Zero Escape: 999: Nine Hours, Nine Persons, Nine Doors – “Bem-vindos ao Nonary Game!”

999Reprint-620x

Quase 3 anos depois de seu lançamento eu descobri essa joia, essa revolução, esse jogo.

História

Nove pessoas foram sequestradas por alguém que se intitula “Zero”. Ao acordarem, todos percebem a mesma coisa: estão em um barco—uma réplica do Titanic—que vai afundar em aproximadamente nove horas. Contudo, não será uma tarefa simples escapar, pois estão envolvidos em um jogo doentio chamado de “Nonary Game” (Nona = 9, jogo dos nove); todos são forçados a se dividirem em grupos para atravessar as “Portas Numeradas” e prosseguirem com o jogo, resolvendo os quebra-cabeças que lhe foram impostos… Segundo o vilão, Zero, existe  apenas uma escapatória, ou como ele mesmo cita: “Procurem a saída. Procurem a porta com o número 9”. Quem é Zero? Por que eles estão naquele jogo? Vingança? Redenção? Quais são os motivos dos envolvidos?

Personagens

999-nine-hours-persons-doors-ds-traducido

O número antes do nome dos personagens é o bracelete que cada um carrega: 1. Ace: O personagem mais velho na trama, 50 anos, sua aparência é semelhante a de um leão. 2. Snake: Veste-se como um príncipe, 24 anos, é cego desde criança devido a um acidente. 3. Santa: Garoto de cabelos brancos, 24 anos, impulsivo em alguns momentos e de linguajar duvidoso. 4. Clover: Irmã de Snake, 18 anos, têm cabelos cor de rosa e ama seu irmão acima de tudo. 5. Junpei: Protagonista da história, 21 anos, faz faculdade e é o amigo de infância da June. 6. June: Amiga/paixão de Junpei, 21 anos, tem grande carinho pelo amigo de infância. 7. Seven: Homem grandalhão, 45 anos, ao contrário dos outros não sabe como entrou no Nonary Game. 8. Lotus: Mulher vestida como uma “dançarina exótica”, 40 anos, passado misterioso. 9. O Nono Homem: Aparentemente sabe mais do que demonstra, idade desconhecida.

Gameplay

iHiem

O mentor, Zero.

O jogo “estruturalmente” falando é uma Visual Novel, onde você lê os diálogos e em alguns momentos chave faz uma escolha, porém aí é que jogo se diferencia, não sendo apenas uma história, mas sim contendo quebra-cabeças e cenários para investigação! Logo no começo o protagonista desperta preso no navio, sem nem ao menos dar tempo para o jogador se acostumar, o vidro racha e precisamos enfrentar uma inundação! Tudo é intenso, pensar em como resolver o quebra-cabeça investigando cada canto, cada maleta, cada armário, tudo isso exige mais do que habilidade, exige inteligência para saber dominar os objetos e utilizá-los de forma correta para resolver os enigmas em sua fuga. Duas ferramentas utilizadas nesse processo de “separação de grupos” são o RED/DEAD, aparelhos que utilizam a “raiz numérica” dos participantes para que possam atravessar a porta com um limite de 5 pessoas por grupo, tudo visando o desfecho desse jogo de cartas marcadas. Um exemplo dessa lógica: (1) + (3) + (5) = (9), com essa soma eles poderiam passar pela porta de número 9 mas…. E se um deles desaparecesse? Como alterariam a soma? Questões como essa são vitais no desenrolar da trama e ajudam a elucidar alguns problemas. Passada essa parte “fuga”, que sempre ocorre, temos a propriamente dita história. Como citei anteriormente é uma VN; são longos textos (recomendo saber relativamente bem o inglês) para descrever a situação conforme ela avança, as discussões sempre são acirradas com o tom permanente de desconfiança: “Hmm, acho que o Seven é culpado”, “Espere aí! Mas o Santa sabia disso”… Você nunca vai saber quem é culpado pelo que, como tal coisa ocorreu, quem fez o quê contra quem; quando digo que é um jogo longo não é apenas pelo nível crescente de dificuldade nos enigmas, mas também pelo fato de que são 6 finais e um deles você é obrigado a executar para conseguir destravar o Verdadeiro.  Cada final revela um pouco mais dos personagens, suas intenções. Tentativas de descobrir a verdadeira identidade de Zero são frenquentes em cada um dos finais, mas apenas no Verdadeiro isso ocorre concretamente. O jogo é inteligente ao abordar teorias de “Dimensões Paralelas”, “Campo Morfogenético”, entre outras como forma de erguer teorias sobre a razão do Nonary Game e o porquê de coisas inexplicáveis acontecerem… Conforme você avança o jogo fica mais pesado, novos enigmas surgem, mortes ocorrem nesse processo e as descrições- Ah, as descrições das mortes (do jogo no geral) são soberbas, uma narrativa deliciosa para qualquer apreciador do gênero.

Trilha Sonora

Por ser uma VN, que nada mais é do que pura leitura, o jogo precisa de uma trilha sonora digna e nisso não falha! Um dos pontos fortes do jogo é como cada música combina com o momento, a música de tensão nas discussões, a música quando encontram um corpo no desenrolar da trama e até mesmo a músicas dos enigmas que são encontrados; tudo cria a atmosfera perfeita para o jogo ser memorável em todos os sentidos. Algumas favoritas minhas são: Chill and Rigour, Morphogenetic Sorrow , 9 Years, 999 (Música tema) e a música que vão aprender a temer Trepidation. Cada uma delas é memorável pela sua intensidade, emoção que unidas a narrativa fazem com que você realmente sinta-se no Nonary Game.

Opinião Lupina

Na data de hoje eu terminei esse jogo e… sem palavras. De verdade. Você simplesmente envolve-se com cada personagem, suas características, razões para estarem lá são memoráveis; até o final você vai questionar quem é quem, cada pequeno motivo! Contudo o Nonary Game não acaba aí, até porquê ele será uma trilogia e sendo específico temos o já lançado “sucessor espiritual” para PS Vita e 3DS, Virtue Last Reward. Esse jogo é para o console Nintendo DS e caso não tenham, recomendo baixar um emulador urgentemente! Cada reviravolta, cada morte será mais impactante do que a anterior até o agridoce final… Qual afinal é o verdadeiro motivos daquelas 9 pessoas peculiares serem unidas? Jogue e descubra.

999 .9.Hours.9.Persons.9.Doors.full.934360

Advertisements

One thought on “Zero Escape: 999: Nine Hours, Nine Persons, Nine Doors – “Bem-vindos ao Nonary Game!”

  1. Pingback: Zero Escape: Virtue’s Last Reward – “Tu fui, ego eris” | OtomeGatari

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s