Negima?! Sim, Negima! Magia, peitos e tudo mais!

negima-01

Yaho! O que, já estão julgando pelo título do post? E, antes de tudo, eu adoro Love Hina e gosto de Dragon Ball (vão entender mais a frente). Mas o rumo tomado por Negima... É. Então, falarei um pouco de um mangá que começou clichê, continuou bem e falhou desastrosamente. AVISO que poderá ter shiton de spoilers, então, caso pretenda começar a ler o mangá, esteja avisado! Ike!

>VISÃO GERAL

mahou-sensei-negima-335312

Bem, o que falar sobre Negima, afinal? Negima! Magister Negi Magi, Mahou Sensei Negima!, ou só Negima?!, é um mangá do autor Ken Akamatsu, conhecido por sua grande obra Love Hina, que a JBC  trouxe e marcou muito o mercado de mangás aqui no Brasil. Publicado na Shonen Magazine, começou em Fevereiro de 2003 e terminou em Março de 2012, com 38 volumes. Sim, volumes PRA CARAMBA. E pior aqui no Brasil, que está sendo vendido como meio tanko pela JBC… tá no volume 70 e quantos mesmo?… Agh. Dica: não colecione por aqui, vai gastar absurdos.

Bem… Negima basicamente conta a história de um mago de 10 anos, Negi Springfield, cujo maior objetivo na vida é encontrar seu pai desaparecido, o maior herói dos magos, Thousand Master. E, após se formar na Academia de Magia, assim como os outros formandos, recebe uma tarefa específica, assim como sua amiga Anya recebeu a tarefa de ser uma vidente em Londres. E o mago mirim, recebe a missão de… ser um professor no Japão. Yep, um professor de 10 anos. E, ao chegar no colégio, ele descobre que sua sala é nada mais nada menos do que uma sala ginasial só de garotas, garotas bem peculiares e algumas que nem parecem ter 14-15 anos. Ele já começa com a protagonista feminina e uma tsundere, Asuna Kagurazaka, odiando-o. E tudo piora quando seu maior segredo, o fato de ser um mago, é revelado a ela… Bem. Receita perfeita para um ecchi harém, não é?

>BAKA, ECCHI, HENTAI!

mahou-sensei-negima-335718

O típico ecchi harém, que fez o Akamatsu muito famoso com Love Hina, foi-se seguindo por muitos e muitos capítulos e volumes da obra. Muitos começaram a se questionar se, seria só mais um Love Hina, visto que Love Hina tinha cenas impossíveis e tecnologia impossível, então a magia não parecia ser um grande adicional… O mangá seguia com um rumo de comédia romântica com magia.

mahou-sensei-negima-335698

Entretanto, pelo volume 4 e em diante, o ecchi foi ficando cada vez mais como ” alívio cômico “ do que como plot central. A magia foi se tornando um foco, assim como a ação e o desenvolvimento de uma história mais profunda do que o simples ” garoto de 10 anos cercado por lindas meninas que não tem em hipótese alguma corpo de 15 e outras que tem cara de 10 “. O próprio Akamatsu disse que gostaria de fazer algo diferente de Love Hina, e isso foi sendo provado pelo desenvolvimento que foi tendo-se da obra.

>MAGIAS, LENDAS, PODERES

mahou-sensei-negima-339175

Uma parte muito interessante de Negima é o que diz a respeito da magia, ponto principal da obra. A magia é dividida em magia do Oeste e magia do Leste, principalmente. A do Oeste diz mais a respeito de lendas do Oeste, com magias proferidas em Latim ou em Grego Antigo, com referências as lendas e folclores do Ocidente. Também faz parte da magia do Ocidente o trabalho em equipe, com o mago trabalhando em conjunto com seus parceiros.

A magia do Leste, diz respeito as lendas do Oriente e sobre os folclores do tal. As magias são usadas diferentemente, sendo utilizada por meio de talismãs e outros artíficios típicos do Oriente. O mago também trabalha sozinho, com magias feitas para que ele possa realizar o trabalho por si só.

Além da magia, há muitos personagens que usam Kung Fu, Karatê e entre outros tipos de artes marciais ao longo da série.

Então, no que se diz sobre os poderes, é bem trabalhado e é bem explicado, o que torna interessante a série nesse aspecto, pra quem gosta de PODERRRRRRRR e LUTASSSSSSSSSS.

>PERSONAGENS, MUITOS PERSONAGENS

negima-08

O Ken Akamatsu fez MUITAS personagens. MUITAS. 31, mais ou menos. E demora um bom tempo até você conhecer boa parte delas, mas garanto que vai conhecer o segredo de quase todas, se não todas. E aqui ele não falha: cada personagem tem um certo estereótipo, muito diferentes uma das outras, assim como foi em Love Hina, o que deixa a obra muito rica. Temos a tsundere, temos a tímida, a lésbi- ops. Bem… temos tudo. Algumas lembram muito as personagens de Love Hina, tendo a Narusegawa dividida em duas personagens: Asuna (o lado tsundere) e Chisame (o lado meio nerd que ela demonstra no começo), a Shinobu um pouco na Nodoka, a Kitsune um pouco na Asakura… Bem, boas personagens é o que não falta em Negima. Uma delas vai de acordo com seus fetiches e uma delas vai conquistar você.

Além das alunas, há os outros personagens, que vão apresentando-se com o tempo. Logo veremos o Kotarou, garoto da mesma idade de Negi e que se torna ” seu amiguinho “, Rakan, um dos mestres do Negi… e outros, sempre bem peculiares.

>ARTE, TRAÇOS

Negima 2003 to 2011

Aqui o Akamatsu-sensei nunca falha. Seus traços começam um tanto desordenados no começo, com a arte pecando um pouco e um traço um tanto mais simples, como pode ser visto na imagem acima. Boa parte dos character designs foram mudando, alguns sutilmente, outros mais drasticamente, com o decorrer do tempo.

O background boa parte é feito por CG (Compute Graphics), ou seja, renderizado em 3D, com os personagens desenhados ao redor dele. Essa parte é detalhada em alguns dos volumes nas páginas finais, com o Akamatsu-sensei explicando como fez. eu pulo essa parte 

mahou-sensei-negima-2792819

Não há o que criticar da arte do mangá. As batalhas não são confusas, o character design é muito bom, assim como os backgrounds. PARA AQUELES que reclamam de background branco (alou Kubo), não vão ter problemas com Negima. Mas, como não se aprecia um mangá somente pela arte…

>HISTÓRIA, AH, A HISTÓRIA…

Bem, como falei. Começou com uma premissa de comédia romântica recheada de ecchi. Um Love Hina com um personagem mais novo e mais fofo. Mas, assim que começa o arco de Kyoto, a magia começa a se tornar algo mais presente, assim como as batalhas, que começaram quando Negi enfrenta uma vampira que foi selada pela seu pai e que busca o sangue do garoto para se libertar. Vampira loli, vale mencionar. As batalhas começam, a magia começa, e o mangá, sem dúvidas, vai melhorando.

Claro, seria ótimo se fosse só mais um Love Hina, afinal, Love Hina foi ótimo. Mas só mais do mesmo não ia ser bom para o Akamatsu, então o mangá começou a se tornar o que ele era desde o começo, um shounen. Pouco a pouco o ecchi foi se tornando cada vez mais pano de fundo e alívio cômico para uma parte a outra, e o mangá foi ficando sério. A história a respeito do passado do Negi aprofundava-se, assim como a história de outras personagens.

O problema foi como as lutas foram começando a decorrer. Como citou um amigo meu que acompanhava Negima há tanto tempo quanto eu, o mangá tornou-se algo meio ” luta de Sayajin “, onde o maior poder ganha. Não havia exatamente ” estratégias “ para as lutas, e o poder mais ultramente fodástico ganhava. Quem soltasse o maior raio ganhava.

mahou-sensei-negima-339897

” Mas o que você tá reclamando? AS LUTAS FORAM FODAS! “ É o que os que acompanharam podem vir para mim reclamar. Entretanto, tornou-se um ponto MUITO fraco da série, o modo como foi decorrendo essa parte toda dos poderes e das lutas. Em termos de história, ela foi carregando-se até que bem de uma certa forma, com mistérios sendo desenvolvidos e outros ainda maiores aparecendo, um atrás do outro. Mas há de se concordar de que o Negi foi virando algo Sayajin, com treinamentos especiais que pareciam durar anos e não passavam de algumas semanas, e lasers e lasers ainda maiores saindo por todos os lados.

Lutas muito bonitas, mas sem… sem nada de mais. Era só poder em cima de poder, em cima de poder. Bem… é um shounen. Mas poderia ter sido algo em que Negima tivesse se diferenciado: ao invés de ter aquele com a maior bola de energia ganhando, aquele com uma estratégia melhor. 

mahou-sensei-negima-2038873

Cabelos gigantes, poderes gigantes… 

-O PONTO ONDE DESANDOU

Negima já vinha desandando desde o arco do Mundo Mágico, onde algumas reviravoltas foram demais, ligeiramente exageradas e algumas forçadas.

Mas o maior problema de Negima foi como a obra foi encerrada. Mesmo para quem tivesse gostado de todas as lutas e poderes sendo spammados através das páginas, o final foi de decepcionar todos. Aviso que, agora, irei soltar MUITO mais spoilers e quem quiser, pode passar adiante para a conclusão. 

SPOILERS

Então. 

Então.

Negima era um harém. Entretanto, teve o pior final que poderia ter: ele não terminar com ninguém. Isso acontece, geralmente, em animes de 12 episódios que não conseguem uma segunda temporada, não um mangá que realmente se desenvolveu e acabou. Com tantos shippings, ele não acabou com ninguém e, além de tudo isso, teve uma resolução PÉSSIMA. Lembram que ele tava procurando o pai dele por todo esse tempo? Pois é. Ele encontra o pai dele. E eles não mostraram como isso aconteceu. Só sabemos que teve uma batalha de grandes absurdamente absurda, mais nada. 

O mistério do pai dele era, digamos, o MAIOR mistério de todo mangá, e eles não mostraram como isso foi resolvido. Como acharam o pai dele. O mangá teve dúvidas e dúvidas não respondidas, que podemos concluir como ” o Akamatsu cansou de desenhar sádroga e trollou todo mundo “. Isso também explica porque o intervalo entre capítulos era de quase 2-3 semanas, com o autor ” colendo material “. O final foi tão impactante nesse sentido absurdamente negativo que ganhou uma sticky thread no /a/ no dia que saiu. 

Não tiveram menções a mãe do Negi, entre outros… Mas o mistério do pai dele foi definitivamente o pior. Em um ponto ele aparece como vilão, e depois, misteriosamente, acharam ele e tudo se resolveu.

FIM DOS SPOILERS

>OUTRAS MÍDIAS

Negima também teve adaptações de anime, duas na verdade, a primeira que tentou seguir fielmente o mangá mas falhou desastrosamente e outra não teve um plot em nada relacionado a série original. Either way, meu conselho é: PASSEM LONGE. LONGE. LONGE. A única animação que vale são alguns OADs animados pela SHAFT (ó, gloriosa SHAFT!) que contam resumidamente sobre alguns capítulos do mangá. É aconselhável que tenha-se lido o mangá antes de assistir, porque se não você, bem, não vai entender nada.

Saiu o filme mas… o filme não tem o mesmo plot do mangá, mas vale a pena ver.

>CONCLUSÃO

mahou-sensei-negima-3134525

Ok, está seguro para ler agora. O que pode-se concluir, então? Negima é um mangá que tem uma ótima arte, personagens peculiares que são bem aproveitados, para um shounen, e não jogados de lado para o protagonista soltar mais lasers, apesar dele ainda continuar soltando lasers. (alou Kubo, alou Kishimoto) A história começa clichê, desenvolve bem, começa a ficar séria e realmente boa. Depois, em um ponto ou outro no arco do Mundo Mágico, começam a vir coisas mindblowing demais, muito Sayajinismo e tudo desanda. E a conclusão… BEM. Trollagem completa do Akamatsu.

Então, Negima é um mangá que vale dar uma lida, só não criar muitas expectativas. Tinha tudo pra ser ótimo… mas não foi. Tudo que podemos fazer é rezar para um projeto secreto do Akamatsu.

O que achou do post? Acompanhou Negima e discorda totalmente? Concorda totalmente? Comente ali embaixo!

Créditos as imagens das páginas do mangá todas ao site Manga Reader

Advertisements

30 thoughts on “Negima?! Sim, Negima! Magia, peitos e tudo mais!

  1. Negima é um manga que eu adorava, e foi uma das razões de eu ter conhecido a suna da forma mais fodastica possivel /o/
    E realmente o final foi decepcionante, ate a parte do mundo magico estava legal, mas dali pra frente foi um pouco forçado (apeser deu gostar do Armation ‘-‘), quem acompanhou o manga pecebeu que tinha semanas de hiatus pois o Ken não sabia o que fazer dali, igual ao autor de Hunter X Hunter, que param a sequencia do manga, se perdem na historia e acabam que terminam a saga/historia de forma horrivel. No final não mostrou o mais importante que foi o reencontro, e outro importante, O QUE ACONTECEU COM A MÃE DELE? (ou eu que num me lembro?)
    E mais um detalhe que marcela esqueceu sobre outras midias, que Negima tem um Live Action em que SOBRE HIPOTESE NENHUMA VEJA, a menos que você seja um masoquista e queria perde seus olhos .-.

  2. Nunca tive muita curiosidade em conhecer Negima e sua análise só me fez perder o pouco que tinha.
    Não é que eu não goste de magia, batalhas só com poderes (sem estratégia) ou peitos, mas é que parece que é muito quadrinho pra pouca estória! Tipo assim (adoro estas duas palavras juntas), imagino que, como dito no texto, a narrativa se aprofunda, fica mais sério e tudo mais, mas sinto que invés de ler 38 volumes de Negima poderia ler 23 de Claymore mais 20 de Black Cat que ganharia muito mais, sabe? Não sei explicar direito o que me tira a vontade de lê-lo, mas eu sinto esta repulsa.

    Enfim, bacana a review! Já fico no aguardo da próxima! ^^

    • Foi um dos primeiros mangás que li, um amigo meu me trouxe no colégio os primeiros volumes e logo comecei a ler e depois acompanhar pela internet. Ele foi ficando cada vez melhor, mas, decaiu rapidamente. E o final foi uma grande, imensa, absurda trollagem do autor. E é sim, muito quadrinho para pouca estória. Na verdade, é muita luta para pouco quadrinho… E muito sayajinismo. ^^ Mas sendo um shounen, é o que se espera. Para quem esperava algo mais, como eu, acabou se decepcionando com lutas em cima de lutas com bolas de energia cada vez maiores… Oh welp.

      Agradeço ao comentário. 😀

      • Ahhh, esses finais…
        Cada vez mais eu acho que Animes, Mangás e séries não deviam ter finais fechados, pois, na maioria das vezes é decepção na certa!

        Rsrs, sayajinismo é uma boa expressão! Espero que não ligue de usá-la também! XD

        Estamos aí!

  3. Discordo completamente.Opnião de quem não interpretou o mangá corretamente.Onde que as lutas não tem estratégia?E a luta do Lacan onde o Negi usou várias estratégias coerentes,muitos trunfos e a própria magia usada em um círculo de absorção feito por ele próprio?E ele EMPATOU a luta coisa que não se vê comumente em lugar nenhum,onde força-se a barra pro protagonista vencer.
    Por isso que Negima é um dos melhores shounens que existem,combina Batle Shounem com comédia romântica(e o Ken Akamatsu já planejava fazer um mangá de lutas e mais longo,por isso criou 31 personagens femininas logo de cara), personagens supercarismáticas e boas lutas

    • ” Estratégias ” não significa simplesmente puxar o raio mais forte ou ainda maior do que o inimigo. Houve sim um ponto onde ele usou a carta de pactio tirada com a princesa e que deu a ele o poder de usar os artefatos de suas ministras, mas há de concordar que as lutas contra aquela gangue que sequestrou a Nodoka, a luta contra o Fate e os outros inimigos posteriormente só se tratava de lançar uma magia mais forte. E empatar uma luta em um shounen não é algo tão surpreendente assim, há muitos diferentes desfechos usados, não só ” a vitória “. (Vide o desfecho da luta entre a Chrona e a Maka em Soul Eater, onde ninguém ” ganha “, nem ” perde “, nem ” empata “.)
      As lutas são interessantes no começo, citando a luta por exemplo, entre o Negi e o Takahata, onde realmente foi uma luta muito apertada e que não se tratou só de ” lançar ” raios, como muito foi visto nas lutas do Mundo Mágico.
      Gostaria que elaborasse mais o ponto onde disse ” opinião de quem não interpretou o mangá direito ” porque realmente não o compreendi.
      A comédia romântica em Negima se tornou um detalhe mínimo somente, com alguns poucos capítulos favorecendo um shipping ou outro, e, pelo próprio final dado ao mangá, não teve tanto enfoque além do começo.

      Agradeço pela opinião dada. ^^

      • Negima nunca foi uma comédia romântica “pura”, o Akamatsu sempre teve em mente fazer lutas com toques de comédia romântica o que foi inovador.No inicio ele é daquele jeito porque todo mangá precisa testar o público e seus personagens antes de partir pras grandes sagas(um exemplo é Medaka Box que no inicio era uma espécie de gag e depois ele vira um batle shounem)
        E o fato de você achar que foi só porrada essa luta é pura falta de interpretação do mangá,se aquilo não foi uma estratégia pra derrotar um inimigo infinitamente mais forte do que ele sem forçar uma vitória eu não sei o que é mais.Todo Shounem mangá de lutas precisa ter esse exagero pra manter os fãs ligados na obra.Não é o primeiro e nem o último a fazer isso

        Em relação as pontas soltas Akamatsu já declarou que pretende fazer uma continuação do mangá no futuro pois segundo ele Negima tem tantos mistérios que levariam uns 100 volumes pra se desenvolver.Acredito que ele encerrou o mangá por conta do desgaste e resolveu descansar.

    • Esse reply é para o ultimo comentario seu, pois por alguma razão o wordpress num deixa.
      Você esta errado Franco, varios mangas começam como Comedia, e quando veem que não estão fazendo muito sucesso, eles mudam rapido para o tipico Battle Shounen, um exemplo claro que foi Katekyo Hitman Reborn, não é testar o publico, é “manga que num fez sucesso só em gag vira battle”. não sei se o Ken Akamatsu queria fazer luta desde o começo, mas uma coisa eu sei, nos primeiro volumes é basicamente comedia romantica tradicional do ken, e depois ficara praticamente um manga de luta tipico shounen, e se você seguia o manga de negima saberia que ele tinha pausas de um a dois meses de um capitulo para outro, ele já num tinha mais ideia do que como fazer, por isso acredito que ele resolveu terminar. E conheço varios mangas Shounen que num tem esse exagero, Exemplo era Full Metal Alchemist (manga, num tenho certeza sobre o anime) onde num tinha um exagero a la estilo sayajin

  4. Não me referia apenas a luta do Rakan, e sim a todas as outras do Mundo Mágico. Sim, Negima não é o primeiro nem o último a fazer isso, mas não são todos os fãs que gostam de battle shounen, assim como não são todos que não gostam. Como é uma análise na minha opinião, não deve desconsiderar que ela em questão não é a única verdade. E, na minha opinião, acredito que sayajinismo excessivo deixa a obra monótona e cansativa, onde os ” trunfos ” são só fazer o cabelo crescer mais ainda e puxar uma esfera de energia maior.

    Havia também outras saídas para o final que foi dado a Negima, nem que fosse um grande hiato, correndo o risco de perder parte dos fãs, ou simplesmente encerrar a obra antes que ela se desenvolvesse demais. A questão é que o desfecho dado não foi nem um pouco satisfatório e de uma certa forma prejudicou, e muito, a imagem da obra. Já se percebia que o Akamatsu estava cansado desde os capítulos 200~ em diante, quando ele começou a fazer grandes pausas entre um capítulo e outro, ” para recolher material “. Se ele tivesse escolhido encerrar antes, talvez sem nem citar Marte, poderia ter dado um desfecho bem melhor. Afinal, ele pegou o maior mistério do mangá e o encerrou sem mais nem menos: ” Pronto, aqui está “. Foi um erro dele por ter prolongado tanto algo que ele provavelmente já estava de saco cheio de fazer e dar uma trollada nos fãs.

    • O akamatsu se divertia com Negima,ele não deu “trollada” nos fãs.Se fosse assim o Hideaki Anno também teria feito já que Eva deixou inúmeras pontas soltas na história.Você pode achar cansativo,mas outros não.É só você ler aquela explicação de como funciona um relâmpago e entender como funciona as mecânicas das lutas overpower.E obviamente a cada treinamento do Negi,ele mostrava o desenvolvimento dele e de vários personagens dessa saga,ou seja cansativo onde?É bem diferente de um Dragon Ball onde o autor fazia lutas sucessivas,uma a outra,o próprio Ken disse que fazer um mangá de batalhas é complicado por causa desse fator.É cansativo fazer um mangá shonem enorme mas os autores fazem porque gostam,eles tem idéia de quanto é complicado fazer.
      Enquanto o autor não retoma a obra(se ele fizer mesmo) os fãs ficam imaginando quem é o Lifemaker,a mestra da tumba,pra onde foi parar a mãe do Negi…igual Evangelion faz até hoje

      • Não sei se você chegou a saber, mas após o final de Evangelion, o Anno recebeu inúmeras ameaças de morte de fãs devido a essas pontas soltas. O Anno sempre trolla os fãs, como foi visto nos episódios 25-26 e no último filme, o 3.0.

        Digo novamente, é minha opinião na análise, assim como tem uns que concordam, tem uns que discordam. O intervalo entre treinos era ótimo para dar uma aliviada das lutas, quanto a isso não critico, eu critico quanto as lutas serem extremamente monótonas.

        E eu discordo quanto ao que você diz sobre o Akamatsu estar ” se divertindo com Negima “, não acha que se ele tivesse se divertindo ele teria dado um final melhor, ou ao menos, não estaria dando tantas pausas para colher material? Fossem uma ou duas, motivos de doença, mas não, eram várias, praticamente a cada dois capítulos tinham pausas enormes entre um e outro.

  5. Evangelion tinha várias restrições orçamentarias,ele encerrou daquele jeito porque ainda não conseguia lidar com altos custos pra fazer uma série longa.Tanto que ele só fez Death e Rebirth para juntar fundos pra produção do filme.Ele recebeu ameaças de morte de Otakus alucinados e alienados.

    Se o autor não se diverte na sua profissão então ele é muito idiota porque ao entrar nesse mercado ele conhece todos os riscos e dificuldades.Fazer um plot twist de anos de espera seria uma idéia imbecil,autores de mangá só fazem isso quando mudam imediatamente de uma revista pra outra,como os autores de To Love-ru e Rosario+Vampire.Todo mundo se irritou com o final de XXXHolic e o Clamp anunciou que continuaria a série depois.E aí? Ele preferiu encerrar desse jeito pra continuar depois.Quem sabe ele não revela o que não vimos antes do final?tudo é possível

  6. Pingback: Akamatsu lança novo mangá nesse verão | OtomeGatari

  7. Sinto muito, discordo do seu ponto de vista quanto as “batalhas serem fracas”, na verdade, o ponto mais interessante das batalhas do Negima é a utiilização de estratégias. Veja bem:
    O Negi tem somente 10 anos de idade, o que comprova que ele não é um ninja Loki, muito pelo contrário, Jack crítica esse mesmo ponto em Negi, mas Negi sabe utilizar suas magias em conjunto com outras magias e explorar o ponto fraco dos inimigos, assim como acontece quando ele luta contra o Takamichi que era claramente e pertubadouramente mais forte do que ele. Tanto que a Magia Erebea é um “catalisador” para que ele possa expandir seu horizontes… Um mangá Shounen ortodoxo mainstream tem que ser exatamente desse jeito… O único ponto fraco do manga foi a falta de vontade do Akamatsu ao terminar a obra… Fora a utilização magnifica de linguas ‘mortas” como o latim e o grego arcaico, a teoria de múltiplos mundos e a utilização de facetas astrônomicas e como se já não bastasse, a capacidade de fazer com que lendas entrem em contato com o plot e não destrua nem a visão do plot e nem a visão das lendas…

    • A batalha contra o Takamichi foi, sem dúvidas, uma grande batalha. As que considero fracas são as que começam no Mundo Mágico, mesmo a contra o Rakan (a parte da carta pactio de usar as outras foi interessante, de resto, tedioso). Mas claro, essa é minha opinião e, sendo bem honesta, sou muito difícil de me encantar com lutas de shounens, por isso minha crítica pesada as de Negima.
      E sim, o fato do Akamatsu ter ficado sem vontade lá pelo meio-final foi a pior parte. Tanto que tinham pausas de até 1 mês entre um capítulo e outro para o que, deveria ser, um mangá semanal. Acho que ele deveria ter terminado Negima mais cedo porque, mesmo que toda a história de Marte//Mundus Magicus tenha sido incrível, ele explorou muito e fechou pouco do mangá.

  8. É que no caso do Jack, temos que lembrar que o maluco é considerado um “bug”! hahahahaha, infelizmente contra ele não existia estratégia, pois ele podia, de uma hora para outra ficar infinitamente mais forte do que antes… algumas batalhas que você mencionou, como a batalha contra a gangue do Mundus Magicus que sequestrou a Konoka, foram somente premissas, algo utilizado normalmente em mangas mainstream de shounen battle para mostrar a evolução que o personagem teve após treino, para que se possa haver uma comparação entre antes e depois.
    A situação com Akamatsu foi a seguinte: Assim como em Love Hina, após uma boa quantidade de capítulos, surgiram novas idéias que infelizmente não podiam ser inseridas na história, o que lhe causou uma vontade imeeensa de acabar sua obra para utilizar esses “novos recursos”, um grande exemplo de magaka desse tipo é Yoshihiro Togashi, que começa muito bem suas obras, se tornam masterpieces no meio da mesma e perdem o brilho no final…

    • Você quis dizer ” Nodoka “, né? Assim que ele acaba o treino de Magia Erebea e sequestram ela e o grupo de exploradores que ela acompanhava. Mas sim, entendo bem. Mas digo lutas como as contra o Fate, que acho bem monótonas. Entre outras que iam ocupando espaço… Mas fato é: o Akamatsu tem problema em terminar obras. Negima é a prova disso, os fãs sabem de como haviam n maneiras de terminar o mangá bem, e ele escolheu justamente a pior.

      • Faz um bom tempo que não leio… desde que o “último” chapter lançou no Japão. Acabei confundindo os nomes >.<. Negima não terminou bem, justamente por que não tinha como terminar, quero dizer, um garoto de 10 anos tem uma vida inteira pela frente, portanto, ou você mata o rapaz(conceito utilizado em Death Note) ou você deixa aberto para uma nova temporada e vai fazer outra coisa… O que mais complicou a vida dele foi ter adicionado muitos novos elementos novos no plot do mundus magicus. Mas gosto do que o Akamatsu faz. Ele desenha o que sente vontade e faz o que acharia que seria certo na obra, diferente de muitos mangakas wannabes por ai.

        • O problema todo foi como ele terminou a saga no Mundus Magicus. Se tivesse terminado diferente, sem a necessidade de ” congelar ” a Asuna no tempo e tudo mais, e claro, se ele tivesse vontade, dava pra levar um pouco mais o mangá.

  9. Nisso eu concordo, mas infelizmente, na industria de entretenimento : Vontade é necessario, e Akamatsu não tinha mais uma boa quantia dela! Mas estou ancioso pelo próximo trabalho dele, pois até o último capitulo ele me entreteu!

  10. pelo o que eu li nesse post eu tirei duas conclusões
    1- O mangá é sempre bom,mais se “arrasta” em algumas partes chegando até a ser frustrante
    2- Ele tem mudanças bruscas em relação aos seus primeiros capítulos.
    ( http://1.bp.blogspot.com/-rR7r_QbRvPQ/T10sfygS9jI/AAAAAAAADjY/wDpp5-zooEY/s320/Ah+va,+e+mesmo.jpg )

    mais essas são minhas conclusões ao ler o post,dificilmente eu leria porque é muito longo…talvez eu assista a essas animações “proibidas” só pra ver como é pelo menos um por cento desse universo do mangá.talvez assim eu tenha curiosidade de ver essa obra 🙂 mais pelo que você falou eu percebi que ela é frustante e frustração é o sentimento que eu mais detesto (depois da tristeza) mais em fim…vou tentar conhecer essa obra \o

  11. cara eu fiquei triste com o final de Negima.
    nem pude saber qual é a preferida do Negi e nem o futuro deles…
    espero q o Akamatsu esqueça desse novo manga e de continuação a Negima
    eu quero muito ver o que acontece depois, principalmente com a Nodoka q é minha preferida entre todas da turma

      • mano fikei sem entender o final aew vi o poste t talz nem ia falar mas como vi 1 post d ontem… pow oq me deixa triste eh alem d inúmeras pontas soltas como oq a asuna eh dele e onde a mae dele foi e talz, eu ate acho as lutas tbm muito fantasiosas d 1 hora pra outra, mas ate gosto desse jeito, mas oq me deixa com mais raiva mssmmm eh 1 manga harem no final o cara ficar forever alone, claro detestei o final como todo tipo desdeo começo o cara da atras do pai dele e puff o pai dele aparece, se ele keria “continuar” futuramente devia nem ter mostrado o pai dele, devia ter deixado em braco tipo dizendo q ele ainda ia encontrar e talz, mas enfim final tosco, q pra mim com final assim meio q “estraga” toda a obra pq vc fica decepcionado enfim raiva pq ele ficou na mao, pontas soltas e final “magico” com tudo se resolvendo magicamente(ironia, nao?)

  12. cala a boca Negima e foda pa carai e o naime do estudio shaft nao é ruim so pq tem “um animacao maio meno“ suas palavras nao valem nada para minha infancia gloriosa com negima Y_Y

  13. Negima é realmente muito foda,e as explicações que ficaram faltando no negima, é quase certeza que vão ser todas explicadas no UQ Holder, em flashbacks como atualmente anda tendo muitos … quando o touta ir pro mundo magico concerteza as duvidas serão tiradas, eu ja tenho ate umas teorias sobre o negi e do Nagi enfim, so esperar mais capitulos :3

  14. cara me da uma ajuda ai , me fala onde eu posso achar negima!? magister negi magi pra assistir ,eu to procurando faz um tempo e nao acho

Dê sua opinião!

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s