ” novos ” surpreendendo…

Raigho: Metade de “Kabukimonogatari” está traduzida e eu pessoalmentel já li, também pesquisei alguns spoilers então sei mais ou menos o que está por vir. O próximo arco é quando a Shinobu e o Araragi voltam 10 anos no passado por engano, consequentemente o Araragi lembra que a data da morte da Hachikuji está próxima decidindo que ele vai impedir a morte dela, mas as consequências…

Marcela: Um efeito borboleta a moda Nisio. Ou seria efeito caracol?

ss (2013-08-04 at 01.35.20)

Carlírio: Caracol…XD

Raigho: MFW EFEITO CARACOL-

Marcela: Carlírio, uma mensagem de despedida do Netotin! De preferência, com o Netotin mano~

ima2ges

Carlírio: O que dizer? Só posso agradecer muito pelo convite, sério mesmo. Não esperava por isso, mas é sempre ver “de frente” como os fãs de uma série em questão trabalham sobre a mesma. Se houver uma nova oportunidade, esatrei igualmente pronto. Grato à amiga Marcela pelo convite e grato ao nobre Raighotambém pela companhia aqui… Quanto ao mascote Netotin, a versão “mano” dele ainda será oficialmente feita, pois promessa é promessa…^^

Marcela: Espero que não seja promessa igual o filme de Kizumonogatari (apesar do pseudo-anúncio)! Agradeço a sua participação, Carlírio. É bom termos uma opinião um pouco de fora desse ultra nicho e fanatismo aqui, haha. Muito obrigada. Palavras finais, Raigho?

Raigho: Welp, foi um prazer discutir com o Carlírio sobre Monogatari. Alguém de fora comentando suas opiniões… Realmente, diferente. No geral, nada mais.

Marcela: Alguém que não é louco pela Hanekawa. Bom, semana que vem é Kabuki! Até a próxima.

Então, esse foi o Zenmanal da semana e… OH CÉUS O QUE SÃO ESSAS LETRAS EM FORMATAÇÃO HEADING 1 VINDO NA MINHA DIREÇÃO?!

EXTRA! Possível recap na semana que vem?!

Marcela: POR SINAL soube hoje pelo twitter que parece que o próximo episódio vai ser recap de Bake e Nise. Tão sabendo de algo?

Raigho: Não MFW que história é essa?

Carlírio: Desconhecia tal informação…

Marcela: Aparentemente alguma discussão em fórum de anime. Apesar de ser ruim, faz certo sentido: Kabuki vai precisar de conhecimento sobre os eventos de Bake e Nise pra fazer as ligações temporais E arranjar tempo pra melhorar a animação.

Raigho: ACHO MUITO desnecessário.

Carlírio: Há uma concordância nisto, de fato, embora recaps nem sempre são bem vistos…

Raigho: Não vão melhorar animação. Temos menos de 25 capitulos para outras 4 novels… Para que recap? Tem blu-ray. Internet. Plmdds. Recap é ” vamos comer tempo “.

Marcela: Se forem ter 26 episódios, 5 pra cada arco, vai sobrar um. Não esquece que tem os filmes de Madoka.

Raigho: E daí? FILME. FILME RECAP é uma coisa. Outra é uma série JÁ APERTADA com recap.

Marcela: O que tão discutindo nos fóruns e internet a fora é que dinheiro eles tem, ÓBVIO, mas falta tempo pra dedicar mais a Zenmonogatari por causa dos filmes de Madoka.

Raigho: Filmes de Madoka estrearam ano passado. Já foi. Só se for o 3º filme.

Marcela: O terceiro é uma parte nova. Novos frames. Animação completamente nova.

Raigho: Ah sim. Faz parte, o SHAFT já tinha prometido tudo MAS tenho fé neles. Zen pode não estar explodindo como Nise mas nem por isso está feio. Longe disso.

Marcela: Um pouco, Raigho, um pouco. Eu reassisti esse último episódio 3 vezes e, até a cena de batalha, a conversa entre Black Hanekawa e Kako me lembrou vagamente de Nadeko Snake, o episódio 10, versão de TV. Não estava NAQUELE nível, claro, mas os shots a distância o tempo todo, repetindo, e somente o uso de cenários estáticos sem muitos detalhes.

Carlírio: Hum… Este recap aparenta ter uma serventia além da obviedade, afinal de contas… Uma ponte para o próximo arco.

Marcela: Só pensar em como Shingeki teve um recap ultramente desnecessário…

Raigho: ACHO que não vai ter recap. Se não me confirmarem de fonte oficial… Nada feito. Shingeki teve prévia avisando isso. Até onde percebi, pessoas estão CHUTANDO que vai ter…

Carlírio: O de Shingeki jpa era programado, também… Mas acho que o de Monogatari poderá ser válido, em tese…

Marcela: O jeito agora é esperar. Ficar de olho no site oficial e procurar pelos prints do próximo episódio pra ver o que vai sair.

Tá, agora acabou de verdade! Além de comentarmos o episódio dessa semana, surgiu essa notícia que me foi informada pelo twitter (créditos ao @kaiquemf pela informação) e acabamos discutindo isso no meio de tudo. Esperamos que tenham gostado dessas duas surpresas~

Semana que vem é arco novo!… Ou recap. Bom, de qualquer forma, continue de olho nos Zenmanais, nos próximos convidados e nos outros posts. Até a próxima!

Advertisements

4 thoughts on “Comentários Zenmanais™ #05 – Um sábado KAKOii!

  1. A informação sobre o recap aparece no próprio episódio, pesquisei para ver de onde era a fonte (eu sou o @kaiquemf citado). Perto de 8:30-40 aparece lá em cima a informação de que o próximo será recap, e o pior a tradução segundo consta é ” Próximo episódio será Recapitulação parte 1″. Mas pelo que vi os fansubs não traduziram o texto lá em cima.

  2. Saudações

    A única coisa que realmente se pode esperar deste recap é que o mesmo seja digno…

    Quanto ao episódio, o desenvolvimento seguiu da forma como relatada no post. E cito, uma vez mais, que a Hanekawa deu um show de sentimentalismo ao final da contenda. Curti muito a cena.^^

    Até mais!

  3. Pingback: Invadimos o NETOIN! com Monogatari! | OtomeGatari

  4. Como eu amo esses comentários zenmanais :3

    Olha, tenho que confessar que a Hanekawa subiu muito no meu conceito depois desse arco. Eu não gostava muito dela por esse ar “artificial” dela, da garota super inteligente que sabe de tudo, que é estupidamente compreensiva e que, ainda por cima, é gata pra car#@ho (o trocadilho não foi proposital, juro). Gostei muito do desenvolvimento dela até aqui e achei o final extremamento FODA! Foi muito bom conhecer melhor a Hanekawa, ver ela abraçando suas irmãzinhas e – o melhor de tudo – levar o fora do Araragi e cair em lágrimas. Não só porque a cena me tocou de certa forma, mas também gostei de ver a Nekawa levar o fora (:v). Não… pensando melhor, o que mais gostei mesmo foi de ver essa nova Nekawa: mais alegre, ou melhor, mais viva.

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s