Nekomonogatari (Shiro) Capítulo 14

Capítulo 14. (FINALMENTE)

…..?

Acabamos de pular outro capítulo?

O que está acontecendo?

Não pode ser que pulamos o número 13 devido a sua obscuridade. A um tempo atrás, o Araragi-kun havia dito que ele meio que entendia como era inevitável pular o número “ 13 “, mas ele se perguntava o quão influente a pessoa que primeiro veio com a ideia de pular o número “ 4 “ devido a sua associação a “ morte “* – e então espalhou esse jogo de palavras por aí – deve ter sido, mas isso não significa que “ 13 “ deve ser pulado porque simplesmente é inevitável.

???

Bem, não é particularmente inconveniente, então vamos seguir em frente – de qualquer maneira, passava do meio dia quando acordei.

Ninguém me acordou.

Como a Senjougahara-san havia dito, senti que havia dormido mais em paz aqui do que naquelas ruínas, um sono quieto e profundo como se as camadas de fadiga que apertavam minha alma fossem afrouxadas.

Bem, fiquei um pouco surpresa ao acordar e ver o rosto da Senjougahara enquanto ela dormia.

Não, não só um pouco. Eu fiquei honestamente chocada.

Só poderia ser chamado de um espetáculo.

Suas feições eram terrivelmente finas – parecia que quando uma pessoa bonita fechava seus olhos, carregava um ar completamente diferente.

Em particular, o rosto da Senjougahara-san enquanto dormia parecia tão macio, tão delicado que parecia que ela havia sido feita a mão – como se ela fosse feita de porcelana – e ainda sim, ela era inegavelmente hipnotizadora de uma maneira impossível para uma obra de arte, então eu não podia deixar de ter meu coração acelerado.

Thump-thump.

Minha fatiga física havia sumido, não poderia possivelmente ficar meio-acordada após ter minha pressão sanguínea aumentada tão rapidamente e tão logo após ter aberto os olhos.

Então o Araragi-kun tem só pra ele essa visão, huh.

Com só um pouquinho de conteúdo adulto entrando na minha mente, meu rosto ficou todo vermelho.

Estava agindo como idiota.

Estava sendo uma idiota.

….. Ou talvez estivesse errada.

Nem mesmo Araragi-kun poderia ter um monopólio sobre isso, ainda não – Senjougahara-san vivia com seu pai, afinal.

O qual havia vido o rosto da sua filha enquanto dormia mais do que qualquer um.

O qual havia observado e cuidado dela mais do que qualquer um.

Só poderia ser seu pai.

“ … Bem. “

Oh.

De repente, Senjougahara-san abriu seus olhos.

Não parecia muito “ acordar “ e sim mais “ voltar a vida “.

Ou talvez “ estar sendo ligada “.

Estar sendo ativada.

Parecia que a Senjougahara-san também não era do tipo que fica “ meio-acordada “ – mesmo que com a aparência dela você venha a pensar que ela sofre de pressão baixa.

Bem, aparentemente não havia relação com pressão baixa e acordar, de qualquer jeito.

Se tivesse que sugerir algo, então glicose baixa estaria relacionado.

“ Bom dia, Hanekawa-san. “

“ Bom dia, Senjougahara-san. “

“ Dizemos isso, mas provavelmente não é mais o horário adequado. “

“ É verdade, não é mais. “

“ Que horas são? “

“ Hum, “

Virando minha cabeça, mais uma vez chequei o relógio colocado acima do guarda-roupa.

“ Uma e meia. “

“ Da manhã? Ou da tarde? “

“ Da tarde, é claro. “

Por quanto tempo você estava planejando dormir?

Começa o flashback – e após isso.

Após isso, Senjougahara-san e eu realmente tomamos um banho juntas – e simplesmente direi que várias coisas constrangedoras e estranhas aconteceram e que foi minha primeira vez tomando banho com outra pessoa.

Sendo assim, a iniciativa foi completamente tomada pela Senjougahara-san, que realmente me lavou aqui e ali. Ela parecia muito acostumada com isso, e realmente eram mãos de alguém habilidoso no ato.

Ela estava acostumada a “ brincar “ com garotas!

Foi o que isso me fez pensar.

Não podia sentar e ficar parada fazendo nada após ela ter feito tanto por mim, então, comecei a lavar ela aqui e ali.

No banheiro que não era grande o suficiente, nós estávamos, literalmente, completando uma a outra. Não tenho certeza de que como eu devo dizer isso, mas eu certamento sinto que eu passei de uma linha.

Se estava encarando uma linha, eu definitivamente passei dela.

Você também pode dizer que era um momento decisivo.

Ao menos, não havia mais motivos para eu me segurar quando estivesse com a Senjougahara-san, ou assim senti. É verdade, eu fui forçadamente trazida por ela até aqui, e ainda sentia uma certa resistência em ficar na casa de outra pessoa.

Mas após terem tomado conta de mim por apenas um dia, consegui pensar tais coisas tão honestamente.

Essa foi a sensação que tive.

Honestamente pensei isso.

Falando nisso, era algo que não fazia há muito tempo.

O que significa ser honesta?

O que significa pensar?

Terminaria só em algo incoerente e sem sentido se considerasse muito profundamente.

Apesar de que, agora que pensei a respeito, Senjougahara-san também era o tipo de pessoa que construiu muros ao redor do seu coração.

Na época na qual ela era erroneamente chamada de “ filha nobre “, ela nunca faria algo como me deixar ficar na sua casa ou tomar banho comigo, quanto mais correr pela cidade a minha procura.

Pensei nas várias coisas que ela deve ter superado nesses meses, o peso delas.

O quão patética eu devo ser por experienciar várias coisas e ainda sim, no final, não superar nada.

Sim.

Eu não – superei nada.

Até mesmo depois do alvoroço da Golden Week, ou no dia antes do Festival Cultural.

Eu não cresci nada.

Eu não mudei.

Por isso eu tinha tanta inveja da Senjougahara-san – e ainda sim, era muito chegada a ela, e nunca poderia odiá-la.

Honestamente pensei isso.

Após brincar no banho por uns trinta minutos (não havia ninguém para nos tirar de lá) nós saímos nos sentindo relaxadas.

Nos enxugamos e colocamos nossa roupa íntima.

“ É claro, eu assumo que você será meio relutante em aceitar minha roupa íntima, mas ao menos aceite meu pijama. “

Senjougahara-san disse.

“ Vou só jogar fora essas horríveis roupas da loja de dsconto fora. Esse design faria até uma chorten engasgar.** “

“ Huh? Elas são tão ruins assim? “

“ Terríveis. “

Senjougahara-san balançou sua cabeça, aparentemente irritada com seu cabelo pingando.

Foi um comentário muito sincero.

“ Roupas assim não foram feitas na suposição de que as pessoas iriam vestí-las… Elas são feitas para manequins. Ou confirmar a utilidade de um pendurador de casacos, talvez. “

“……”

Eram tão ruins assim?

Como não haviam espelhos nas ruínas, eu nunca tive a chance de ver como eu parecia naquelas roupas… Mas talvez parte do motivo da Senjougahara-san chorar ao me ver dormindo naquela cama que eu fiz era porque eu estava dormindo naquelas roupas.

Hmm.

Bem, isso não é bom.

“ Mas eu posso? Pegar emprestado seu pijama, quero dizer. “

“ Está tudo bem, eu tenho um guarda roupa e tanto. “

“ Sendo assim, obrigada. “

Eu peguei as roupas íntimas que comprei na loja.

Após isso, vesti o pijama que tirei do guarda roupa da Senjougahara-san.

Era uma sensação estranha, vestir a roupa de outra pessoa – havia uma sensação de liberdade distinta do ato de usar roupas.

Parecia como se algo havia sido permitido.

Apesar de que, como a Senjougahara-san era mais alta e seu número de roupa era maior que o meu, ela estava mais folgada do que deveria.

“ Mas, é claro, a área do seu busto parece estar desconfortavelmente apertada. Maravilhoso. “

“ Não, não está tão apertada… “

É só um pijama. É normal.

Não é um problema.

Após aguardar a Senjougahara-san vestir seu pijama, nós secamos o cabelo uma da outra.

Não demorou muito – apesar de que tínhamos cabelos bem longos no primeiro semestre, agora estavam bem mais curtos.

Logo estávamos secas.

Fez eu sentir como se estivesse faltando algo.

“ Mas Hanekawa-san, desde que você cortou seu cabelo após o Festival Cultural, você vem deixando ele crescer, não é? “

“Hm? Ah, sim. Eu não fui no salão desde que cortei. “

” Você vai deixar ele ficar longo? “

” Mmn – Eu não sei. Eu só notei mesmo depois que cortei, mas eu não tinha percebido quanto tempo você leva pra cuidar se você deixar muito comprido – não concorda? “

” Hmm. Bem, você tem razão, acho. “

” Certo? “

” Como quando você acorda. “

” … Certo. “

Ela não vai deixar essa de lado, huh.

“ Então, eu estive pensando se está tudo bem eu deixar ele crescer após a formatura – ou algo. “

” Após a formatura, hmm. “

Senjougahara-san repetiu minhas palavras dando um tom significativo.

“ Sendo honesta, eu ainda não tenho certeza o que pensar sobre isso. Eu certamente não acredito que você precise de um ensino terciário***, mas não é como se a universidade fosse um lugar apenas para estudar. Da maneira como eu vejo, viajar pelo mundo e ir para universidade dá na mesma coisa. “

“ … “

Esse havia sido o tópico de conversas várias vezes já, mas agora me fez pensar que, realmente, é porque ela consegue dizer coisas assim tão claramente que eu gosto da Senjougahara-san.

Sim, eu não irei para a universidade.

Por isso eu não preciso me preocupar com minha frequência ou históricos escolares.

Eu estava decidida em viajar pelo mundo por dois anos após me formar – a maior parte do planejamento já estava pronto. Fazer arranjos e itinerários muito detalhados fariam parecer um tour rápido, então fiz um plano simples e direto.

Até agora, só Araragi-kun e a Senjougahara-san sabiam desse “ futuro “ meu.

Do jeito que ele era, o Araragi-kun não tentou me impedir.

Do jeito que ela era, a Senjougahara-san estava silenciosamente em completa oposição à ideia.

“ Vendo do jeito que você pôde dormir naquelas ruínas sem se preocupar só faz eu me opor ainda mais. Ainda mais decidida, você poderia dizer. Você percebe que nem todo país é seguro como o Japão, não é? Se algo acontecer, já será tarde demais, sabe. Todos os homens no mundo estarão atrás da sua pele. “

“ Minha pele? “

“ Só de imaginar sua pele sendo queimada pelo sol enquanto você viaja pelos trópicos me faz sentir verdadeiro desespero. “

O rosto da Senjougahara-san era de alguém verdadeiramente desesperado.

Por que ela era tão obcecada pela minha pele?

“ Sério, acho que eu deveria colocar uma coleira em você e confiná-la a uma jaula com cadeado… “

“ Senjougahara-san, Senjougahara-san. Você está sugerindo fazer coisas horríveis comigo nesse país seguro. “

“ Você não está sendo teimosa? “

Senjougahara-san ignorou minha resposta.

Falando nisso, Araragi-kun me disse que ela também ignorava muitas das retrucas dele.

Talvez ela seja só distraída.

“ Não que eu saiba para quem você está fazendo isso: Araragi-kun, Oshino-san, talvez eu – ou outra pessoa. Aqueles pais seus, por exemplo. “

“ … “

Isso me calou por um tempo.

Isso me fez pensar.

Talvez fosse verdade – não. Não é.

“ Eu não estou sendo teimosa. Não decidiria meu próprio futuro baseada na minha teimosia. “

“ Mesmo… Se você diz. “

“ Eu só quero algo que possa cobrir o que eu não tenho o suficiente – ah, sim, as pessoas atualmente costumam chamar de uma jornada para encontrar eu mesma. “

“ Para encontrar você mesma. “

“ É claro,  já encontrei ‘ eu mesma ‘ durante a Golden Week – então talvez o mais correto seja ‘ uma jornada para criar eu mesma ‘ e achar uma nova eu. “

“ Hmm. Bem, eu duvido que possa mudar uma decisão que você tão firmemente fez. Posso ser decidida, mas você é obstinada. No entanto, “

Senjougahara-san disse.

Calmamente.

“ Se você algum dia se sentir sem vontade de continuar, você pode parar quando quiser. Você pode voltar mesmo no meio da sua jornada. Nós nunca acharíamos isso algo vergonhoso. Sim, “ nós “. É óbvio que até o Araragi-kun realmente quer impedir você. “

“ Ele quer? “

“ Com certeza. “

Eu fiquei calada.

Mas eu me pergunto.

Eu não sei exatamente o que o Araragi-kun sente por mim – de qualquer forma, nós terminamos de secar nosso cabelo durante essa conversa-não-tão-de-garota.

Senjougahara-san tirou então um conjunto de lençóis do closet.

“ Tem mais um conjunto, para o meu Pai, mas eu não tenho certeza se deve usá-lo. Eu acho que uma colegial seria relutante em dormir nos lençóis usados por um homem de meia idade nos seus 40. Sim, não há escolha, durma comigo, Hanekawa-san. “

“ … “

Agora essa é uma decisão repentina.

“ Está tudo bem, está tudo bem, mesmo! Não se preocupe! Eu não farei nada! Vamos só dormir juntas! Não vou encostar um dedo em você! “

Tomou um pouco de habilidade, a maneira a qual ela apelou para confiança e a perdeu ao mesmo tempo.

“  Não vou tratar você como um travesseiro de abraçar. ”

“ …  Acho que agora entendo porque você namora o Araragi-kun. “

A suspeita de que possivelmente a Senjougahara-san, e não eu, que transformou o Araragi no que ele é agora, rapidamente veio a minha mente.

E quando realmente paro pra pensar nisso, nas férias de primavera, eu lembro que o Araragi-kun era comparativamente similar.

É, não é minha culpa então.

“ Ok, entendo. Eu não me preocuparia mesmo se você não tivesse falado nada. “

“ É mesmo? Obrigada. “

Senjougahara-san me agradeceu por algum motivo.

Ela era uma garota que tinha uma classificação muita alta quanto a ser suspeita.

“ Bem, então use meu travesseiro, Hanekawa-san. Eu usarei do meu Pai. “

“ Huh? Oh, certo, por que você não usa os lençóis do seu pai, então? “

Na idade dela, uma filha claramente teria um tipo de rejeição ao pai, mesmo que eles sejam parentes, ou não, porque eles são parentes, então ela não deveria querer usar os mesmo lençóis que ele – foi o motivo no qual pensei, mas esse não parecia ser o caso, não quando ela usaria sem problema o travesseiro dele.

“ Que? Mas se eu usar os lençóis do meu Pai, não poderei dormir com você, não é? “

“ Entendo. “

Era um motivo extraordinariamente lógico.

Muito difícil de combater.

“ E já que na verdade estou apaixonada pelo meu Pai, se eu realmente tentar usar seus lençóis posso acabar ficando excitada demais pra dormir. “

“ Você está expondo coisa demais para mim. “

Que tipo de família é essa?

Bem – como eu não havia absolutamente nenhuma ideia do que uma ‘ família ‘ é, esse não era um questionamento eu poderia fazer.

“ De qualquer maneia, toda casa tem seu tipo de relação familiar – o Araragi-kun e suas irmãs, por exemplo. O relacionamento deles não é claramente anormal? “

“ Sim, é! “

Sem pensar, eu entusiasticamente concordei.

Dizendo isso de maneira simples, o relacionamento entre aqueles irmãos era perigoso.

Era algo que estavam em constante conflito com toda lógica, e pior, recentemente estava se encaminhando a vitória.

A situação era extremamente perigosa.

“ Eu fui apresentada a Karen-san e a Tsukihi-san no outro dia, e o respeito que tem nos olhos delas quando olham para o irmão… Comparado àquilo, meus sentimentos pelo meu Pai estão no limite do ‘ normal ‘. “

“ Hmm. “

Era inegável que ela havia trazido um exemplo ainda pior para se normalizar, mas não vamos pressionar essa questão.

Tendo vivido na mesma casa, passado 15 anos junto com aqueles dois, e ainda sim incapaz de nos tornarmos uma família no final – não era algo que eu deveria pressionar.

Até aquela casa,

se foi.

Sem uma casa – nós não poderíamos nos tornar uma família.

“ Agora, devemos ir para a cama? Hanege… Não, Hanekawa-san. “

“ Não é possível errar a pronúncia de ‘ Hanekawa ‘ dizendo ‘ Hanege ‘, sabe. “

O único ponto em comum era no começo, e as palavras eram vocalizadas de maneira diferente. Não poderia ter sido um engano, mas desde que as expressões da Senjougahara-san se tornaram mais variadas, se tornou possível dizer o quão séria ela estava sendo só pelo seu rosto.

Eram 8 da manhã.

Nós ainda chegaríamos a tempo na escola se corrêssemos, mas eu humildemente reportei ao Hoshina minha intenção de faltar.

Eu me encolhi na cama com a Senjougahara-san.

“ Boa noite. “

“ Boa noite. “

Dizendo boa noite uma a outra.

Eu não fazia isso há muito tempo também, e parecia que era a primeira vez a qual dizia. Eu dizia ‘ boa noite ‘ ao Rumba, é claro. Mas não podia dizer ‘ boa noite ‘.

Notas da Tradutora:

*No japonês, o número 4 pode ser chamado de ” yon ” ou de ” shi “, este segundo que faz referência a palavra morte.

**No original: 卒塔婆が卒倒しそう sotoba ga sottou shisou (como se pudesse fazer uma stupa//chorten cair), um trocadilho com os dois caracteres semelhantes.

***Terciário: referente ao nosso ensino superior.

Advertisements

2 thoughts on “Nekomonogatari (Shiro) Capítulo 14

  1. Saudações

    E assim se segue mais um capítulo traduzido por ti, Marcela.

    Posso ser um tanto simplório aqui, mas me parece que este capítulo foi um tanto quanto mais ameno que os anteriores. Entretanto, estou ansioso para ver o que ocorrerá no próximo capítulo…

    Até porque, Senjougahara é Senjougahara!^^

    Ótimo trabalho, Marcela.

    Até mais!

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s